Lindolfo Weingärtner (*1923)

Obra e Biografia

29/06/2012

Lindolfo Weingärtner (*1923)

HPD nº 68, 69, 135, 138, 139, 144, 145, 158, 165, 190, 195, 196, 266, 302

Lindolfo Weingärtner nasceu em Santa Isabel – município de Águas Mornas/SC – no dia 27 de agosto de 1923. [Em 2003 completou 80 anos de idade].

Preparando-se para estudar Teologia e ingressar no pastorado, foi estudar em São Leopoldo no Instituto Pré-Teológico. Este curso foi interrompido em outubro de 1942, quando ele foi convocado, junto com outros alunos, para exercer o trabalho pastoral nas comunidades, cujos pastores foram proibidos de trabalhar pelo decreto de nacionalização.

Após o término da guerra, ingressou na Escola de Teologia, recém-inaugurada em 1946. Lindolfo faz parte da primeira turma de formandos desta Faculdade.

Em 1948 trabalhou como pastor em Timbó (SC), e depois em Ituporanga (SC). Em 1950 assumiu a direção da Escola Evangélica em Panambi (RS). Em 1953, voltou a atuar em comunidade, desta feita em Itoupava Central, depois em Brusque (SC).

Em 1960 atendeu ao chamado da direção da Igreja e passou a lecionar na cadeira de Teologia Prática na Faculdade de Teologia, onde trabalhou por 11 anos. Neste período fez o seu doutorado na Universidade de Erlangen na Alemanha, versando sobre Umbanda, publicado em 1969. Ele foi o primeiro docente brasileiro, de tempo integral, a ministrar aulas em português na Faculdade de Teologia.

Seu último campo de trabalho, antes da aposentadoria, foi de 01-03-1972 até 31-07-1975 na Paróquia da Paz em Joinville (SC) .

Lindolfo Weingärtner era casado com Margarida Elisabeth, da família Hatzky [falecida em 1989]. O casal teve duas filhas e dois filhos. Depois de viuvar, Weingärtner contraiu matrimônio com Erna Jönk. Atualmente reside em Brusque (SC).

O pastor Dr. Lindolfo Weingärtner recebeu, no dia 28 de março de 2001, durante culto que comemorou os 55 anos da EST, o título de Professor Emérito da Escola Superior de Teologia (EST). “Ainda hoje, ele é uma figura de integração teológica na IECLB, pois tem trânsito nas diferentes linhas teológicas”, disse o reitor da EST, Lothar Hoch, durante a homenagem.

Conhecido como pastor e professor, poeta e escritor, Lindolfo Weingärtner tem vários títulos publicados no Brasil e no exterior.

Além disso prestou serviços extremamente valiosos nas Comissões do Hinário da IECLB. Em 1961, quando residia em São Leopoldo, ele passou a colaborar na comissão então existente. Ele enviava suas traduções feitas em casa à comissão, as quais, em virtude de sua qualidade excepcional, eram geralmente aceitas sem restrições (Hans Günther Naumann).

No Hinário da IECLB, lançado em 1964, consta sob Nº 141a, (ainda com melodia do século 15), o primeiro hino publicado da autoria de Lindolfo Weingärtner, feito em 1963. E´ um hino de Santa Ceia: Em noite tenebrosa, Jesus, partiste o pão (que se encontra no HPD sob nº 145, agora com outra melodia , da autoria do ► P. Frank Graf).

A partir da 4ª edição (publicada em 1971) o Hinário da IECLB tem um apêndice com mais 31 hinos, dos quais 27 foram traduzidos por Weingärtner em 1970. Encontram-se no HPD (1º volume) 23 destes hinos, que se reconhecem pela abreviatura (Tr.W.)

Em 1976 foi nomeada uma nova comissão, que teve a tarefa de fazer uma revisão rigorosa do hinário. Weingärtner, então já aposentado, era o coordenador desta comissão. O trabalho exigiu muito tempo, muita pesquisa e muita concentração, até que em 1981 pôde ser lançado o nosso atual hinário Hinos do Povo de Deus.

Nele encontram-se 34 traduções de Lindolfo Weingärtner:

HPD nº 1 – Com júbilo cantai
HPD nº 3 – A noite está findando
HPD nº 10 - Quando as estrelas vão dormir
HPD nº 21 - Pastores, corramos, alegres
HPD nº 23 - Meu Deus, teu festival de luz
HPD nº 25 - Com júbilo cantai, alegres anunciai
HPD nº 33 - Pastores, olhai, do sono acordai
HPD nº 50 - Nossos corações pertencem
HPD nº 60 - Com alegria e com fervor
HPD nº 92 - Sol da graça, luz de amor
HPD nº 114 - Os teus servos reunidos
HPD nº 122 - Para a luta nos guarnece
HPD nº 126 - Abençoa, Pai celeste
HPD nº 146 - Tu queres ver unido
HPD nº 159 - Creia sempre, sem cessar
HPD nº 169 - As minhas mãos a ti estendo
HPD nº 180 - Deus faz pregar seu evangelho agora
HPD nº 220 - Bendito aquele que anda
HPD nº 227 - Veja a terra, é de Deus
HPD nº 238 - Ó terras, todas celebrai
HPD nº 240 - Louvor cantai de coração
HPD nº 244 - Cantarei ao Pai amado
HPD nº 258 - Louvai a Deus de coração
HPD nº 259 - Bendito seja o Deus de amor
HPD nº 262 - Ó alegria, vem, alumia
HPD nº 268 - Ao despontar o dia
HPD nº 269 - Nasce o dia fulguroso
HPD nº 273 - O dia nasce com fulgor
HPD nº 275 - O dia nasce em esplendor
HPD nº 277 - Minha alma, acorda e canta
HPD nº 281 - Veio a noite, e escuridão
HPD nº 282 - Ó vem, Senhor, o dia declinou
HPD nº 284 - Ao por-se o sol, ó Deus,
HPD nº 303 - Irmão, descansa em paz.


Além das traduções Weingärtner contribuiu com 14 hinos de sua própria autoria:

HPD nº 68 - Da morte o Cristo ressurgiu
HPD nº 69 - Creio que o dia virá, dia de luz e de glória
HPD nº 135 - Com gratidão e alegria chegamos a ti, Senhor.
HPD nº 138 - Trazemos esta criança a tua casa, Senhor.
HPD nº 139 - Em nome do Pai batizamos, confessando que
HPD nº 144 - Na casa de Deus há paz, há festivas canções
HPD nº 145 -  Em noite tenebrosa
HPD nº 158 - Da terra a plenitude, dos astros o esplendor
HPD nº 165 - Há sinais de paz e de graça
HPD nº 190 - Real poder me foi dado, poder no céu e na terra
HPD nº 195 - Meu irmão, tu precisas falar com Jesus
HPD nº 196 - Se não houver quem profetize
HPD nº 266 - O dia nasce jubiloso, o sol desponta
HPD nº 302 - Cidade sem santuário, na qual habita Deus.

Fontes:

- Jornal O CAMINHO, Ano XVII, nº 5, de maio 2001

- João Pedro Brückheimer (organizou) “Há Sinais de Paz e de Graça”, Blumenau 2003

- Leonhard Creutzberg Estou Pronto Para Cantar, Ed.Sinodal, São Leopoldo, 2001


Lindolfo Weingärtner
(da Pastora Sinodal Mariane Beyer Ehrat, na capa do livro “Há Sinais de Paz e de Graça”)

Lindolfo Weingärtner – um dos Pais da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB. Suas aulas, seus conselhos, sua pregação, sua prosa, seus versos, seus hinos, são de uma profundidade espiritual e teológica ímpar. A sua comunicação sempre é de alma para alma. Suas palavras ensinam a sabedoria de viver, seus hinos convidam ao louvor. E, quem conhece o Pastor Lindolfo, sente que em sua humildade ele mesmo é um destes “sinais de paz e de graça” em pessoa. Sua vida é testemunho vivo de que este “mundo... ainda é de Deus”.


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Área: Celebração / Nível: Celebração - Música
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Autor Letra
ID: 15361
REDE DE RECURSOS
+
Não somos nós que podemos preservar a Igreja, também não o foram os nossos ancestrais e a nossa posteridade também não o será, mas foi, é e será aquele que diz: Eu estou convosco até o fim do mundo (Mateus 28.20).
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br