Saltério de Genebra

29/06/2012

Saltério de Genebra – HPD nº 68,93,179,180,240,259=270

O Saltério de Genebra - também chamado de Saltério dos Huguenotes – é uma coleção de hinos, na qual os Salmos bíblicos foram rimados e transformados em estrofes cantáveis.

O reformador João Calvino chegou a conhecer este tipo de Salmos cantados quando entre 1538 e 1541 esteve em Estrasburgo. Gostou tanto que logo em 1539 editou uma pequena coleção com salmos rimados em francês de Clément Marot (1495-1644) junto com alguns de sua própria autoria. Calvino fez uma adaptação do Salmo 36 com a melodia que Matthäus Greitter havia feita para o Salmo 119 (veja HPD nº 44).

De volta em Genebra, João Calvino colecionou mais outros Salmos de Marot e encarregou o Chantre Guillaume Franc (1515-1570) a cuidar da elaboração das melodias. Assim nasceu a primeira edição do Saltério com 50 Salmos, editado em 1542 e 1543. Nesta coleção se encontra a melodia do HPD nº180 e igualmente a melodia, que originalmente foi composta para o Salmo 138, e foi usada no HPD nº 68 para o hino de Lindolfo Weingärtner Da morte o Cristo ressurgiu1. Da mesma época (1543) é a melodia do HPD nº 240 e também do HPD nº 932, aproveitada para o hino de Geog Friedrich Fickert   Que o fogo teu em breve ardesse.

A partir de 1548 Teodore Beza (1519-1605) dedicou-se a complementar a coleção francesa, e Louis Bourgeois elaborou a parte musical para o novo Saltério de 1551 com 83 Salmos, entre eles a melodia do HPD nº 259.

A coleção completa e definitiva foi lançada em 1562. Provavelmente Pierre Davantès (1525-1561) foi o autor e/ou adaptador das novas melodias, entre elas a do HPD nº 179.

Característico no Saltério de Genebra é a sua fidelidade ao texto bíblico e a grande riqueza de suas melodias. Ele encontrou ampla aceitação tanto nas igrejas, quanto nas escolas e nos lares por causa das singelas e sonoras harmonizações feitas por Claude Goudimel (1514-1572).

Nas igrejas calvinistas de língua alemã conseguiu-se impor a tradução feita em 1573 por Ambrosius Lobwasser (1515-1585). Mais tarde esta foi substituída pela edição de Matthias Jorissen (1739-1823), publicada em 1798.

Fonte: Kleines Nachschlagewerk zum Evgl. Gesangbuch ed. para Baviéra e Turingia, Munique s.d. (1996?).

Notas:

1 Em alemão existe um hino Mit Freuden zart zu dieser Fahrt lasst uns zugleich fröhlich singen da autoria (em1566) de Georg Vetter (1536-1599), que usa a mesma melodia.

2 Outra fonte [Hermann Stern Gott ruft dich heut, Stuttgart, 1956, página 4] afirma que Louis Bourgeois, em 1547, seria o autor desta melodia.

 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Música
ID: 15364
REDE DE RECURSOS
+
Deus é maior do que o nosso coração e conhece todas as coisas.
1João 3.20
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br