Celebração do 2º Domingo de Advento

Caderno de Celebrações Natalinas

05/12/2008

2º Domingo de Advento

P. Celson Hartmann
São Pedro do Sul - RS

Saudação/Acolhida


Hino: 308 – (HPD2), 2 (HPD1)


P.: Estamos reunidos para refletir sobre a vinda de Jesus Cristo. E queremos fazer isto em nome de Deus, que é Pai misericordioso e criador de todas as coisas; em nome de Jesus Cristo, que é o único caminho, Senhor e Salvador e em nome do Espírito Santo que nos consola e anima na caminhada.
C.: Sem nome é maravilhoso ... (HPD1 235)
P.: Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vocês.
C.: E com você também
P.: Por estarmos aqui reunidos para celebrar o advento de Cristo e lembrar o grande feito de Deus através da Ceia, vamos nos preparar reconhecendo que somos seres falhos e pedindo o perdão de Deus e ajuda para melhor podermos comemorar esta época. Oremos:
C.: Senhor, Deus da liberdade, aqui estamos para nos preparar para a vinda de Teu Filho ao mundo. Porém, não somos dignos de comparecermos diante de ti para esta celebração, pois falhamos no que fazemos, pensamos e falamos. Por isso te pedimos: esteja do nosso lado perdoando os nossos pecados e nos preparando para o verdadeiro louvor e a celebrar comunhão entre nós através da Santa Ceia.Tem misericórdia de nós quando humildes clamamos: Perdão, Senhor, perdão!
C.: Perdão, Senhor, perdão! ( 2x)
P.: Quando reconhecemos e confessamos nossos pecados a Deus Ele se dirige a nós dizendo: “a minha graça é tudo que você precisa, pois o meu poder é mais forte quando você está fraco” . Amém!
Nosso encontro quer ser marcado pela alegria da vinda de Cristo, mas não podemos nos esquecer de tantas dores neste mundo, por isso clamamos a Deus:
C.: Pelas dores deste mundo, ó Senhor, imploramos piedade. A um só tempo geme a criação. Teus ouvidos se inclinem ao clamor desta gente oprimida. Apressa-te com tua salvação.
A tua paz, bendita irmanada co’a justiça, abrace o mundo inteiro. Tem compaixão! O teu poder sustente o testemunho do teu povo.Teu reino venha a nós! Kyrie eleison!
P.: Deus tem ouvido nossas súplicas e quer renovar nossa esperança neste tempo de Advento, por isso podemos cantar:
C.: Glória, glória, glória a Deus nas alturas.
Glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.
1 – Senhor Deus, Rei dos céus,
2 – Deus Pai todo poderoso:
1 – nós te louvamos,
2 – nós te bendizemos,
1 – nós te adoramos,
2 – nós te glorificamos,
1 - nós te damos graças,
2 – por tua imensa glória
C.: Glória, glória, glória a Deus nas alturas,
glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.
1 – Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito;
2 – Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai:
1 – tu que tiras o pecado do mundo, tem piedade de nós.
2 – Tu que tiras o pecado do mundo, acolhe a nossa súplica.
1 – Tu que estás à direita do Pai, tem piedade de nós.
2 – Só tu, és o santo;
1 – só tu, o Senhor;
2 – só tu, o Altíssimo,
1 – Jesus Cristo, com o Espírito Santo,
2 – na glória de Deus Pai. Amém!
C.: Glória, glória, glória a Deus nas alturas,
glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.
P.: Oração: Bondoso e amado Deus. Tu que foste companheiro presente nas caminhadas que teu povo fez ao longo da história, também te revelaste como Deus parceiro, que está conosco na nossa trajetória. Agradecemos-te pelos rastros de tua presença quando olhamos para trás, agradecemos-te pelos sinais de esperança que podemos ver na nossa frente novamente neste tempo de Advento. Fica conosco, bom Deus e alimenta a nossa esperança a fim de que a irradiemos ali onde vivemos. Desperta e anima a fé através da tua palavra. Em nome de Jesus.
Amém
P.: A palavra de Deus nos anima a caminhar numa proposta de vida transformada. Através do salmista ele anuncia um novo tempo Queremos ler em conjunto o Salmo 85.1-2,8-13:
1 – Ó Senhor Deus, tu tens sido bom para a tua terra; fizeste com que Israel prosperasse outra vez.
2 – Perdoaste todos os pecados do teu povo e não olhaste para as suas maldades.
1 – Eu escuto o que o Senhor está dizendo. Para nós, o seu povo, para nós, os que somos fiéis, ele promete paz se não voltamos aos nossos caminhos de loucura.
2 – Na verdade, Deus está pronto para salvar os que o temem a fim de que a sua presença salvadora fique na nossa terra.
1 – O amor e a fidelidade se encontrarão; a justiça e a paz se abraçarão.
2 – A fidelidade das pessoas brotará, e a justiça de Deus olhará lá do céu.
1 – O Senhor Deus nos dará o que é bom, e a nossa terra produzirá as suas colheitas. .
Todos: A justiça irá adiante do Senhor e preparará o caminho para ele.
C.: /: Lâmpada pros pés, luz no caminho é a palavra de Deus:/
P.: O profeta Isaías anuncia a vinda do rei Jesus e conclama o povo de Deus a preparar-lhe o caminho: Isaías 40.1-11
C.: Lâmpada pros pés, ...
P.: Pedro na sua 2ª carta anuncia a segunda vinda de Jesus e chama os cristãos ao arrependimento: 2ª Pedro 3.8-15ª
C.: Lâmpada pros pés ...
P.: Queremos aclamar o Evangelho cantando:
C.: Aleluia, ...
Leitura do Evangelho: Marcos 1.1-8
C.: /:Louvemos todos juntos o nome do Senhor. /:
 

Hino: 1 (HPD1)


Reflexão
Celebrar o Advento de Jesus é celebrar a presença de Deus em nosso meio. É viver seu Batismo que traz o Espírito Santo, que solidifica nossa fé e reanima-nos para a continuidade da caminhada. Neste domingo, a motivação da Palavra é um convite ao arrependimento, a uma mudança de mentalidade. Para isso, o profeta Isaías, na primeira leitura de hoje, anuncia que é necessário preparar a estrada, construir pontes através das quais poderemos alcançar a liberdade, a felicidade e a paz. Muitas vezes, somos escravos das nossas paixões, dos nossos egoísmos, das nossas invejas e dos nossos rancores. O Senhor vem para libertar-nos, mas nós devemos preparar os caminhos.
 

No mundo, há povos que lutam entre si. Na mesma localidade, há pessoas que se odeiam. Na comunidade, há disputas e divisões. Na mesma família, o marido não conversa com sua esposa, ou vice-versa, e os filhos cortam relações com os pais. Entre essas pessoas que vivem numa constante discórdia, há montanhas que devem ser derrubadas, vales que devem ser aterrados, estradas que devem ser abertas, pontes a serem construídas. Os que se recusam a restabelecer as relações nunca serão libertados, continuarão escravos dos próprios sentimentos mesquinhos.
O profeta anuncia que quem guia o povo para a libertação será o próprio Senhor. Como o pastor, conduzirá suas ovelhas “ ele juntará os carneirinhos e os carregará no colo e guiará com carinho as ovelhas que estão amamentando(v.ll )”. Hoje, Deus convida constantemente pessoas para serem instrumentos da libertação de outras pessoas. Elas devem ter as mesmas atitudes do pastor na condução do rebanho do Senhor: anunciar a boa-nova com alegria e esperança. Além disso, ter atitudes de coragem, compreensão, paciência, humildade e retidão.
 

Nesse sentido, o evangelista Marcos anuncia a boa noticia que Deus dirige aos seres humanos. Ele continua, em todos os tempos e lugares, através daqueles que seguem Jesus. Apresenta-nos a figura de João Batista que pede conversão de vida como preparação para acolher aquele que vem.
Conversão é condição necessária para receber a boa-nova. Mas, ela é apenas um sinal preparatório para algo maior: a força do Espírito Santo que está presente no batismo que os cristãos recebem ainda hoje quando se tornam membros da Igreja. Ela conduz à vida nova que reconhece e acolhe a graça de Deus para realizar o projeto de Jesus.
 

A imagem que temos de João Batista é de um homem severo, meio zangado, que exige energicamente conversão, mudança. Jesus também vai pedir conversão radical. Mas, ele tem outro estilo e outra maneira de viver a autoridade. João fala de uma mudança rápida, imediata, para acolher o enviado de Deus. Jesus vai mais longe: seu projeto é transformação total de vida, a inauguração de um modo de viver em que tudo é sinal da vontade de Deus sendo cumprida. É o que ele chama de reino de Deus.
 

O projeto de Jesus vem mostrar que Deus se faz gente para a humanidade tornar-se melhor, corresponder ao desejo inicial do criador. Num mundo perfeito bastaria não fazer nada de errado para conservá-lo. Num mundo marcado pelo pecado, é preciso conversão e transformação, muitas vezes radicais, de estruturas sociais, políticas e econômicas de nossas atitudes com as famílias, os vizinhos e com a comunidade.
 

Pedro escreve que muitas pessoas zombavam da forma de viver e de esperar a manifestação do Senhor dos primeiros cristãos. Quando constatamos que, depois de tantos séculos da vinda do Senhor, o mundo mudou tão pouco e que as pessoas continuam odiando - se, promovendo guerras e oprimindo os mais fracos, somos tentados a perder a esperança e a pensar que um mundo de justiça e paz é apenas um sonho. Não podemos deixar-nos levar pelo desânimo mas sempre esforçar-nos para que possa surgir um novo céu e uma nova terra. Esperamos muito por mudanças! Mas podemos, por acaso, exigir que outros se convertam se nós mesmos não queremos mudar os maus hábitos e não estamos dispostos o renunciar aos nossos pequenos e grandes egoísmos? Enquanto não renunciarmos aos nossos pecados, como exigia João Batista, não podemos esperar pelo surgimento de uma sociedade e de um mundo novo.


Confissão da fé
 

Hino: 5 (HPD1)
 

Oração:
P.: Nosso Deus, tu queres vier a nós, de novo, neste tempo de Advento e nos motivar à conversão, por isso anima-nos a entender o teu jeito de agir, para que este tempo seja de renovação da nossa esperança e de motivação para mudança no nosso jeito de viver.
C.: Senhor, escuta a nossa oração.
P.: Pedimos pelas lideranças de nosso país, para que trabalhem pelo bem-estar social, por justiça e paz e não só pelos próprios interesses. Desperta-os para uma ação responsável.
C.: Senhor, escuta a nossa oração!
P.:Pedimos pelas pessoas, famílias e povos que sofrem em meio a guerras e conflitos, para que não percam a esperança na paz, que encontrem ajuda para as suas necessidades; que não desanimem em colocar sinais de amor, justiça e reconciliação.
C.: Senhor, escuta a nossa oração!
P.: Pedimos pelas Igrejas cristãs, para que não desistam de testemunhar em palavras e ações a tua vontade, que sempre busquem por justiça, comunhão e fraternidade, que não deixem de servir uns aos outros, em humildade, como teu Filho Jesus ensinou.
C.: Senhor, escuta a nossa oração!
P.: Pedimos pelas pessoas doentes, enlutadas, tristes e desanimadas, para que encontrem nova motivação e esperança em ti.
C.: Senhor, escuta a nossa oração.Amém
Canto do ofertorio: Te ofertamos nossos dons, a serviço do teu Reino. Te ofertamos nossa vida por tua causa e teu amor
P.: Te damos graças, ó Deus, por tudo que temos recebido.Abençoa esta oferta trazida à tua mesa, a fim de que ela seja sinal de nosso amor e da solidariedade para com comunidades que necessitam de apoio.
Te agradecemos por sermos hóspedes desta tua mesa. Usa este pão e o fruto da videira para vivenciarmos comunhão contigo e uns com os outros. Por Jesus Cristo, nosso Senhor.
C.: Amém!
P.: O Senhor esteja convosco!
C.: E contigo também!
P.: Elevai os corações!
C.: Ao Senhor os elevamos!
P.: Demos graças ao Senhor, nosso Deus!
C.: Isto é digno e justo.
P.: Sim, é digno, justo e do nosso dever que, em todos os tempos e lugares, rendamos graças a ti, Deus Eterno e Todo-Poderoso, por Jesus Cristo, nosso Senhor, é ele quem enviaste a teu Povo, para inaugurar o futuro anunciado pelos profetas. Por isso, com toda a tua Igreja e os coros celestiais, louvamos e adoramos teu glorioso nome, cantando:
C.: Santo, Santo, Santo é o Senhor,
Deus do Universo, os céus e a terra
estão plenos de tua glória!
Hosana nas alturas! Hosana!
Bendito o que vem em nome do Senhor.
Hosana nas alturas! Hosana!
P.: Diante de ti recordamos que, na noite em que foi entregue, Jesus tomou o pão e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em minha memória. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em minha memória.
Envia, ó Deus, o Espírito de vida e de amor, de unidade e de comunhão, para que, partilhando o pão da vida e o cálice da salvação nos tornemos, em Cristo, um só corpo que anuncia a esperança.
C.: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da terra.
P.: Lembra-te, Deus, dos teus fiéis de todos os tempos e que já partiram desta vida. Unidos a eles, proclamamos o teu louvor e anunciamos a tua Palavra.
C.: Por Cristo, com Cristo e em Cristo, seja a ti Pai Todo-Poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda glória, agora e para sempre. Amém, amém, amém.
Todos: Pai nosso...
Gesto da paz.
P.: O cálice da bênção que abençoamos é a comunhão do sangue de Cristo; o pão que repartimos é a comunhão do corpo de Cristo.
C.: Nós, embora muitos, somos um só corpo.
P.: Vinde, pois tudo já está preparado!
Comunhão
Oração pós-comunhão: Todo-Poderoso Deus, agradecemos-te porque nos restauraste através da comunhão do corpo e sangue de teu Filho. Concede, em tua bondade, que essa Ceia nos fortaleça na fé em ti e no amor a nosso próximo. Isto te pedimos por Jesus cristo, nosso Senhor.
C.: Amém!
 

Avisos


Hino final: 52, 248 HPD1,
 

Bênção/envio:
P.: O Senhor esteja à nossa frente, para nos mostrar o caminho certo.
C.: O Senhor esteja ao nosso lado, para nos abraçar e proteger dos perigos.
P.: O Senhor esteja atrás de nós, para nos preservar das armadilhas dos maus.
C.: O Senhor esteja abaixo de nós, para nos amparar quando cairmos.
P.: O Senhor esteja dentro de nós, para nos consolar quando estivermos tristes.
C.: O Senhor esteja ao nosso redor, para nos defender quando outros nos atacam.
P.: O Senhor esteja sobre nós, para com sua paz nos abençoar.
Todos: Assim nos abençoe o bondoso Deus de todos os povos. Amém.
P.: Que todos possam ir com a paz de Deus e servi-lo com alegria.
Todos: Demos graças a Deus.
Póslúdio

Voltar para Índice Caderno de Celebraçoes Natalinas


 


Autor(a): Celson Hartmann
Âmbito: IECLB / Sinodo: Centro-Campanha-Sul
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Advento
Perfil do Domingo: 2º Domingo de Advento
Título da publicação: Caderno de Celebrações Natalinas / Ano: 2008
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Celebração
ID: 788
REDE DE RECURSOS
+
Entrega os seus problemas ao Senhor e Ele o ajudará.
Salmo 55.22
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br