10 anos de falecimento da Irmã Doraci Edinger

06/03/2014

Irmã Doraci nasceu em 23 de maio de 1950. Veio para a Casa Matriz inícios de 1978 e foi ordenada em 29 de julho de 1990.

O lema de sua ordenação encontramos em Jo 10.14: “Eu sou o bom pastor; conheço e elas me conhecem a mim”.

Além da formação Bíblica-Teológia- diaconal no Seminário Bíblico-Diaconal, cursou o Auxiliar de Enfermagem e fez curso na área da medicina Natural.
Ir. Doraci trabalhou em hospital depois foi para a Amazônia onde atuou com índios. De lá foi enviada pela direção da IECLB, como Irmã e Missionária, à Moçambique, África. Saber-se amada e amparada pelo Bom Pastor lhe deu forças e coragem para o trabalho e testemunho de fé em terras distantes, junto a um povo muito sofrido.

A Irmã Doraci teve como ênfases de seu trabalho:

1. Espiritualidade: Ela se empenhou em organizar as congregações, realizar cultos, distribuir material litúrgico, Bíblias e Catecismo. Pelo seu empenho e testemunho, centenas de pessoas das vilas que ela atendia em Moçambique, se deixaram batizar e seguiram a fé cristã. “Elas deixam suas crenças primitivas e querem o batismo cristão, porque sentem que são amadas”.

2. Saúde: Malária, verminose, feridas, anemia, AIDS, etc. faziam, talvez ainda fazem, este povo sofrer muito. Ir. Doraci se dedicou muito aos moradores de Moma, e para este povo o posto de saúde mais próximo se localizava a 30 km. Doraci fazia o que podia, ensinava a fazer hortas caseiras, realizava cursos na área da saúde e higiene e sempre tinha alguns remédios consigo.

3. Educação: a sua terceira grande preocupação era a educação. O analfabetismo era muito grande. Não havia escolas suficientes para as crianças. A maioria das mulheres eram analfabetas. Por isso empenhou-se muito pela educação. Organizou grupos de crianças e adultos, que se encontrava em baixo de uma árvore para aprender a ler e escrever.

Irmã Doraci ainda é lembrada com muito carinho pelas pessoas de Moma, de Moçambique com quem ela trabalhou e também por nós.

Pedimos que Deus dê a nós e às pessoas que abnegada-mente trabalham em favor da paz e do testemunho do evangelho de Jesus Cristo: forças, coragem e muita alegria na vivência do seu amor. Amém.

Ela foi assassinada em 21.02.2004

 No culto deste domingo na Casa Matriz de Diaconisas, às 9h30, Irmã Doraci será lembrada pela ocasião dos 10 anos de sua morte.

  

HISTÓRIA
+
ECUMENE
+
A intenção real de Deus é, portanto, que não permitamos venha qualquer pessoa sofrer dano e que, ao contrário, demonstremos todo o bem e o amor.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br