2 Tessalonicenses 3.6-13 - 23º Domingo após Pentecostes - 17/11/2019

Caderno de Cultos 2019 - Sínodo Mato Grosso

06/09/2019

17/11/2019 – 23º Domingo após Pentecostes
Pregação: 2 Tessalonicenses 3.6-13; Leituras: Salmo 98 e Lucas 21.5-19
Pastora Camila Luísa Faber Kerber – Alta Floresta - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia!/Boa tarde!/Boa noite! A palavra de Deus nos diz: “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.” (Colossenses 1.13-14) Jesus Cristo, através de seu nascimento, morte e ressurreição nos dá a chance de vivermos em esperança do que há de vir. Ele, através do batismo, nos lembra que somos chamados filhos de Deus e a Ele pertencemos e que, nossa tarefa é anunciar as pessoas sobre esta boa-nova.

Sejam todos bem-vindos em nosso meio. Saudamos assim aqueles que nos visitam, lembrando que a Igreja de Jesus Cristo é de todos nós, que fazemos parte de seu corpo, em comunhão e amor reunidos aqui.

CANTO DE ENTRADA
Nº 8 – Livro de Canto da IECLB – Canção da Chegada

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Reunimo-nos como família cristã em nome do Trino Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 1 – Livro de Canto da IECLB – Saudação Apostólica

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Queremos orar ao nosso Deus, pedindo perdão por tudo aquilo que nos afasta dele. Oremos: Pai Amado, gratos te somos por quem tu és e pelo teu cuidado para conosco. Humildemente queremos te pedir perdão, pois, por diversas vezes nos afastamos de ti, do teu cuidado e amor. Perdão pelos nossos erros cometidos contra ti, contra o nosso próximo e contra nós mesmos. Perdão pelos erros que cometemos através do nosso agir, falar, pensar e até mesmo através de nosso omitir. Perdão te pedimos, confiantes de que Jesus Cristo não morreu e ressuscitou em vão. Dá nos teu renovo para a caminhada. Em nome de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador é que oramos. Amém!

ANÚNCIO DO PERDÃO
A palavra de Deus nos diz: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmo nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, Deus é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1.8-9). Mediante a nossa confissão sincera, eu vos anuncio o perdão dos pecados não em meu nome, mas em nome do Trino Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!


KYRIE
Por todos aqueles que sofrem por não terem dignidade no viver, por todos aqueles que não conhecem a esperança que nós conhecemos, por todos aqueles que precisam de paz, nós clamamos a Deus, cantando Pelas dores destem undo, ó Senhor.

Nº 56 – Livro de Canto da IECLB – Pelas dores deste mundo

Ou: Nº ____________________________________________________

GLÓRIA IN EXCELSIS
Por cada uma das bênçãos que Deus nos dá, desde o nosso levantar até o nosso deitar, por quem Deus é, por tudo o que Ele fez, faz e há de fazer, queremos lhe render glórias, cantando:

Nº 73 – Livro de Canto da IECLB – Ontem, hoje e para sempre

Ou: Nº ____________________________________________________


ORAÇÃO DO DIA
Queremos fechar nossos olhos, baixar nossas cabeças e a Deus orar. Oremos: Bondoso e misericordioso Deus. Gratos te somos por quem tu és e por cada uma das bênçãos que tu nos dás. Obrigada Senhor, por nos reunir em culto para te louvar e podermos ouvir da tua palavra. Te pedimos, ó Deus, que foques nossas mentes e corações na tua palavra anunciada, para que o Espírito Santo nos dê entendimento dela. Em teu nome é que oramos. Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 98

2ª Leitura Bíblica: Lucas 21.5-19

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 150 – Livro de Canto da IECLB – Buscai primeiro

Ou: Nº ____________________________________________________

PREGAÇÃO
2 Tessalonicenses 3.6-13

Cara comunidade!
Na primeira carta aos Tessalonicenses o apóstolo Paulo havia esclarecido quando deveria chegar o dia do Juízo Final. E, para explicar melhor sobre ele, Paulo utilizou a imagem de um ladrão que aparece a noite, mas não se sabe qual noite ele irá agir. Só que, ao invés de esclarecer os questionamentos dos tessalonicenses, o apóstolo acabou por gerar mais. Como consequência, surgiu a ideia de que o Juízo Final já estava presente, em seu tempo e época.
Para que Paulo conseguisse instruir o povo de Tessalônica de forma certa, ele escreve uma segunda carta destinada a eles. Nesta, Paulo trabalha três principais temas:
No primeiro capítulo ele aborda questões sobre a recompensa eterna frente as dificuldades de sofrimento e perseguição que o povo está passando. No segundo capítulo, ele explica que, antes do Juízo Final, é necessário que o Império Romano sucumba, que o anticristo se rebele contra Deus e tente rebelar o mundo da mesma forma, através de falsas doutrinas e sinais. E, por fim, no terceiro capítulo, Paulo faz algumas exortações, particularmente, aqueles que buscam ser sustentados sem trabalhar.
E, é nesta parte que se encontra o nosso texto. Aqui, o apóstolo Paulo mostra que a igreja não enfrenta apenas ataques externos, mas também lutas e conflitos internos. O texto nos diz que na igreja de Tessalônica havia irmãos vivendo de modo desordenado (3.6-11).
E isso não era daquele momento, mas já vinha acontecendo e era alertado pelo apóstolo. Quando Paulo escreveu sua primeira carta à igreja de Tessalônica, ele já lhes advertiu sobre crentes que estavam ociosos e eram bisbilhoteiros e o faziam ao invés de trabalhar (1 Tessalonicenses 4.11). O apóstolo aconselhou os líderes da igreja a admoestar estes insubmissos (1 Tessalonicenses 5.14).
Mas, estas pessoas, pelo que nos conta o texto, não se arrependeram de seus erros, pois, mais uma vez, o apóstolo precisou dedicar o final de sua segunda carta ao mesmo assunto.
Como a igreja deveria tratar estes irmãos? Deveria deixá-los no convívio com todos, correndo o risco de influenciar outros irmãos? Deveria expulsá-los do convívio cristão?
Não! Paulo orienta os líderes de Tessalônica a lidar com estes irmãos de forma firme, mas não esquecendo do amor. Por mais que, ao invés de trabalhar para o seu sustento estavam a se intrometer na vida alheia, eles deveriam ser vistos com amor.
Eles deveriam perceber o seu erro, pedirem perdão e serem perdoados. Eles deveriam entender que o trabalho é algo digno, tarefa de todos, pois o dia do Juízo ainda não havia chegado e, ainda era tempo de trabalhar, de com o suor do seu rosto ter o que comer.
E, esta exortação era tarefa da liderança da igreja. Paulo incentiva os líderes a conduzir a questão por este caminho e, caso os errôneos não venham a se arrepender, o apóstolo da uma opção:
Primeiro, uma ação coletiva de afastamento dos errôneos. O próprio apóstolo diz, no versículo 6: “Nós vos ordenamos, irmãos, em nome do Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo irmão que anda desordenadamente e não segundo a tradição que de nós recebestes.”
O apóstolo orienta que haja um certo distanciamento das pessoas que cometem o pecado e não se arrependem do mesmo. Paulo não diz que o mesmo deve ser afastado para sempre. Ele diz, que, até certo ponto, devemos nos afastar daqueles que praticam o mal, para que, no tempo de Deus esta pessoa perceba seu erro, e, verdadeiramente se arrependendo, possa voltar ao convívio.
Quando alguém é afastado do convívio com os irmãos, acaba percebendo que, a comunidade cristã não compactua com algumas de suas e escolhas e passa a refletir sobre elas. E, neste exercício, na maioria das vezes, percebe-se o desvio do centro de nossas vidas, que é a Palavra de Deus pregada a nós.
Diferentemente dos membros da comunidade de Tessalônica, nós sabemos que ainda não vivemos a plenitude com Cristo. Mas, isso não nos impede de pecarmos contra Deus, contra nós e nossos próximos. Portanto, devemos vigiar diariamente quanto a nossa conduta, para que não sejamos fardo para o corpo de Cristo, no qual nós frequentamos.
Devemos, dia após dia, pedir discernimento para Deus em nossas escolhas e, caso viermos a ser um fardo para os irmãos, que possamos ser exortados por eles. Que possamos olhar para nossos erros e, pedindo perdão, continuarmos fazendo parte do corpo de Cristo, como membros que trabalham em prol do Reino de Deus.
E, a boa-nova, é que esta palavra de condenação da lei não é a última palavra para nós. A lei está aí para nos mostrar que somos pecadores e carecemos da graça de Jesus Cristo. E, que bom que temos a oportunidade de termos o Evangelho para nos guiar. De termos irmãos que podem nos exortar em amor, sobre qual o melhor caminho seguir.
Lembrem-se, somos sim pecadores que carecem de graça. Mas, não somos seres humanos sem esperança ou futuro: somos seres humanos com esperança do que há de vir! Um lugar preparado para nós, uma morada com Cristo. E, sob estas promessas, nossa tarefa é estarmos atentos ao que o Evangelho nos exorta e, dia após dia, pedirmos discernimento e sabedoria de Deus, através do Espírito Santo, para o nosso caminhar.
Que assim Deus nos conduza e use irmãos para nos guiar em nossos passos na fé. Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para levarmos o seu Evangelho a todos os que necessitam dele. Amém!

HINO
Nº 121 – Livro de Canto da IECLB – Salmo 98

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE FÉ
Nós queremos, em uma só voz, confessar a nossa fé, com as palavras do Credo Apostólico

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 477 – Livro de Canto da IECLB – Obrigado, Pai Celeste

Ou: Nº ____________________________________________________


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Pai Amado. Gratos te somos por quem tu és: por ser um Deus bondoso, justo e amoroso. Gratos te somos pela tua palavra que aqui é anunciada. Ensina-nos a sermos teus instrumentos de anuncio da mesma.

Bondoso Deus, intercedemos pelo nosso mundo, por toda a tua criação, para que saibamos como cuidar melhor daquilo que tu nos desta por tarefa. Intercedemos por cada um dos habitantes desta terra e te pedimos, por aqueles que governam segundo a tua vontade e querer, que tu os mantenhas; por aqueles que não o fazem segundo tu o queres, que tu seja orientação e mostre caminhos para que assumam estes postos aqueles que vivem o teu querer.

Intercedemos Pai Amado, pela tua igreja como um todo, pelo corpo de cristo, para que permaneçamos fortes em anunciar as tuas maravilhas a todos os confins da terra. Intercedemos por pessoas que se encontram acamadas, hospitalizadas, doentes e enlutadas, para que tu sejas força e consolo bem presente em suas vidas e de seus familiares.

Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

E tudo o mais Senhor, que está em nossas mentes e corações, colocamos aos teus cuidados e junto oramos como teu filho nos ensinou, dizendo:

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que assim, possamos ir soba benção que vem de Deus: O SENHOR te abençoe e te guarde;
O SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;
O SENHOR sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Que assim vos abençoe o Trino Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

ENVIO
Vão em paz e sirvam a Deus com muita alegria. Amém!

CANTO FINAL
Nº 301 – Livro de Canto da IECLB – Bênçãos virão

Ou: Nº ____________________________________________________
 


Autor(a): Camila Luísa Faber Kerber
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 23º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Tessalonicenses II / Capitulo: 3 / Versículo Inicial: 6 / Versículo Final: 13
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 53090
REDE DE RECURSOS
+
Todas as coisas foram criadas por Ele e tudo existe por meio dele e para Ele. Glória a Deus para sempre! Amém!
Romanos 11.36
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br