2 Timóteo 4.6-8 - 20º Domingo Após Pentecostes - 27/10/2019

Caderno de Cultos 2019 - Sínodo Mato Grosso

27/10/2019

27/10/2019 - 20º Domingo Após Pentecostes
Pregação: 2 Tm 4.6-8; Leituras: Jr 14.7-10, 19-22; Sl 84.1-6; Lc 18.9-14
 P. Lauri Jackson Lenz – Paróquia Evangélica do Araguaia - GO


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Sejam bem-vindos e bem-vindas a está celebração. Deus nos acolhe. Ele convida, Ele chama, Ele é o nosso anfitrião. Estamos do 20º Domingo Após Pentecostes e hoje somo convidados a olharmos para nossa vida, para nossos relacionamentos, para a forma como vivenciamos a fé que é um presente de Deus. Diz o Lema da Semana: O Senhor me livrará de todo mal e me levará em segurança para seu reino celestial. A ele seja dada a glória para todo o sempre! Amém!

Saudamos as pessoas que nos visitam neste Culto. Que bom que vocês vieram. Sintam-se em casa, aqui é casa de Deus.

CANTO DE ENTRADA
9 – Livro de Canto da IECLB – Está é tua casa

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Estamos reunidos como povo de Deus, como Comunidade de Jesus Cristo. Não o fazemos apenas porque é da nossa vontade e sim porque Deus nos chama, congrega, ilumina e santifica. Cristo nos fez uma promessa de que onde dois ou três se reunissem em seu nome ali ele estaria no meio deles. Por isso, nos reunimos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
461 – Livro de Canto da IECLB – Espírito, Verdade

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
A Palavra de Deus nos diz: “Deixem todo costume imoral e toda má conduta. Aceitem com humildade a mensagem que Deus planta no coração de vocês, a qual pode salvá-los” A orientação é clara, mas nós tantas vezes somos teimosos em ouvir e obedecer. Pecamos ao nos afastarmos da vontade de Deus e trazemos dor e sofrimento para nossa vida, do nosso próximo e para o mundo. Deus nos chama a mudança de vida, nos chama a conversão. Por isso, em arrependimento confessemos os nossos pecados a Deus. Oremos:
Senhor nosso Deus, diante de ti estamos assim como somos, pois tu nos conheces melhor que nos mesmos nos conhecemos. Nossa vida nem sempre tem sido coerente com as palavras do teu Evangelho. Tantas vezes desistimos de fazer o bem na primeira dificuldade. Abrimos mão do que é certo aos teus olhos para seguir caminhos onde impera o egoísmo, a avareza, o ódio e a maldade. Nem sempre fazemos o melhor que podemos. Somos preguiçosos, omissos, desleixados com o estudo da Tua Palavra e com a vivência do Teu amor. Por isso, perdoa Senhor nossos pecados e concede-nos a tua Salvação. É o que pedimos. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Assim diz 2 Co 4.10: “Levamos sempre nosso corpo mortal a morte de Jesus para que também a vida dele seja vista no nosso corpo.” No sangue do Cordeiro de Deus temos vida e salvação. Aqueles e aquelas que confiam em Deus, confessam seus pecados e arrependem-se deles, estes declaro: perdoados estão os teus pecados. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

KYRIE
No mundo há muitas situações de dor e sofrimento. Como Cristãos e Cristãs não podemos ficar omissos diante daquilo que provoca a morte. Muitas dessas situações estão distantes dos nossos corpos e olhos, mas não podemos deixar que fiquem longe do nosso coração. Deus se importa com a sua criação. Por isso, clamemos ao nosso Deus pelas dores do nosso mundo cantando o hino 56 do Livro de Canto da IECLB.

GLÓRIA IN EXCELSIS
Deus cuida do seu povo. Ainda que haja momentos difíceis não estamos sozinhos/as. Deus vem ao nosso encontro e nos abraça com amor maternal. Sob o seu cuidado estamos seguros/as. Por isso, rendamos graças ao nosso Deus cantando Gloria.

ORAÇÃO DO DIA
Senhor nosso Deus Tu que estiveste com teu povo no decorrer da história e acompanhaste tuas primeiras Comunidades. Agradecemos-te porque mais uma vez nos trouxeste a tua casa e aqui nos reunimos com irmãos e irmãs na fé. Aqui podemos renovar nossas esperanças e nos fortalecer para a caminhada. Te pedimos: sê presente aqui em nosso meio e dá que Tua Palavra nos auxilie para que não esmoreçamos na jornada. Que possamos testemunhar tua vontade através do falar e do agir. É o que te pedimos e agradecemos em nome de Jesus Cristo, teu Filho, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina de eternidade a eternidade. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Jr 14.7-10, 19-22

2ª Leitura Bíblica: Sl 84.1-6

3ª Leitura Bíblica: Lc18.9-14

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
170 – Livro de Canto da IECLB – Meu irmão, tu precisas falar

PREGAÇÃO
Texto da Pregação: 2 Tm 4.6-8

Queridos irmãos, queridas irmãs.

Despedidas nem sempre são fáceis. Alguém já teve de se despedir de algo ou alguém? Normalmente vem um sentimento de vazio, uma incerteza em relação ao futuro, uma confusão de sentimentos. Por mais que o motivo da despedida possa ser alegre, como a partida de um filho ou filha que vai para a faculdade, ela não deixa de ser um momento de ruptura e causa sofrimento. Acredito que um dos momentos mais dolorosos é quando alguém falece. O momento em que se fecha um caixão, antes de levá-lo a sepultura é profundamente marcante e as lágrimas vem. Chegará um momento em que também cada um de nós haverá de se despedir de tudo o que nos rodeia, inclusive das pessoas que amamos. Alguns terão tempo para fazê-lo, terão alguém que lhe pegue na mão, que olhe nos olhos, que afague a cabeça. Outros vão de repente, sem aviso, numa ruptura seca. Como você tem se preparado para esse dia?
A segunda Carta de Paulo a Timóteo é uma carta de despedida. Paulo já encontra-se preso em Roma, aguarda o julgamento e é certa a sua condenação. Da prisão Paulo escreve ao seu fiel companheiro de jornada, dá orientações, quer animá-lo a permanecer firme e despede-se. Essa é a última carta do Apóstolo de que temos conhecimento. As palavras de um homem que lutou pela fé Cristã e que se despede. Vamos ouvir o texto para hoje segundo 2 Tm 4.6-8.
“Quanto a mim, chegou a hora de ser sacrificado e já é tempo de deixar essa vida”. Sim, é um momento de despedida. Paulo não quer morrer, mesmo crendo na Ressurreição, mesmo crendo em Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador, ele quer viver. A vida é dom de Deus; é um presente gracioso de Deus e sim, Paulo ama a vida. Percebe na sua morte iminente, por outro lado, que ela não cairia no vazio e traz um conceito do Antigo Testamento, usando inclusive o termo sacrifício para falar dela. Não que sua morte pudesse trazer o perdão ou livrar alguém do mal, não é nesse sentido que Paulo pensa e assim apontam suas cartas, antes Paulo tem consciência de que se fosse necessário morrer por causa do Evangelho ele estaria disposto a entregar sua vida. Entre se tornar apostata negando a fé e morrer a escolha para ele é a entrega.
A Carta a Timóteo também responde o porque de Paulo poder agir assim. Ele pode ter esse desprendimento, essa “tranquilidade” por causa da vida que levou. É verdade que o Apóstolo nem sempre andou nos caminhos de Cristo. Pelo contrário. Houve um período na sua vida em que foi um perseguidor de Cristãos, convicto que era da sua fé judaica, das leis do Antigo Testamento. Enquanto não conhecia a Cristo tentava cumprir as leis do AT, depois sentiu a liberdade que vem da fé. Convertido se entrega a servir e com o mesmo afinco passa a pregar o Evangelho, viaja até onde pode, falou com desconhecidos, anunciou nos portos, nas praças, nos mercados, nas casas, falou com mulheres, batizou crianças e por isso pode dizer: “Fiz o melhor que pude.” Claro que ele gostaria de fazer ainda muitas coisas, mas poder olhar para a vida, fazer uma retrospectiva e dizer: “fiz o melhor que pude” quem não gostaria de chegar ao final e dizer isso? E de fato, se partisses amanhã, o que você diria a respeito de como viveu a fé? Poderias falar como o Apóstolo Paulo: “Fiz o melhor que pude na corrida, cheguei até o fim, conservei a fé”? O que escreverias a respeito de ti mesmo? Lembremos que o Apóstolo nem sempre foi perfeito, mas a partir do momento que conheceu a Cristo ele fez o melhor que pode e é isso que lhe dá essa tranquilidade e é por isso que pode se despedir de Timóteo não com melancolia, mas com palavras que ressoam o sentimento de dever cumprido, de ter feito a vida valer a pena por ter conservado firme a fé.
Um aspecto muito interessante desse texto é a analogia aos esportes que aqui aparece. Ele fala em corrida, em chegada, no prêmio, no juiz. Aos contemporâneos do Apóstolo a imagem dos esportes, das Olimpíadas, não é estranha. E como uma forma de se fazer compreender Paulo usa dessa imagem conhecida para falar da vida e do ministério. Interessante é que nos esportes como os conhecemos muitos competem, correm, há um juiz que determina o vencedor, normalmente muitos chegam a linha de chegada, mas somente um recebe o prêmio da vitória. A forma como está organizada nossa sociedade pensa da mesma forma. Poucos são os que chegam ao final e recebem o prêmio. Na verdade, especialmente no mundo do comércio, é um tentando acertar o calcanhar do outro para vencer mais facilmente. Olhando para o texto da Carta à Timóteo encontramos uma nova orientação. Na fé Cristã não estamos concorrendo um contra o outro. Na comunidade de fé não somos adversários. Todos devem fazer o melhor que podem pelo Evangelho, cada um com seus dons, mas ao final o prêmio é para todos aqueles que esperam em Cristo com amor. “E agora está me esperando o prêmio da vitória, que é dado para quem vive uma vida correta, o prêmio que o Senhor, o justo juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos os que esperam, com amor, a sua vinda.” Assim, viver neste mundo de acordo com os princípios da Fé Cristã em muitos momentos significa ir contra o que prega o mundo e dar ouvidos a Cristo, é manter-se firme, ainda que isso possa custar algum sofrimento naquele momento. Porém, para aqueles que perseveram e que levam uma vida correta e que esperam com amor a vinda de Cristo há sempre esperança.
Queridos irmãos e irmãs, olhem para o exemplo do Apóstolo Paulo e aprendam com ele. A partir do momento em que conhece a Cristo e ele se deixa transformar, vive de fato uma nova vida com Cristo e por isso, na iminência da morte pode olhar para trás com o sentimento do dever cumprido, de ter feito aquilo que era da vontade de Deus e por semelhante modo, pela fé aguarda a Salvação, por Graça, que só Cristo pode dar. Que a fé em Jesus Cristo nos anime a viver uma vida correta, dando bom testemunho do Evangelho e buscando viver sempre em comunhão. Amém.

HINO
319 – Livro de Canto da IECLB – Agora não vou desistir

CONFISSÃO DE FÉ
Somos chamados e chamadas pela palavra da pregação a dar testemunho da nossa fé e a valorizarmos o Evangelho. Como resposta a pregação confessemos nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
640 – Livro de Canto da IECLB – Cada dia o dia inteiro


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
Amado e misericordioso Deus a Ti chegamos nesse dia assim como somos. Tu nos conheces e antes mesmo de podermos expressar com palavras já sabes das nossas necessidades. Por isso, intercedemos pela Igreja em todo o mundo para que ela possa realmente ser sal e luz, que a Tua palavra possa ser pregada de modo correto a fim de que possa transformar a vida das pessoas. Também oramos pelos nossos governantes para que eles cuidem bem do teu povo. Oramos pelas pessoas enfermas, enlutadas, por aquelas que não têm lar para que elas encontrem corações solidários. Une as famílias para que possam viver a fé em todos os âmbitos da existência....

1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que ao sairmos daqui possamos ir sob a benção e a graça de Deus:

Que a terra vá fazendo caminho diante dos teus passos;
que o vento sopre sempre nos teus ombros;
que o sol aqueça teu rosto;
que a chuva caia suavemente sobre teus campos.
E, até que voltemos a nos encontrar,
Deus te guarde na palma de sua mão. Amém.

ENVIO
Ide em paz e servi ao Senhor com alegria.

CANTO FINAL
293 – Livro de Canto da IECLB – Dá-nos esperança e paz
 


Autor(a): P. Lauri Jackson Lenz
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 20º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Timóteo II / Capitulo: 4 / Versículo Inicial: 6 / Versículo Final: 8
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 53087
REDE DE RECURSOS
+
Deus governa com a sua Palavra santa os corações e as consciências e as santifica e lhes dá a bem-aventurança.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br