Michael Weisse (1488-1534)

Obra e Biografia

29/06/2012

Michael Weisse (1488-1534) HPD 59 e 299

Michael Weisse (ou: Weiss, Wiss, Wegs, Weys, Weyss) nasceu cerca de 1488, em Neisse, (Silésia).

Faleceu: 19 de março de 1534, em Landskron, Morávia.

Michael Weisse matriculou-se em 1504 como estudante na Universidade em Cracóvia. Mais tarde era monge franciscano em Breslau, onde ele escreveu muitos dos hinos dele. Meados de 1518 abandonou o convento. Ele uniu-se aos Irmãos Morávios em Leitomisch, Boêmia. Ali gozou de boa reputação, de sorte que em 1522, ele se tornou o ancião (pré-sidente, Vorsteher) da comunidade deles em Landskron (Boêmia) e em Fulnek (Moravia). Entre 1522 e 1524 ele, junto com o bispo Johann Horn (1490-1547), viajou cinco vezes para trocar idéias com Martim Lutero a respeito de fé e vida cristã baseados na Bíblia Sagrada. Em 1531 ele se tornou o pastor dos Irmãos Moravios de língua alemã em Landskron e Fulnek. E em 1532 foi eleito para membro do Conselho da união dos Irmãos Morávios. Ele faleceu em 1634. Supõe-se que foi envenenado.

A pedido dos irmãos, ele compilou o primeiro hinário dos Irmãos Morávios em língua alemã: Ein New Gesengbuchlen, com 157 hinos, o hinário mais volumoso da época da Reforma. Este foi editado em 12 de março de 1531 pelo impressor Georg Wylmschwerer de Jungbunzlau, Boêmia, e contém traduções de hinos da língua tcheca e do latim, alguns hinos da autoria dele, além de hinos, salmos, antífonas, cantos litúrgicos e canções populares de cunho espiritual da Idade Média. A maior parte das melodias destes hinos tem sua origem no hinário tcheco de 1519. - Em 1544 Johann Horn reeditou o hinário moraviano, acrescentando mais 32 outros hinos.

No prefácio da edição de 1531, Weisse se dirige às Comunidades alemãs de Fulnek e Landskron dizendo, de acordo com minha capacidade, e usando toda a minha habilidade, eu também tenho aproveitado vosso hinário antigo, como também o Cantional da Boêmia em uso antes de mim, e não mudando o sentido, conforme as Escrituras Sagradas, tenho passado em rimas para a língua alemã.

Lutero chamou Weisse de um poeta bom, com visões um pouco errôneas no Sacramento (i.e. Santa Ceia); e, depois que os hinos de Santa Ceia têm sido revisados por Roh (1544), 12 dos hinos de Weisse foram incluídos no hinário editado por Babst em 1545. Muitos dos hinos dele possuem mérito considerável. O estilo está fluindo e harmonioso, o tom religioso é sério e varonil, mas ainda tenro e verdadeiramente devoto, e os melhores deles são distintos por uma certa simplicidade encantadora de pensamento e expressão. Pelo menos 119 passaram para hinários luteranos dos séculos 16º e 17º, e muitos ainda estão em uso.

Em nosso hinário HPD encontram-se dois dos hinos de Michael Weisse: HPD nº 59: Louvai a Deus em alta voz... (= EG nº 58: Gelobt sei Gott im höchsten Thron) é um dos mais bonitos hinos da época de Páscoa, com melodia de Melchior Vulpius (1609), e HPD nº 299: O corpo vamos sepultar (= EG nº 306: Nun legen wir den Leib ins Grab) um hino de conforto para pessoas enlutadas.

Fontes: www.cyberhymnal.org Kleines Nachschlagewerk zum Evgl. Gesangbuch für Bayern und Thüringen, München, 1995 K. Dienst, o artigo Weisse, Michael em RGG³, Vol.VI, Col. 1591, Tübingen, 1962. Klaus Appel Weisse, Michael em BBKL, Vol.XIII (1998), Colunas 690-691 http://www.hymnary.org/person/Weisse_M


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Autor Letra
ID: 15694
REDE DE RECURSOS
+
Tu és o meu Deus, eu te louvarei. Tu és meu Deus, eu anunciarei a tua grandeza.
Salmo 118.28
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br