A Deus rendei louvores

LCI 506

23/09/1538

 

1. A Deus rendei louvores
e ao nome seu, exaltação;
que aumenta os seus favores,
jamais o esqueças, coração!
Perdoa o teu pecado
e cura a tua dor.
Por Deus és procurado
com paternal amor;
por ele és confortado
com bênçãos, com vigor.
No Reino seu, sagrado,
dos seus é protetor.

2. Deus nos tem revelado 
 a glória e o juízo seu;
também nos tem mostrado
que do homem se compadeceu.
Sua ira Deus olvida;
não pune o pecador;
a graça é concedida
aos que lhe têm amor.
O excelso Deus clemente
de nós afasta o mal;
concede ao penitente
a bênção paternal.

3. Tal qual se compadece 
 um pai dos filhos, com amor,
  também Deus não esquece 
 os pobres que lhe têm temor.
 Conhece a humanidade 
 e sabe: somos pó; 
 qual flor que, na verdade, 
  floresce um dia só; 
 soprando um pouco o vento, 
  fenece e morre; assim
  vivemos um momento, 
 e perto está o fim.

4. Firme em eternidade 
 o amor Deus se manterá 
 com a comunidade 
 que em seu temor, fiel, está.
 Deus o Senhor governa 
 no Reino celestial.
A sua graça eterna
nos guardará do mal.
Ao Deus onipotente
os anjos dêem louvor;
também minha alma aumente
a glória do Senhor!


Autor da letra: Johann Gramann

Comentário e reflexão: Leonhadr Creutzberg
 


Autor(a): Johann Gramann
Âmbito: IECLB
Hino: 252. A Deus rendei louvores
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Hino
ID: 28718
REDE DE RECURSOS
+
A intenção real de Deus é, portanto, que não permitamos venha qualquer pessoa sofrer dano e que, ao contrário, demonstremos todo o bem e o amor.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br