Ao pé da manjedoura estou

LCI 395

15/12/1657

 

1. Ao pé da manjedoura estou,
Jesus, ó minha vida;
o que me deste, aqui te dou,
com alma agradecida.
Entrego-te com devoção
minh’alma, mente e coração,
aceita-os com agrado!

2. Jazi nas trevas, a morrer,
foste o meu sol radioso,
sol que me veio conceder
luz, vida, paz e gozo.
Ó sol radioso, tua luz
acende a minha fé, Jesus;
quão belos são teus raios!

3. Contemplo-te em exultação
e não me canso disto,
detenho-me em meditação,
pensando em ti, ó Cristo!
Que a mente viesse a se tornar
abismo, e a alma um vasto mar,
que assim eu te abrangesse!

4. Tu não vieste procurar
prazeres neste mundo,
vieste para nos salvar,
em teu amor profundo.
Teu povo queres resgatar,
sofrendo angústias, dor, pesar:
Ó, quanto te agradeço!

5. Mas isto espero, ó Salvador,
não negues meu desejo:
Jamais, em alegria e dor,
sem ti viver almejo.
Presépio teu me vem tornar,
em mim, Senhor, vem habitar,
com tua paz e graça!


Autor da letra: Paul Gerhardt

Autor da Melodia: Johann Sebastian Bach


 


Autor(a): Paul Gerhardt
Âmbito: IECLB
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Natal

Hino: 26. Ao pé da manjedoura estou
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Hino
ID: 11585
MÍDIATECA
REDE DE RECURSOS
+
A misericórdia de Deus é como o céu, que permanece sempre firme sobre nós. Sob este teto, estamos seguros, onde quer que nos encontremos.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br