A noite está findando

LCI 362

18/11/1937

 

1. A noite está findando,
 fulgente o dia vem.
Erguei a voz, louvando
a estrela de Belém!
No escuro, em agonia,
quem teve de chorar,
verá com alegria:
a luz lhe há de brilhar!

2. O Deus onipotente 
 a terra visitou: 
 Criancinha indigente 
 e servo se tornou.
 O pecador ansiado 
 não há de perecer,
 se, crente e confiado, 
 a Criança receber.

3. As trevas já se rendem. 
 Eis o que aconteceu:
 Os laços que vos prendem
 o próprio Deus rompeu!
 De abismos insondáveis, 
 de desespero e dor,
 de angústias incontáveis
 remiu-vos o Senhor!

4. Ainda há de tocar-vos 
 da noite a escuridão.
 Mas tendes, a guiar-vos,
 a estrela do perdão.
 Por ela iluminados, 
 as trevas enfrentais,
 seguindo, confiados,
 o brilho que avistais.

5. Embora habite em treva,
 Deus faz a luz brilhar.
 No juízo a alma eleva 
 em vez de a aniquilar.
 Quem fez dos céus o brilho,
 não nos há de deixar:
Em seu bendito Filho
sua obra há de findar.  


Autor da letra: Jochen Klepper

Autor da melodia: Johannes Petzhold

Tradução: Lindolfo Weingärtner

Comentário e reflexão: Leonhard Creutzberg

MÍDIATECA
REDE DE RECURSOS
+
Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria nem o forte na sua força nem o rico nas suas riquezas, mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que Eu sou o Senhor e faço misericórdia.
Jeremias 9.23-24
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br