Nova Zelândia

Obra e Biografia

29/06/2012

Nova Zelândia – HPD Nº 166

A Nova Zelândia (Aotearoa, na lígua dos nativos Maori) é um país de clima temperado localizado no sudoeste do Oceano Pacífico e considerado como parte da Polinésia. Faz parte da Oceania. A sua capital é a cidade de Wellington.

Muita da cultura da Nova Zelândia é derivada de raízes européias, sobretudo britânicas, e mais recentemente americanas, mas características neozelandesas distintivas evoluíram do ambiente, cultura indígena dos maoris e a influência do maior vizinho, a Austrália. O vigor e originalidade das artes em filmes da Nova Zelândia, ópera, música, pintura, teatro, dança, e artes estão alcançando reconhecimento internacional.

As quatro maiores igrejas na Nova Zelândia são a Anglicana, a Presbiteriana, a Católica Romana e a Metodista. Elas foram levada para lá, no início do século 19, através dos imigrantes da Inglaterra, Escócia e Irlanda. Em 1875 missionários luteranos de Hermannsburg (Alemanha) começaram a trabalhar na Nova Zelândia. A pequena Igreja Luterana nascida ali foi entregue em 1900 ao Sínodo Luterano da Austrália e forma hoje um Distrito da Igreja Evangélica Luterana da Austrália.

Texto e melodia do hino de HPD nº 166 “Dá-nos olhos claros” nasceram na Nova Zelândia. O hino é um ótimo comentário para Romanos 12,3-8 que fala dos dons que Deus nos tem dado. Os nomes dos autores do original e o tradutor deste hino para o português são desconhecidos. Friedrich Walz fez em 1981 uma versão em alemão que se encontra no EG (18ª ed.) sob nº 468 “Herr, gib du uns Augen”.

Este hino “Tama ngakao” (supostamente o título na língua original Maori) ficou conhecido desde 1973, quando as senhoras da Nova Zelândia prepararam o programa para o Dia Mundial de Oração das Senhoras.

Fontes: H. Sasse “Neuseeland” em RGG³, Tübingen, 1960
Wikipedia


 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Autor Letra
ID: 15633
REDE DE RECURSOS
+
Cada qual deve se tornar para o outro como que um Cristo, para que sejamos Cristos um para o outro e o próprio Cristo esteja em todos, isto é, para que sejamos verdadeiros cristãos.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br