Acorda, Espírito alteroso

Comentário e Reflexão

27/02/2014

HPD nº 101 – Acorda, Espírito alteroso

Letra: Karl Heinrich von Bogatzky, 1750

Melodia: 1690

Textos bíblicos: Mateus 9.36-38; Lucas 12.49

O original alemão “Wach auf du Geist der ersten Zeugen” tem 14 estrofes de seis linhas cada. As primeiras quatro estrofes foram traduzidas e incluídas no HPD. A primeira publicação foi feita em 1750, com o título »Um treue Arbeiter in die Ernte des Herrn, zur gesegneten Ausbreitung des Wortes in aller Welt.« (Por trabalhadores fiéis na seara do Senhor, para abençoada divulgação da Palavra em todo o mundo”). O autor da letra foi Karl Heinrich von Bogatzky. Ele usou uma melodia que já circulava em Hamburgo em 1690 e era conhecida em Halle no ano 1704. O hino, em forma de uma oração, é resultado do movimento missionário de Halle e tornou-se o primeiro hino missionário da Igreja Evangélica em língua alemã.

A 1ª estrofe está baseada na promessa de Jesus em Atos 1.8: “Recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.” No hino esta promessa foi transformada em uma prece fervorosa. Rogamos que a promessa do Senhor se cumpra também entre nós1.

O fundamento bíblico para a 2ª estrofe são nitidamente duas outras palavras de Jesus: “Eu vim para lançar fogo sobre a terra e bem quisera que já estivesse a arder” (Lucas 12,49) e “A seara na verdade é grande, mas os trabalhadores são poucos” (Mateus 9,37).

A 3ª estrofe traz a continuação das palavras de Jesus: “Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara” (Mateus 9.38). Aqui temos uma indicação clara para a vida e ação dos cristãos. Não basta só falar, orar, cantar bonito; mas devemos agir, arregaçar as mangas e trabalhar.

A 4ª estrofe deixa de lado as ilustrações de “ceifeiros” e “trabalhadores na seara” e fala do ministério dos Evangelistas. O apóstolo Paulo, na segunda carta dirigida ao jovem colaborador Timóteo, falou deste assunto: “Faze o trabalho de evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério” (2ª Tim.4,5) e apresentou detalhes: “Prega a Palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende , exorta com toda a longanimidade e doutrina” (2ª Tim4,2). Não somos convidados a uma vida tranquila, com sombra e água fresca. Mas Cristo nos chama para lutar. Não lutar com armas, nem “com ostentação de linguagem, ou de sabedoria” (II.Cor.2,2), mas lutar, sob o poder do Espírito Santo, anunciando a Palavra de Deus, e lutar com a oração “venha o teu Reino” (Mat. 6,10). Tudo para a glória de Deus.

Nota:

1. Infelizmente a tradução da primeira estrofe não é muito fiel ao original. Uma tradução mais fiel tentou o P. Hans Müller (hino nº 51 em “Hinos da Igreja Evangélica”, Joinville, 1939): “Acorda, Espírito tão forte / dos guardas fiéis primeiros santo amor, / Os quais, pregando até a morte, /combatem o inimigo com ardor. /Escuta o mundo inteiro ao brado seu, - / Os povos vêm, Jesus, ao trono teu,” baseado em Isaías 62.6-7: Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão.

FONTES:

http://www.bibubek-baden.de/pdf/Traub.%20Israel-Sonntag,%20Lied-241

http://www.hymnary.org/text/wach_auf_du_geist_der_ersten_zeugen
 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Hino: 101. Acorda, espírito alteroso
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Comentário ou reflexão sobre hino
ID: 27490
REDE DE RECURSOS
+
Deus não está amarrado a nenhum lugar e de lugar nenhum se acha excluído.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br