História do povo evangélico luterano


ID: 2927

Posição e Oposição

Um ministério pastoral de ação e reflexão crítica em uma época de intensa agitação na Igreja (P. Gustav Reusch, 1926-1965)

29/06/2015

Muitas são as imagens usadas para descrever a Igreja. Uma delas se encontra no hino 98 do hinário Hinos do Povo de Deus.

 “Qual barco singra pelo mar; a igreja do Senhor. Eternidade o alvo é; que indica a direção. Navega pelo temporal de medo, angústia e dor. Vitórias, lutas e temor; por séculos, Senhor. Pergunta angustiante é: Ao fim resistirá? Há de alcançar o alvo seu e não afundará? Guia-nos, Senhor! Ampara-nos, Senhor, pois sem ti nos assalta temor, solidão. Ó guia-nos, Senhor!

O Pastor Gustav Reusch atuou em comunidades evangélicas do Rio Grande do Sul ao longo de quatro décadas. Proclamou o Evangelho em uma época bastante difícil. Vivenciou o período da 2ª. Guerra Mundial e tomou uma posição clara de oposição ao regime nacional-socialista. Liderou um grupo de pastores que participaram da Igreja Confessante – grupo cristão evangélico de resistência ao nazismo.

Passada a guerra, as comunidades evangélicas, filiadas a diversos sínodos, passaram por um período de aproximação e unificação nacional. Este processo redundou no surgimento da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB. O Pastor Gustav Reusch assumiu uma posição clara no debate em torno da confessionalidade a ser assumida pela igreja nacional.

O livro abaixo elenca, de forma sistematizada, a documentação deixada pelo Pastor Gustav Reusch. Essa documentação lista centenas de cartas, artigos, palestras, etc. e seus organizadores, os filhos Hans Dieter e Martim Reusch, apresentam uma resenha, tecem comentários e situam o contexto de sua produção.

Posição e Oposição” representa um passo importante para o preenchimento de uma lacuna na historiografia eclesiástica brasileira. Todo esse material está à disposição para pesquisadores e pode ser consultado no Arquivo Histórico da IECLB.

Gustav Reusch abandonou o “calmo porto” e encarou ventos e tormentas no mar agitado de seu tempo. Procurou “em seu lugar cumprir o seu dever”. Sabia que “em rumo igual amigos há que auxílio vem prestar” e, sobretudo, sabia-se guiado “por bom navegador”.

A nau de Gustav Reusch não soçobrou e ela continua a navegar. A geração atual pode aprender de seu testemunho evangélico. Ela é igualmente desafiada a dar razão da sua esperança nos tempos conturbados de hoje. Que não lhe falte intrepidez e coragem para tanto!

Rolf Schünemann


Para ler o livro clique em Posição e Oposição


Autor(a): Hans Dieter Reusch e Martim Reusch
Âmbito: IECLB
Área: História / Organismo: Arquivo histórico da IECLB
ID: 33845

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Deve-se orar de forma breve, mas seguidamente e com convicção.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Tu és o meu Senhor. Outro bem não possuo, senão a ti somente.
Salmo 16.2
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br