Como anunciar o Reino de Deus? Precisamos de compaixão e solidariedade! (Mateus 10.7)

Estudo Bíblico

01/08/2019

Como anunciar o Reino de Deus?
Precisamos de compaixão e solidariedade!

A questão não é anunciar ou não, mas: o que e como anunciar? No lema do mês (Vão e anunciem isto: ‘O Reino do Céu está perto’ - Mt 10.7), está claro qual é o anúncio: o Reino dos Céus está próximo. O Reino tem que ser anunciado, sem medo nem reservas.

Precisamos dizer: ‘Olhem as nossas vidas. Olhem a transformação de Deus em nossas vidas’. O Reino de Deus não é uma promessa somente para o futuro, mas uma realidade que podemos viver agora e que se cumprirá de modo pleno quando Jesus voltar.

As marcas do Reino dos Céus devem ser mostradas. Curai os enfermos que nela houver e anunciai-lhes: A vós outros está próximo o Reino de Deus (Lc 10.9). O Reino dos Céus ou Reino de Deus não está lá em um tempo futuro. Está aqui, está próximo, está perto de nós.

Anunciar o Reino de Deus para este mundo não é fácil. O desafio é muito grande. Em nossas Comunidades, temos pessoas desanimadas, que não querem assumir compromisso e não querem mais se importar com as outras pessoas. Isso é lamentável, porque o nosso chamado é para encontrar as ovelhas perdidas. Também isso Jesus disse um pouco antes da multiplicação dos pães (Mc 6.34).

Jesus saíra para descansar e terminara encontrando novamente a multidão. Ele poderia ter protestado, dito que já tinha trabalhado o sufi ciente naquele dia e que ele e os discípulos precisavam descansar.

Desconsiderando tudo isso e movido por uma profunda compaixão, Jesus assumiu novamente a postura de serviço. A compaixão de Jesus foi ativa e o levou a ir ao encontro das necessidades das pessoas. Jesus Cristo vê as necessidades das pessoas e, sejam elas quais forem, supre essas necessidades.
Podemos dizer que Jesus foi ao sacrifício pela multidão. Para cumprir a nossa tarefa, a nossa Missão, no lugar onde estamos inseridos, precisamos, muitas vezes, de uma dose de sacrifício.

Pensando na Missão Urbana, devemos tomar consciência que as cidades estão aí e ficarão ainda maiores. Se quisermos alcançar as pessoas nas cidades, precisamos aprender como elas vivem, quais são os seus maiores medos e angústias.

O nosso discurso, a nossa pregação não pode ser vazia. Não adianta fingir que a ‘multidão’ não existe, pois a multidão está aí, com virtudes e desafios. A multidão está aí diante dos nossos olhos... como ‘ovelhas sem pastor’!

Jesus se compadece das ‘ovelhas perdidas’, se compadece da multidão. Se quisermos impactar a multidão, precisamos, como Jesus Cristo o fez, em primeiro lugar, nos compadecer dela. Temos que vê-la como um rebanho sem pastor.

Atualmente, há pessoas que, além da fome, sofre com a solidão, com o medo, com a competição e, inclusive, com a perda de identidade.

Precisamos de compaixão e solidariedade para proclamar o Evangelho! A compaixão era o motor das ações de Jesus em favor das pessoas. Jesus

demonstrava, por meio dos seus atos, a compaixão de Deus.

Para anunciar o Reino de Deus, não podemos ver a outra pessoa como adversária. Precisamos resistir à tendência desumanizadora da nossa sociedade pós-moderna.

Precisamos resistir à tentação de vivermos apenas em função de nós e dos nossos interesses e desejos. Precisamos participar da libertação da outra pessoa, como se a nossa própria libertação disso dependesse.

A Igreja existe para anunciar o Evangelho. Se ela não o faz, deixa de ser povo de Deus e torna-se sal sem sabor, não prestando para nada.

Cristo já nos serviu, deu a sua vida, por nós, na cruz. Quando nos entregamos e nos comprometemos com ele, somos libertos e libertas. Nessa liberdade, servimos a Deus com alegria. O seu amor nos constrange, como diz o apóstolo Paulo em 2Coríntios 5.14a.

Não é que Deus precise de nós, pois, se não sobrar ninguém, se todos se desviarem do Caminho, ainda assim Deus existirá! Nós é que precisamos dele e temos o privilégio de poder servi-lo.

Miss. Lúcia Helena Klug Roesel
Ministra na Paróquia Espírito Santo, em Novo Hamburgo/RS


Dinâmica

Preparação

Forme um círculo com as cadeiras, disponibilizando Hinários e Bíblias. No centro da roda, coloque um pano no chão e, sobre ele, uma cruz, uma vela e uma Bíblia aberta. Esse gesto ajuda na concentração e principalmente simboliza a presença de Deus e da sua Palavra.

Saudação

Então disse aos seus discípulos: ‘A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para a sua colheita’ (Mt 9.37-38).

Canto

Pedro, Pedro, Pedro lá da Galileia

Leitura e Estudo

Fazer a leitura do texto bíblico em conjunto. Depois, deixar um tempo para compartilhar as primeiras impressões ao ler o texto. Na sequência, fazer a leitura do estudo do texto (compartilhado nesta página) e conversar sobre os conteúdos propostos.

Reflexão

- Quais são as reais necessidades das pessoas hoje?
- Como podemos ser relevantes como Igreja?
- Temos algum diferencial?

Dinâmica

Distribua uma folha com o seguinte texto impresso e convide todos e todas para, silenciosamente, tentar compreender e transcrever o texto em espaço reservado na mesma folha.

3 D1553-LH3S: 1D3 P0R 70D0 0 MUND0, PR3G41 0 3V4NG3LH0 4 70D4 CR147UR4; QU3M CR3R 3 F0R 8471Z4D0 53R4 54LV0; M45 QU3M N40 CR3R 53R4 C0ND3N4D0.

Reflexão

- O nosso cérebro pode compreender com certa facilidade e quase automaticamente o conteúdo desta mensagem, mas e o nosso coração?
- Quando vamos entender que a ordem do ‘Ide’, dada por Jesus, é uma ordem para cada um e cada uma de nós e que nenhum e nenhuma de nós está isento desse chamado?

Silenciar por alguns minutos para reflexão pessoal.

Oração, Benção e Envio


Fonte: Jorev Agosto 2019
 


Autor(a): Lúcia Helena Klug Roesel
Âmbito: IECLB
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Bíblia
Área: Missão / Nível: Missão - Formação / Subnível: Missão - Formação - Educação Cristã
Natureza do Texto: Educação
Perfil do Texto: Estudo Bíblico
ID: 53185
REDE DE RECURSOS
+
Vivemos rodeados da bênção de Deus e não nos damos conta disso.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br