Culto do Dia Nacional da Diaconia - 2014

23/04/2014

 

Culto do Dia Nacional da Diaconia

TEMA

Desafios e oportunidades da Diaconia na Cidade

Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao Senhor; porque na sua paz vós tereis paz.

 

Bacharéis em teologia
Bruna Schneider Belard e André Luís Belard
São Leopoldo – RS

 


LITURGIA DE ABERTURA

Sinos

Prelúdio

Acolhida

L: Os discípulos de Emaús disseram um ao outro: Porventura, não nos ardia o coração, quando ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as escrituras? (Lucas 24.32). Estamos no 3º. Domingo da Páscoa, denominado também de Misericórdias Domini. A misericórdia de Deus está presente na vida das comunidades, de seus seguidores e suas seguidoras. Bem-vindos e bem-vindas a este culto que hoje é dedicado ao Dia Nacional da Diaconia. Na celebração de hoje, vamos refletir sobre a realidade das nossas cidades, seu potencial e suas contradições. Vamos perguntar onde há espaços de acolhida e de cura para as pessoas experimentar vidas em comunhão; como podemos contribuir para ampliar esses espaços, buscando a paz da cidade.

Hino HPD 318 — Vem Espírito de Deus

Saudação Trinitária

Reunimo-nos em nome e na presença de Deus que se revelou a nós como Pai, Filho e Espírito Santo (+) Amém.

Confissão de Pecados

L: Amo o Senhor, porque ele ouve a minha voz e as minhas súplicas. Porque inclinou para mim os seus ouvidos, invocá-lo-ei enquanto eu viver (Salmo 116. 1-2). As palavras do salmista nos convidam a chegarmos de forma humilde diante de Deus e confessar os nossos pecados.

L: Deus de misericórdia! Pedimos perdão por não buscarmos incessantemente a tua paz, sendo omissos/as diante de tantas situações de conflitos, dores e aflições em nossas cidades. Pedimos perdão pela nossa falta de coragem em anunciar a tua palavra e servir na tua seara. Perdão por não criarmos espaços de acolhida e de comunhão em nossas comunidades.

C: Perdão Senhor, perdão!

L: Deus de misericórdia! Pedimos perdão por ficarmos recolhidos e recolhidas em nossos templos e presos e presas em nossos muros. Perdão quando ficamos acomodados e acomodadas e nos tomamos resistentes a tua palavra transformadora, contribuindo dessa forma para injustiças e falta de amor em nossa sociedade.

C: Perdão Senhor, perdão!

L: Deus de misericórdia! Pedimos perdão por não escutarmos o clamor que vem do teu povo. Perdão por fecharmos nossos olhos a atitudes de preconceito. Perdão por não sentirmos a dor de nossos irmãos/ãs que sofrem nas filas dos hospitais e nas prisões. Por não estendermos as nossas mãos à pessoas, que por diversas razões (desemprego, doença, marginalização, isolamento), deixam de participar da comunidade, tornando-se invisibilizadas.

C: Perdão Senhor, perdão!

L: Cria em nós, 6 Deus, um coração puro e renova dentro de nós um espírito inabalável. Enche nossos corações com o teu amor. Renova a nossa vida mediante a tua palavra. Concede-nos o teu perdão e dá-nos coragem para servir em tua seara, criando espaços de acolhimento e comunhão onde vivemos e atuamos. Em nome de Teu Filho Jesus Cristo é que oramos.

C: Amém.

Anúncio da graça

L: Assim rezamos com o salmista: Então, invoquei o nome do Senhor: ó Senhor livra-me a alma. Compassivo e justo é o Senhor; o nosso Deus é misericordioso (Salmo 116. 4-5).

Kyrie

A comunidade cristã, integrada ao Corpo de Cristo através do Santo Batismo é chamada a interceder pelas dores do mundo. Uma comunidade que se reúne para celebrar e fortalecer a sua fé, testemunha essa sua fé com palavras e atos de amor e solidariedade. Cantando o Kyrie eleison, trazemos diante de Deus o nosso clamor por paz em todas as cidades do mundo.

C: Pelas dores deste mundo, ó Senhor, imploramos piedade! A um só tempo geme a criação. Teus ouvidos se inclinem ao clamor desta gente oprimida. Apressa-te com tua salvação. A tua paz, bendita irmanada com a justiça, abrace o mundo inteiro. Tem compaixão. O teu poder sustente o testemunho do teu povo. Teu Reino venha a nós. Kyrie eleison!

Oração do dia

L: Deus da vida! Ajuda-nos a sempre confiar na tua graça, tendo a certeza de que tu sempre vens ao nosso encontro. Ajuda-nos a sermos pessoas mais solidárias com as pessoas a nossa volta, promovendo a paz nas nossas relações. Ajuda-nos a ser uma comunidade que acolhe, que abre os braços, estimula a partilha e dá as mãos para orar e trabalhar. Que a tua palavra transforme a nossa vida. É o que te pedimos em nome de Jesus Cristo que vive e reina de eternidade a eternidade.

C: Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

L: Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo que designei (Isaías 55. 10-11).

Primeira leitura

L: A primeira leitura é conforme 1 Pedro 1.17-23

L: Aclamemos o evangelho, cantando aleluia

C: Aleluia, aleluia, aleluia

L: Leitura do evangelho, conforme Lucas 24.13-35

L: Palavra do Senhor!

C: Louvado sejas, Cristo!

Prédica

Hino HPD 443 - Resistência

Oração geral da igreja

L: Ó Deus, fonte eterna de amor! Agradecemos a ti pela dádiva da vida, pelo cuidado e sustento em nossas vidas. Agradecemos pela tua Palavra que aquece nosso coração e nos chama ao serviço. Agradecemos pela Ceia do Senhor que vamos celebrar. Agradecemos por tua fidelidade e por todo o trabalho diaconal na IECLB.

C: Graças, Senhor! Graças, Senhor! Por tua bondade, teu poder, teu amor: Graças, Senhor!

L: Ó Deus, és nosso refúgio de geração em geração. Tua vontade é que a paz brilhe sobre todas as pessoas, em todos os lugares. Guia, com teu Espirito, todos os esforços humanos para trazer paz e justiça às nações. Fortalece e inspira as pessoas que trabalham pela paz.

C: Em ti, ó Deus, nossos olhos esperam.

L: Ó mãe de toda ternura. A tua Palavra nos fala do amor louco que pulsa em teu coração por toda a humanidade. Por isso, clamamos pelos povos que sofrem com as guerras e conflitos (...) e pelas pessoas no mundo que sofrem por causa da violência. Que a tua sabedoria envolva as lideranças das nações e as oriente para caminhos de paz e dignidade a todos/as.

C: Em ti, 6 Deus, nossos olhos esperam.

L: Mistério de misericórdia. Tu, que não cessas de procurar as pessoas perdidas. Tu, ó Deus, que te alegras e te comoves de júbilo por aqueles e aquelas que retornam à comunhão contigo. Ilumina as igrejas neste mundo, para que quebrem os muros de preconceito e os transformem, mais e mais, em espaços de comunhão.

C: Em ti, ó Deus, nossos olhos esperam.

L: á Deus de cuidado! Intercedemos pelas pessoas doentes, enlutadas, desempregadas, marginalizadas, abandonadas e sem esperanças. Faze com que sejamos comunidades sensíveis e acolhedoras. Que o exemplo de Cristo nos anime a receber aqueles e aquelas que necessitam de carinho, cuidado e atenção.

C: Amém.

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR

Recolhimento das ofertas e preparo da mesa da Ceia do Senhor
(Enquanto a comunidade canta e as ofertas são recolhidas, prepara-se a mesa, conforme o costume da comunidade, com ou sem procissão dos elementos. Ao fim do recolhimento das ofertas, estas são colocadas no altar)

Hino HPD 419— Na mesa do amor

Oração

L: Bendito sejas, Deus da criação, pelo pão, fruto da terra e do trabalho, que aqui trazemos.

C: Bendito sejas, para sempre.

L: Bendito sejas, Deus da criação, pelo vinho, fruto da terra e do trabalho, que aqui trazemos.

C: Bendito sejas, para sempre.

L e C: (cantado ou falado) Assim como as espigas estavam dispersas pelos campos; e assim como as videiras que estavam dispersas pelas colinas, reuniram-se no pão e no suco sobre a mesa; assim reúne-nos Senhor, desde os confins da terra, em teu reino por Cristo, nosso Senhor.

Oração eucarística

L: Oremos! É digno, justo e do nosso dever que rendamos graças e glorifiquemos a ti, ó Deus, em todos os tempos e lugares, também nesse dia em que celebramos o Dia Nacional da Diaconia. Em Jesus Cristo, nos envolveste e nos capacitaste para o exercício da diaconia no mundo em que vivemos, dando sinais do seu amor incondicional a todas as pessoas. Por isso, em união com toda a Igreja e com os coros celestiais, exaltamos o teu nome cantando:

C: HPD 364 - Santo, santo, santo, meu coração te adora. Meu coração só sabe dizer: Santo és, Senhor!

L: Santo mistério, tu nos cercas, nos envolves, nos abraças em todas as situações. Estás mais próximo de nós do que podemos perceber e ao mesmo tempo és tão sublime, de modo que, jamais poderemos alcançar a grandeza que és. Todavia, nos permites achegar-nos à tua presença e na intimidade chamar-te de Pai e Mãe. Contigo, temos verdadeira vida em comunhão. Essa comunhão que sempre de novo é vivenciada e fortalecida nesta mesa, com o teu Filho Jesus. Graças damos por ele, Jesus, que em sua vida neste mundo foi ao encontro das pessoas invisibilizadas pela sociedade. Ele acolheu pessoas excluídas, sentou-se à mesa com publicanos, prostitutas e cobradores de impostos; abraçou e abençoou crianças; curou enfermos, libertou pessoas de suas opressões e restaurou a vista aos cegos. Por isso, foi condenado pela religião e pela justiça de seu tempo, foi levado para a periferia de Jerusalém e brutalmente assassinado. Mas, a morte não deu sua última palavra. Jesus ressuscitou e vive contigo e o Espírito Santo. E está presente em nós e entre nós, toda vez que nos munimos em tomo da sua palavra e na mesa da comunhão. Ele mesmo nos deu a promessa desta presença quando deixou este memorial: Na noite em que foi traído, na sua última ceia, tomou o pão e, tendo dado graças, o partiu e disse: isto é o meu corpo, dado por vocês. Façam isso em minha memória. De semelhante modo, depois de cear, tomou o cálice e disse: isto é o meu sangue derramado por vocês. Façam isso em minha memória. Nós te pedimos, amado Deus: derrama sobre nós o teu Espírito Santo para que partilhando o pão da vida e o cálice da salvação nos unamos com Cristo e nos tomemos um só corpo que vive da e em comunhão.

C: HPD 365 — Vem, Espírito Santo, vem nos congregar

L: Sabemos, ó Deus, que ainda celebramos a Ceia num mundo dividido. Mas, aguardamos o grandioso dia! Dia em que não haverá mais muros, nem barreiras. Dia em que os olhares de preconceito e de negação se converterão em atos de solidariedade. Dia em que homens e mulheres, crianças e pessoas idosas, de todos os cantos da terra, de todas as nações, serão humanidade redimida e irmanada. E festejarão a redenção numa alegria sem fim. Desde agora nos alegramos, pois, neste dia, nos reuniremos com todas as pessoas que viveram em tua misericórdia, também nossos entes queridos. Vem, ó vem, Senhor Jesus!

C: Por Cristo, com Cristo e em Cristo, seja a ti, Pai todo-amoroso, na unidade do Espírito Santo, toda honra e toda glória, agora e para sempre. Amém, amém, amém.

L: Como gesto da paz, unamos nossas mãos e oremos:

C: Pai nosso que estás nos céus

Fração

L: O cálice pelo qual damos graças é a comunhão no sangue de Cristo;
O pão que partimos e repartimos é a comunhão do corpo de Cristo.

C: Nós embora muitos, somos um só corpo.

L: Tudo está preparado. Venham...

Hinos de comunhão (a comunidade escolhe)

Oração pós-comunhão

L: Graças te damos, Deus de misericórdia, pela dádiva salvadora de tua Ceia, pela comunhão com Jesus Cristo e pela comunhão com as irmãs e os irmãos. Pedimos-te que esta dádiva nos fortaleça na fé em ti e no trabalho em tua seara. Fortalece-nos para a ação diaconal e para o cuidado com a Tua Criação. Por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.

C: Amém

LITURGIA DE DESPEDIDA

Avisos comunitários

Hino Diaconia

Bênção

L: Que o Senhor te abençoe e te guarde, que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti, que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Amém. Envio

L: Vá em paz e sirva ao Senhor com alegria.

C: Demos graças a Deus!

Voltar para índice.

 


 


Autor(a): Bruna Schneider Belard e André Luís Belard
Âmbito: IECLB
Área: Missão / Nível: Missão - Diaconia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Celebração
ID: 27745
REDE DE RECURSOS
+
A ingratidão é um vento rude que seca os poços da bondade.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br