Confissão e intercessão recíprocas - Tiago 5.16a

01/12/2014

CONFISSÃO E INTERCESSÃO RECÍPROCAS – “Confessem os seus pecados uns aos outros e façam oração uns pelos outros.” (Tiago 5.16a)

Admitir erros e fraquezas não é algo comum em nossa sociedade. Por exemplo, quando elaboramos nosso currículo, ressaltamos apenas as qualidades, e silenciamos sobre nossos pontos fracos. Em tudo, tentamos nos sobrepor aos outros. Enxergamos as outras pessoas como concorrentes, como aquelas que precisam ser derrotadas para que nós mesmos alcancemos o sucesso. Admitir fraqueza não se enquadra na vida determinada pela competição.

Escondemos nossas fragilidades, fingindo ser o que de fato não somos.

Mas, como uma bola de neve, um sentimento ruim vai crescendo dentro de nós. Incomoda-nos a necessidade de mostrar o que não somos, e invejamos as outras pessoas que parecem ser mais bem sucedidas do que nós. Sofremos e ficamos doentes.

Seria muito melhor sermos apenas aquilo que de fato nós somos, sem máscaras. Viveríamos muito mais alegres e conviveríamos melhor com as pessoas, sem as enxergarmos apenas como alguém a ser derrotado.

O texto bíblico motiva as pessoas a irem ao confessionário para buscar a absolvição de seus pecados junto a Deus. Isso nos reaproxima de Deus. Porém, Tiago nos propõe dar mais um passo: O passo da reconciliação com o próximo. Ele sugere confessar os pecados uns aos outros e orar uns pelos outros. O autor bíblico pede propõe que admitamos e compartilhemos as fraquezas uns com os outros e, juntos, busquemos o auxílio e o perdão de Deus através da oração. Dessa forma, curam-se os relacionamentos e supera-se a pressão social por competências e concorrências. Assim acontece restauração quando um busca orientação e ajuda do outro para as suas dificuldades e quando um intercede pelo outro.

Com certeza não é fácil escolher este modo de vida, proposto por Tiago, dentro de uma sociedade que premia os bem-sucedidos e descarta os fracassados. Por isso há tanto fingimento. Por isso tanta gente fica doente. Tiago convida os cristãos de todos os tempos a quebrar este círculo vicioso e vivenciar uma comunhão fraterna, na qual todos sejam incluídos e cuidam uns dos outros e intercedem uns pelos outros. Podemos chamar esta comunhão de “Comunidade Terapêutica”.

Que tal praticarmos isto em nossa comunidade?!

Pastor Geraldo Graf


Oração:

Amado Deus, nosso Pai, nós agradecemos porque diante de ti nós podemos ser autênticos, admitir nossas fraquezas. Sabemos que tu nos amparas e nos carregas com teu perdão e com teu amor. Permite que cuidemos uns dos outros a partir da tua misericórdia e assim descubramos a força da comunhão fraterna. Por Jesus Cristo, nosso irmão e Senhor. Amém.


Voltar para índice Anuário Evangélico 2015


Autor(a): Geraldo Graf
Âmbito: IECLB
Testamento: Novo / Livro: Tiago / Capitulo: 5 / Versículo Inicial: 16
Título da publicação: Anuário Evangélico - 2015 / Editora: Editora Otto Kuhr / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 35005
REDE DE RECURSOS
+
Deixem que o espírito de Deus dirija a vida de vocês.
Gálatas 5.16
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br