9º. mandamento - Não deseje possuir a casa de seu próximo.

01/12/2010

9º. Mandamento - Não deseje possuir a casa de seu próximo.

O texto original deste mandamento usa uma palavra mais forte; fala da cobiça e da casa. A cobiça é um desejo veemente e desmedido de possuir bens de outra pessoa; é a ambição de querer possuir a qualquer custo o que pertence a outro. E é isso que o nono mandamento proíbe: o de não querer possuir bens alheios. E vai mais além: o de não querer possuir a casa do próximo.

O que significa casa e para quem foi dirigido este mandamento? A compreensão de casa no Antigo Testamento é mais do que simplesmente a moradia. Entende-se por casa a moradia, a terra, os bens, os animais e as pessoas que fazem parte da família, inclusive os empregados. A casa é o conjunto das pessoas e dos bens que constituem uma família.

Na época em que os mandamentos foram escritos havia grande desigualdade social. Os poderosos e ricos exploravam os desfavorecidos e pobres. Apropriar-se dos bens e da casa do próximo era considerado como direito dos reis da época. Em 1 Samuel_ 8.11-17 está escrito quais são esses direitos: tomar os filhos para servir de combatentes na guerra e para cultivar a terra; tomar as filhas para serem cozinheiras e perfumistas; tomar o melhor das lavouras; tomar os empregados e empregadas; e tomar os animais. Todos se tomavam escravos do rei. O rei Salomão acumulou grande riqueza, conforme relata o livro de 1 Reis 10.14-29; 11.1-8. Deus não estava nada satisfeito com essa prática. Por isso ele deu esse mandamento para que a casa do próximo fosse respeitada contra a cobiça e o roubo. Jesus relembra esse mandamento contra a cobiça quando fala dos valores da vida, citando o exemplo dos passarinhos e das flores (Mateus 6.25-34 e Lucas 12.22-34).

De acordo com Erhard Gerstenberger devemos temer e amar a Deus e, portanto, não seguir as diretrizes da nossa sociedade, de avançar por cima do nosso próximo, de acumular bens e poderes às suas custas, e priva-10 do sustento vital; mas devemos ajudar os oprimidos e explorados a receberem de volta os bens e oportunidades deles roubados, dando-lhes, assim, a chance de viverem dignamente.

A cobiça é algo muito atual_ Vivemos num sistema capitalista_ Há o incentivo ao consumo e à cobiça por acúmulo de riquezas. E quem mais sofre com isso são os economicamente menos favorecidos. Com o nono mandamento Deus mostra que o seu desejo é que todas as pessoas vivam com o mínimo de dignidade, respeito e paz.


P. Sinodal Joaninho Borchardt  - Vitória/ES


Oração:

Bondoso Deus, nós te pedimos: Ajuda para que todas as pessoas tenham sempre o pão de cada dia na mesa. Mas que esse sustento venha do nosso próprio trabalho e suor.. Livra-nos da inveja e da cobiça. Dá que pratiquemos a partilha e a justiça. Em nome de Jesus Cristo. Amém.


Voltar para índice Anuário Evangélico 2011
 


Autor(a): Joaninho Borchardt
Âmbito: IECLB
Título da publicação: Anuário Evangélico - 2011 / Editora: Editora Otto Kuhr / Ano: 2010
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 32344
REDE DE RECURSOS
+
Tu és o meu Senhor. Outro bem não possuo, senão a ti somente.
Salmo 16.2
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br