1 Coríntios 12.1-11 - 2º Domingo após Epifania - 20/01/2013

Caderno de Cultos 2013

20/01/2013

20/01/2013 – 2º Domingo Após Epifania
Is 62.1-5; Jo 2.1-11; Pregação: 1Co 12.1-11
P. Dimuht Marize Bauchspiess – Vilhena - RO

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom Dia/boa noite a todos. Sejam bem vindos a este culto. Saúdo a todos com a palavra bíblica que se encontra no Salmo 86,11“Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e andarei na tua vontade.”


Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 254 - HPD 1 – Senhor, meu Deus, quando eu maravilhado

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Estamos reunidos neste culto em nome do Trino Deus: Deus Pai, Filho e Espirito Santo. Amém.
Cantemos o hino:

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 85 - HPD1 – Vem, Espirito Divino


Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Confessemos diante de Deus os nossos pecados.
Tenhamos um momento de silencio.
Oremos: Senhor, Deus misericordioso, chegamos a tua presença para te confessar as nossas culpas, os nossos pecados. Bondoso Deus, pedimos perdão porque, muitas vezes, não valorizamos os nossos dons. Ajuda-nos a descobri-los para que possamos coloca-los a disposição da tua igreja. Sabemos que em nossa vida nem tudo esta correto, por isso precisamos de ti. Ao mesmo tempo em que confessamos os nossos pecados buscamos a tua ajuda para mudar de atitude e, assim, viver de maneira justa e digna diante de ti e das pessoas. Isto te suplicamos em nome de Jesus Cristo, quando juntos clamamos por piedade:

Tem Senhor Piedade!

ANÚNCIO DO PERDÃO
Quem com sinceridade confessa os seus pecados e deles se arrepende e tenta não comete-los novamente, ouve as palavras de perdão que se encontram no Salmo 34, 18-22b “Ele fica perto dos que estão desanimados e salva os que perdem a esperança... Aqueles que procuram a sua proteção não serão condenados”. Assim como creem, assim será.


KYRIE
Como comunidade reunida, somos chamados a clamarmos a Deus para amenizar o sofrimento, a injustiça, a violência, pedindo pela paz de Deus. Clamamos pelas dores deste mundo, cantando: Pelas dores deste mundo...

GLÓRIA IN EXCELSIS
Na certeza que Deus ouve, perdoa e reconcilia, glorifiquemos a Deus cantando:

Nº 253 – HPD1 – Glorificado seja teu nome

ORAÇÃO DO DIA
Senhor, Deus bondoso, muito obrigado porque podemos ser um cooperador na tua obra. Ajuda-nos em nossas dificuldades. Renova as nossas esperanças. Abra nossos corações e mentes para entendermos a tua palavra, envia teu Santo Espirito sobre nós. Dá-nos a certeza da tua presença. Por Jesus Cristo, teu filho, nosso Senhor e Salvador.
Amém.


LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 62, 1-5.
Aclamemos o Evangelho cantando aleluia
2ª Leitura Bíblica: João 2, 1-11

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 130 –HPD1 – Senhor, tu nos chamaste.

Ou: Nº ____________________________________________________

PREGAÇÃO

1Corintios 12, 1-11

Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus o pai e a Comunhão do espirito Santo estejam com todos vocês. Amém.

Cara Comunidade!

A Igreja de Corinto foi fundada pelo apóstolo Paulo numa de suas viagens missionárias. Com o tempo, foram surgindo muitos problemas a respeito da doutrina cristã. Isso provocou divisões dentro da comunidade. Havia pessoas que se julgavam mais importantes do que outras.

Por isso, Paulo escreveu-lhes uma carta, lembrando que não há apenas um tipo de dom, mas, sim, uma diversidade deles. Porém, todos eles vêm do mesmo Espirito. Ele os distribuiu conforme lhe convém e dá a cada um uma capacidade diferente para servir. Não há, também, dons mais ou menos importantes; eles são apenas diferentes. A diferença entre eles serve para enriquecer o trabalho da comunidade, promover o seu crescimento e valorizar todas as pessoas, sem discriminação. Ninguém é capaz de fazer tudo sozinho. Uns precisam e dependem dos outros.

A distribuição de dons não acontece, necessariamente, de forma extraordinária, mas de maneira bem concreta, no nosso dia-a-dia. Deus não exige mais do que podemos dar. Somos chamados a servir conforme os dons que recebemos. O que fazemos não é mérito nosso, mas um presente de Deus. Ele espera que façamos uso dele com alegria e responsabilidade.

Assim, também, deve ser nas nossas comunidades, cada pessoa ajudando conforme o que sabe e o que tem. Juntos, formaremos uma comunidade cheia de vida, onde todas as pessoas se sentem valorizadas e acolhidas. Para sermos uma comunidade jovem e uma Igreja viva, conforme o tema do ano de 2012.

Cara Comunidade! O Ser humano é uma criatura muito complexa. Tão complexa que parece verdadeiro o ditado: “Para que facilitar se a gente pode complicar”.

O povo de corinto era assim. E infelizmente nós também somos assim. Na comunidade de corinto havia pessoas com muitos dons espirituais, porém, ao invés de facilitar a vida da comunidade, isto a complicava.

Por isso o apostolo Paulo faz severa criticas aos cristãos daquela comunidade.

Assim como hoje, os membros da comunidade de corinto não percebiam as bençãos que estava por de trás desses dons espirituais; que Deus tinha propósitos bem definidos aos distribui-los tão abundantemente e que se tratava realmente de “dons”, isto é, de dadivas divina, sem méritos pessoais.

O que os levara a tal equivoco era o orgulho, a vaidade ou a ignorância. Dons espirituais tem só um objetivo: levar a salvação a toda à criatura e honrar, louvar e engrandecer o nome de Deus.

Por mais diferentes que sejam os dons, as capacidades que recebemos o critério para reconhecermos que os dons vêm do Espirito de Deus é uma só: a causa comum. Tudo que promove a causa de Cristo, tudo o que serve para o bem de todos, vem de Deus. É o que afirma, também, o reformador Martin Lutero: “O que leva a Cristo é a medida para avaliarmos o que é verdadeiro e divino. Jesus Cristo é a referência para identificarmos o que vem de Deus.”

Você descobriu quais são os dons que Deus lhe deu? Não importam quais sejam, muitos ou poucos, grandes ou pequenos. Importa isso sim, que eles sejam colocados a serviço do reino de Deus, para fazer deste mundo um mundo melhor, mais justo, mais unido e mais feliz.

É na diversidade dos dons dos seus filhos e filhas que se manifesta a misericórdia de Deus neste mundo cheio de ódio, de orgulho e vaidades.

Você e eu somos muito importantes para Deus. Com tudo que somos e temos, o Pai quer fazer de nós um instrumento valioso na expansão do seu Reino, na pregação do seu Evangelho, na vivência do seu amor, da sua paz e da justiça neste mundo.

O serviço é uma das marcas fundamentais que identificam a Igreja. Todos os serviços são igualmente importantes porque procedem do Pai, e têm por objetivo o crescimento saudável da comunidade Cristã para a realização da missão salvadora de deus no mundo. Amém.

HINO
Nº 166- HPD 1 – Dá-nos olhos claros

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE FÉ
Em resposta a Palavra de Deus que foi lida e pregada confessamos a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico,
Creio em Deus Pai,...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 249- HPD 1 – Graças, Senhor, eu rendo muitas

Ou: Nº ____________________________________________________


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Oremos,
Senhor, tu concedes os mais diferentes dons para a tua comunidade. Cada filho teu, recebe um dom especial. Agradecemos-te por isso. Pedimos-te que estas capacidades sejam usadas para que a tua vontade se realize em favor de todas as pessoas. Faze com que o nosso servir seja agradável a ti, e que a nossa comunidade seja um exemplo vivo de fé, comunhão, testemunho e serviço.
Como comunidade cristã reunida, gostaríamos de interceder por aquelas pessoas que sofrem (mencionar os pedidos da comunidade). Que tu abençoes a nossa semana, nos dando ânimo e força para continuarmos em teus caminhos. Tudo mais o Senhor que temos no nosso coração e não expressamos com palavras, ou os pedidos que a comunidade tem e que não sabemos colocar diante de ti, incluímos na oração que Cristo nos ensinou a orar dizendo:
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que o Senhor te abençoe e te guarde, que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti, que o senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Amém.

ENVIO
Ide na paz e no amor de Deus, e servindo a ele com alegria. Amém

CANTO FINAL
Nº 251 - HPD1 – Eu canto quando bem quiser

Ou: Nº ____________________________________________________


Autor(a): Dimuht Marize Bauchspiess
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Epifania
Perfil do Domingo: 2º Domingo após Epifania
Testamento: Novo / Livro: Coríntios I / Capitulo: 12 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 11
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2013
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 18742
REDE DE RECURSOS
+
A Palavra de Deus é a relíquia das relíquias, a única, na verdade, que nós cristãos reconhecemos e temos.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br