Alocução para Bênção Matrimonial - Eclesiastes 4.9-12

14/02/1988

ALOCUÇÃO PARA BÊNÇÃO MATRIMONIAL

Noivo católico torna-se membro da IECLB

Eclesiastes 4.9-12

Evaldo Pauly

I — Caso

Esta alocução destina-se ao casamento de uma ex-orientadora de Culto Infantil com um católico. Ambos querem ingressar na comunidade. Sua participação na comunidade é prejudicada pelo fato de ambos trabalharem e estudarem. Ela é auxiliar de escritório e ele policial militar. São pessoas humildes, mas que procuram manter sua dignidade.

II — Alocução

Queridos noivos:

Com alegria participo desta festa. Sinto-me feliz com a felicidade de vocês. Sei que Deus, a quem vocês também convidaram para esta hora, alegra-se com vocês.

Desta alegria de Deus, pelo amor de vocês, escolhi algumas palavras singelas, muito simples, mas cheias de alegria e vigor.

V. 1. Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.

Vocês dois trabalham e estudam. Gastam suas energias para crescerem em saber e no trabalho. Agora vocês passam a ser companheiros nesta jornada. Vocês já não são batalhadores solitários. Vocês são dois. Um pode contar com o outro. É melhor serem dois do que um, porque conseguem juntos enfrentar melhor os desafios do trabalho e as noites mal dormidas em tempo de provas e exames.

Vocês terão melhor paga pelo seu trabalho, não só porque vocês vão somar seus salários, mas principalmente porque um trabalhará também pelo outro. Os salários já não serão apenas uma pequena recompensa pelos seus esforços, mas será também um gesto de carinho de um pelo outro.

V. 2. Porque se caírem, um levanta o companheiro...

Vocês conhecem esta cidade melhor do que eu. Vocês conhecem as armadilhas que estão armadas nestas ruas, onde muitos já caíram e outros ainda cairão. Vocês já enfrentaram muitas dessas armadilhas. Vocês souberam escapar. Agora vocês são dois. Vocês são companheiros um do outro.

As armadilhas dessa cidade são enormes e muito bem montadas. Mas agora vocês podem ficar um pouco mais tranqüilos. Vocês não as enfrentarão mais sozinhos, não precisarão contar apenas com a capacidade pessoal de evitar as armadilhas. Vocês agora terão um ao outro. Vocês serão amparo um do outro. Se caírem nas armadilhas, o companheiro saberá levantar o parceiro.

Penso nas dificuldades dos estudos, nas armadilhas do trabalho, do trânsito, da violência... São muitas as armadilhas que querem derrubar-nos. É preciso resistir, não se entregar. Sejam companheiros um para o outro!

V. 11. Se dois dormirem juntos, eles se agüentarão; mas um só, como agüentará?

A Palavra de Deus também tem dessas coisas... Todas as coisas simples e boas da vida são parte da Palavra de Deus. Até o fato de um esquentar o outro no inverno.

Mas eu sei que vocês não estão casando apenas para economizar cobertor.. Vocês estão querendo aquecer o coração um do outro, também, não é?

Pior do que o frio do inverno, é o frio do coração. Com a união de vocês, o desejo de Deus e o compromisso de vocês um com o outro é aqueceram-se os seus corações. Que não haja mais invernos frios e cinzentos em seus corações! Quando isso acontecer, quando a névoa do inverno se abater sobre o coração de um de vocês, seja o outro um sol! Sejam sol um para o outro! Assim como Deus é a luz para nós e para vocês, sejam vocês um para o outro um pequeno sol, um pequenos Cristo, como dizia Lutero.

V. 12: Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.

Meus amigos:

Há muita maldade. Há muitos que querem prevalecer sobre os irmãos. A Palavra de Deus conhece a maldade humana. Ela sabe que vocês não terão apenas flores pela frente. Encontrarão também espinhos. Vocês terão que lutar um ao lado do outro. Uma corda de três tranças não se arrebenta facilmente. Vocês agora são uma corda de três tranças: a (NN) e o (NN), mais o amor que os une.

Deus os ajude a lutarem juntos, um ao lado do outro! A vitória será de vocês. Sejam felizes e que o amor de vocês cresça sempre mais! Amém.

Proclamar Libertação – Suplemento 2
Editora Sinodal e Escola Superior de Teologia


Autor(a): Evaldo Luis Pauly
Âmbito: IECLB
Título da publicação: Proclamar Libertação / Editora: Editora Sinodal / Ano: 1988 / Volume: Suplemento 2
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Alocução
ID: 7323
REDE DE RECURSOS
+
Hoje, tenho muito a fazer, portanto, hoje, vou precisar orar muito.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br