Páscoa

Recursos Litúrgicos

LITURGIA DE ENTRADA
Sino

Acolhida
L O apóstolo Paulo escreveu: “Se Cristo não tivesse ressuscitado, nada teríamos para anunciar, e vocês nada teriam para crer”. “Mas a verdade é que Cristo ressuscitou” (1Co 15.14,20).

E o próprio Jesus falou: “Eu sou aquele que vive; estive morto, mas agora vivo para sempre. Tenho autoridade sobre a morte e sobre o mundo dos mortos” (Ap 1.18). Boas-vindas... visitantes... Sejam todos bem-vindos para a festa cristã da vitória da vida sobre a morte.

Hino
L Porque Cristo ressuscitou, podemos cantar, em alto e claro tom.
C (HPD 67) Cristo venceu a morte.

Será de enorme impacto se o coral entoar, em lugar desse hino, logo após o texto de Apocalipse, um hino que anuncie a ressurreição. Neste caso, a acolhida poderá ser feita após o canto do coral.

Voto inicial
L Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.
C Amém.

Intróito
Salmo 118.1-2,13-24.
C (HPD 253) Glorificado seja teu nome

Confissão de pecados
L Oremos, confessando nossos pecados. Deus, criador do céu e da terra! O mundo que criaste está sob ameaças constantes, que crescem dia após dia.

L1 Perdão, Deus, pelas vezes em que paramos diante do nosso próximo somente quando ele está sendo velado.

L2 Perdão, Deus, pelas vezes em que não nos posicionamos contra práticas, costumes e tradições que dificultam a vida para a maior parte da população em nosso país.

L3 Perdão, Deus, pelas vezes em que celebramos a Páscoa, mas não nos comprometemos com os ensinamentos e verdades que o teu Filho nos transmitiu.
C (canta) Perdão, Senhor, perdão!

Anúncio da graça
L Disse Pedro: “O próprio Jesus levou os nossos pecados no seu corpo sobre a cruz a fim de que morrêssemos para o pecado e vivêssemos para a justiça.” Por termos essa possibilidade, Deus seja louvado.
C (HPD 349) Louvemos todos juntos o nome do Senhor.

Oração do dia
L Oremos. Deus da vida, que tiraste o poder da morte pela ressurreição de Jesus Cristo, teu Filho, e que esperas que divulguemos isto pelo mundo com nossas palavras e ações, concede fé e ilumina nosso entendimento que busca provas, fazendo com que olhemos para além do túmulo vazio, a fim de que nossos ouvidos e nosso coração percebam o que nossos olhos não podem ver e nossas mãos não podem tocar. Por nosso Senhor Jesus Cristo, que vive e reina contigo, hoje e sempre.
C Amém.

LITURGIA DA PALAVRA
Leituras bíblicas
L O anúncio de que a morte seria vencida fora feito pelo profeta vários séculos antes de Jesus.
Leitura do livro de Isaías 25.6-9.
Silêncio ou um cântico intermediário

L Paulo, o apóstolo, deu testemunho da ressurreição.
Leitura da Primeira Carta de Paulo aos Coríntios 15.19-21.
Silêncio
Aclamação do Evangelho

L Aclamemos o Evangelho, cantando:
C Aleluia.

L (versículo de aclamação) “Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado” (1 Co 5.7b).
C Aleluia.

L Leitura do santo Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo segundo João 20.1-9.
Leitura

L Palavra do Senhor!
C (canta) Louvado sejas, Cristo

Coral

Pregação

Hino
C (HPD 316) Semente caiu neste solo.

Ofertas

Oração geral da Igreja
- intercedemos, nosso Deus, por fé na ressurreição do corpo, do corpo de Cristo e do nosso corpo, para que fiquemos livres da tentação de crenças e filosofias que prometem soluções fáceis por caminhos individualistas.

- intercedemos, nosso Deus, pela ação da tua Igreja, para que, em gratidão por tudo que fizeste por nós, haja mais disposição para o estudo da tua Palavra, mais vontade de celebrar e viver em comunidade, mais tempo para servir na tua seara.

- intercedemos, nosso Deus, pelas pessoas que sofrem neste mundo, para que a mensagem pascal arranque do nosso meio a ânsia de poder, a sede de riqueza, o desprezo por quem é diferente, os muros que dividem, a fim de que aconteçam inclusão, respeito, apoio, transformação.

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR
Hino
C (HPD 357) Este é meu corpo.

Oração eucarística
L Oremos. Deus Eterno, é digno, é justo e é nosso dever que sempre e em todos os lugares te rendamos graças, através de Jesus, nosso irmão. Afinal, a sua ressurreição é a garantia de que também nós ressuscitaremos. Porque Jesus decidiu beber o cálice amargo,
C recebe nosso louvor e adoração!

L Porque através da ressurreição de Jesus tu enxugas nossas lágrimas,
C recebe nosso louvor e adoração!

L Porque nós podemos crer e nos dispor para atitudes que enxuguem lágrimas e ajudem a carregar a cruz de outros,
C recebe nosso louvor e adoração!

L Por estes e tantos outros motivos, Deus do amor, também recordamos e celebramos o que Jesus instituiu na noite da sua traição. Sentado à mesa...
C (canta) Jesus, tua morte anunciamos nós. Louvamos tua ressurreição. Até que venhas com teu poder.

L Vem, Espírito Santo! Acalenta em nossos corações a chama da fé na ressurreição e a disposição para o serviço que promove e defende a vida. Vem, Espírito Santo, para que, por meio da tua presença, este pão e este fruto da videira sejam para nós, nesta Ceia, corpo e sangue de Cristo, alimentos da fé, sustento na caminhada, razão da nossa esperança.
C (HPD 367) Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da
terra.

L Lembra-te, Deus da ressurreição, das testemunhas da ressurreição de Jesus e dos nossos familiares e pessoas queridas que já partiram desta vida, chamando-as da morte para a vida eterna, guiando-nos, junto com elas e com todas as pessoas que chamarás da morte para a vida, ao banquete na tua presença, na glória eterna, quando nunca mais haverá lágrima nem morte. Com todas elas proclamamos tua glória, por todo o sempre.
C (canta) Por Cristo, com Cristo e em Cristo.

Pai-Nosso
L A glória e a honra são de Deus. Isto cremos, e assim oramos.
C Pai nosso...

Gesto da paz
L Jesus, o ressuscitado, é a fonte da nossa paz. Desejemos essa paz uns aos outros, enquanto cantamos:
C (HPD 369) A paz de Jesus eu te dou.

Fração
L O cálice da bênção que abençoamos é a comunhão do sangue de Cristo; o pão que repartimos é a comunhão do corpo de Cristo. Mesmo sendo muitos e diferentes, no Cristo ressuscitado somos um só corpo.
C (canta) Nós, embora muitos, somos um só corpo.

Cordeiro de Deus

Comunhão
L Venham, pois tudo está preparado.

Oração pós-comunhão
L Oremos.
Deus, nosso amigo e nossa esperança! Graças te rendemos, pois tu és bom e tua bondade dura para sempre. Que a comunhão na Ceia do Senhor fortaleça nossa fé na ressurreição e nossos atos que promovem e defendem a vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo.
C Amém.

LITURGIA DE SAÍDA
Avisos gerais

Hino
C (HPD 95) Jesus Cristo é Rei e Senhor

Poema
Thiago de Mello
Faz escuro mas eu canto.
Faz escuro mas eu canto porque amanhã vai chegar.
Vem ver comigo, companheiro, vai ser lindo, a cor do
mundo mudar.
Vale a pena não dormir para esperar, porque amanhã
vai chegar.
Já é madrugada; vem o sol que é alegria,
que é pra esquecer o que eu sofria.
Quem sofre fica acordado defendendo o coração.
Vamos juntos, multidão, trabalhar pela alegria
que amanhã é outro dia, que amanhã é outro dia!

Bênção

Envio
L Vão em paz e, confiantes na ressurreição, sirvam ao Senhor.
C Demos graças a Deus

Poslúdio

Oração silenciosa

Sino

Fonte: Livro de Culto da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil
- Portal Luteranos
 

Se a Palavra desaparecer, o mundo fica escuro. Aí ninguém mais sabe onde se abrigar.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br