Cantares 1.2-3

Celebração de Bênção Matrimonial

06/11/1995

(Obs.: Ambos os noivos eram membros da IECLB.)

1. Saudação

Sabrina e João Luís! Hoje é um dia muito especial na vida de vocês dois. Mas também é muito especial e significativo para nós, familiares e pessoas amigas. Nós que estamos aqui podemos ter com vocês vínculos motivados por diferentes relações, por isto quem sabe tenhamos vindo de diferentes lugares e diferentes distâncias. O que temos em comum (para nos encontrar hoje aqui) é a celebração do amor de vocês. Encontramo-nos aqui motivados por um convite bonito, pessoal e original que fala de encontros, de fascinação, de paixão, de desejo, da descoberta do amor e da possibilidade de uma nova realidade: a vida a dois. Participamos desta festa com alegria!

Se fôssemos personagens de uma novela ou de um conto de fadas, o nosso encontro aqui seria o último de uma série e se poderia ouvir: E viveram felizes para sempre. Porém no mundo real não é assim; houve um antes e haverá um depois. Nestes termos saúdo a vocês, velho amigo João, linda amiga Sabrina, mães, pais, madrinhas, padrinhos, demais familiares, amigas e amigos.

Realizamos esta celebração em nome de Deus que é pai amoroso e mãe carinhosa, em nome de Jesus Cristo, nosso irmão, e em nome do Espírito Santo, que nos anima a viver a vida em abundância com fé e amor. Amém!

2. Oração

Deus, criador e mantenedor da vida, estamos aqui para te trazer o que temos e somos, invocando a tua bênção para este momento celebrativo marcado por alegria e festa. Encontram-se neste altar Sabrina e João Luís, que buscam tua bênção para que se cumpra a aliança de amor que só em ti é possível. Anima-nos para que o dia de hoje seja um marco de esperança para as suas vidas. Vem, Senhor, sê o nosso convidado para esta festa do amor. Dá-nos a tua bênção, ilumina os nossos caminhos com a tua luz, e que a tua palavra esteja sempre presente entre nós. Em nome de Jesus Cristo. Amém!

3. Alocução

Querida ..., querido ... !

É uma grande alegria poder participar deste momento da vida de vocês; é também fascinação. É um momento único de encanto e magia. É bom sentir-se irmanado por uma fé que consegue resgatar o humano como divino.

Ao deparar-me com o texto bíblico escolhido por vocês, sinto-me qual beija-flor que achou o néctar doce da flor, alimento que faz brotar pensamentos, palavras, sonhos. A seguir leio o texto de Cantares 1.2-3, um texto ousado e bonito. O que vem depois é a tentativa de se entregar ao caminho dos/as amantes, deixando a imaginação fluir.

Beija-me com os beijos de tua boca; porque melhor é o teu amor do que o vinho. Suave é o aroma dos teus perfumes, como perfume derramado é teu nome...

Este texto de Cantares evoca um Deus que está presente no prazer, na paixão, na beleza do amor dos amantes. Este Deus não apenas marca presença, mas resgata o amor como caminho de libertação e vida. Já não é a lei com os seus enunciados, mas o desejo e a paixão que indicam o caminho. Os poemas de Cantares nos revelam que a paixão explode e transforma o mundo. A mulher que fala em nosso texto não se submete à lei que lhe reserva o espaço de serva e sujeita ao amor. Ela se torna sujeito do amor. Sai do espaço que lhe é reservado e rompe mundos e conceitos estabelecidos. Como o próprio evangelho, o amor desestrutura e põe a caminho as pessoas amantes. Trata-se de uma ousada sedução, uma explosão que envolve e contamina.
Querida..., querido ... Resgato ainda algumas palavras que aparecem no texto, palavras recitadas pela amada ao amado. São como gotas de néctar, ricas em seu conteúdo:

Boca — beijos — vinho — perfume — nome — amor.

Boca — que beija, que come, que fala, que precisa do ouvido que ouve; beijos — nos beijos a intimidade do amor, o prazer, a sexualidade; vinho — o momento especial, a vida, o lazer; perfume — que encanta, seduz e apaixona; nome — lembra-nos o individual, a identidade, o respeito. O nome que leni perfume, que soa como música suave para quem ama; amor — que envolve c transforma tudo e é melhor do que o vinho.

Estas são algumas palavras que são trazidas à consciência e que integram a amplitude dos ingredientes do amor. São relances da imagem de Deus que nos humanizam. Que vocês possam brincar e misturar beijos, vinhos, perfumes, sonhos e planos e destilar a vida em gotas cristalinas e preciosas. Que possa sempre existir, neste ousado jeito de viver, um equilíbrio entre boca e ouvido, Talar e ouvir. Que haja espaço para a conversa, a partilha dos sonhos. Que haja lugar para a individualidade, o nome, de um e de outra. Que possa permanecer sempre a magia que envolve o nome da pessoa amada, que contagia como perfume.

Tenham sempre presente a ousadia de Cantares, sem medo de expressar os desejos, lembrando-se de que só há casal e relação enquanto há projetos e objetivos em comum. Lembrem-se de que melhor é o teu amor do que o vinho. O vinho representa em nosso texto também o trabalho da autora. O amor é mais do que o trabalho e o seu fruto. O amor rompe os limites estabelecidos. Lembrar-se dos sonhos e do amor é melhor do que o vinho.

Que Deus dê a este amor de vocês a sua força. Que Ele seja o poder que renova constantemente o relacionamento de vocês consigo mesmos, uma com o outro, com os que cercam vocês, com a natureza, com Deus.

E a nós, como comunidade, fica o desafio de ajudar para que este amor que é melhor do que o vinho e que tem o aroma do perfume destes dois nomes jamais acabe. Amém.

4. Hino

Hinos do Povo de Deus (HPD), n2 176, estrofes 1-2.

5. Declaração Mútua

O amor não é um sentimento anónimo que se cala no peito; assim, precisa ser expresso publicamente. Deste modo, perguntamos a vocês:

Perante Deus e na presença destas testemunhas cristãs eu te pergunto, .... queres receber ... como tua/teu companheira/o na construção de uma nova reali¬dade? Prometes zelar por sua vida, honrar o amor que ela/e tem por ti e compartilhar com ela/e teu corpo, teu tempo, teus bens e tudo que tens? Desejas também criar e recriar o dia-a-dia com amor e colher dele tanto as rosas como os espinhos, sendo fiel ao amor enquanto o hálito de vida animar teu ser?

6. Troca de Alianças

Assim, aceitem as alianças como símbolo do amor que trouxe vocês aqui e que não acaba. Que elas sejam um sinal visível do sonho compartilhado a ser renovado constantemente, um sinal visível do sonho comprometido com as pessoas ao redor de vocês.

7. Bênção

João Luís e Sabrina, a partir do que vocês acabam de expressar, realçado pelo desejo de recriar o amor constantemente, abençoo a união matrimonial de vocês em nome de Deus pai e mãe; de Jesus Cristo, nosso amigo e salvador; e do Espírito Santo, a força criativa e fonte de toda sabedoria.

Que Deus ajude vocês a alimentar o amor que jamais acaba. Sejam felizes e vão como se diz em Ec 9.7 e 9: Vai, pois, come com alegria o teu pão e bebe gostosamente o teu vinho... Goza a vida com a mulher (e o homem) que amas, todos os dias da tua vida fugaz... (Beijo.)

8. Oração

Senhor, nosso Deus, nós te somos gratos pelo João e a Sabrina. Somos-te gratos por familiares e pessoas amigas que estão reunidas aqui neste dia. Pedimos-te que, assim como os abençoaste neste dia, continues a acompanhá-los a cada novo momento. Dá-lhes corações cheios do amor que transforma e liberta. Derrama sobre eles o espírito de sabedoria e coragem para ousarem frente a esta nova realidade: a vida a dois. Nós te pedimos tudo isto em nome do teu Filho Jesus Cristo, que nos ensinou a orar: Pai nosso...

9. Bênção e Envio

Que o Deus do amor, que criou e acompanhou vocês até aqui, os abençoe, guarde e fortaleça. Vão na paz e na força do Senhor Jesus e celebrem com alegria. Amém.


Autor(a): Maristela L. Freiberg e Moacir P. Weirich
Âmbito: IECLB
Testamento: Antigo / Livro: Cantares / Capitulo: 1 / Versículo Inicial: 2 / Versículo Final: 3
Título da publicação: Proclamar Libertação / Editora: Editora Sinodal / Ano: 1995 / Volume: 21
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Celebração
ID: 14204
REDE DE RECURSOS
+
Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa.
2Coríntios 5.17
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br