Culto Eucarístico

Caderno de Subsídios - Semana Nacional da Pessoa com Deficiência - 2008

01/08/2008

Culto Eucarístico
24 de agosto / 15 Domingo após Pentecostes
Semana da Pessoa com Deficiência


LITURGIA DE ABERTURA

Prelúdio

Acolhida


L Render-te-ei graças, Senhor, de todo o meu coração'. (SI 138.1a)

Assim como Davi rendeu graças ao Senhor por sua fidelidade, nós também o fazemos hoje. Reunidos em comunidade, rendemos graças através deste culto que lembra, de forma especial, a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência. Bem-vindos e bem-vindas a este encontro com Deus. Bom Dia!

Hino: HPD II, 456 - Deus é meu amparo

Saudação Apostólica

L Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vocês.

C E com você também.

Relatos (Sugerimos que os relatos, que estão inseridos em diferentes momentos do culto, sejam lidos por pessoas da comunidade, se possível por pessoas com deficiência.)

Leitura do 1° Relato: Reconciliação (Autora: Tânia)

Confissão de Pecados

L Confessamos-te, Senhor, que pecamos contra ti em pensamentos, palavras e ações toda vez que reprovamos a diversidade que está presente na tua criação. Pecamos diante de ti e do nosso próximo, pois não conseguimos amar-te de todo o coração, nem nosso próximo como a nós mesmos. Freqüentemente falamos em inclusão, mas logo esquecemos de convidar as pessoas com deficiência para participarem do culto. Nós somos rápidos e duros com nossas palavras de julgamento e não percebemos quando o nosso irmão ou a nossa irmã necessita de apoio, presença amiga, palavras de conforto e ânimo. Pedimos-te, nosso Deus, tem compaixão de nós, perdoa-nos e reconcilia-nos, para que nos alegremos na tua vontade e nossas atitudes sejam de inclusão, como Jesus tão bem ensinou.

C Perdão, Senhor, perdão.

Absolvição (Anúncio da Graça)

L Assim diz o Senhor: Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei (Mt 11.28). Assim é nosso Deus: nos abraça, acolhe, ampara, perdoa. Glorificado seja seu nome.

C HPD II, 253 - Glorificado seja teu nome...

Kyrie

L Como comunidade cristã unida pela fé em Jesus Cristo, clamamos a Deus pelas pessoas que sofrem por estarem abandonadas, com fome, e serem vítimas da violência. Clamamos a Deus pelas pessoas com deficiência que sofrem por causa dos padrões sociais que geram sua exclusão. Clamamos pelas dores deste mundo.

Hino: Pelas dores deste mundo (Rodolfo Gaede Neto)

Glória

L Através dos profetas, através do seu Filho, dos apóstolos e dos mártires Deus ensinou e promoveu inclusão, reconciliação. Disso nos fala sua Palavra. É isso que recebemos pela sua Palavra. Por isso, louvemos todos juntos o nome do Senhor.

Hino: HPD II, 349- Louvemos todos juntos

Oração do Dia

L Deus Todo-Poderoso, enviaste teu Filho Jesus Cristo para transformar este mundo. Assim como Jesus curou a mulher encurvada e a chamou de filha de Abraão, dando-lhe dignidade e horizonte novo, auxilia-nos para que reconheçamos teus sinais de salvação e transformação entre nós. Capacita-nos com o poder do teu Espírito para que proclamemos a reconciliação entre todas as pessoas. Por Jesus Cristo, teu Filho, que, contigo e com o Espírito Santo, vive e reina eternamente.

C Amém.

Leitura do 2° Relato - Reconciliação com outros (Autora: Márcia)

LITURGIA DA PALAVRA

Hino: HPD I, 197- Buscai primeiro

1º. Leitura: Isaías 35.1-7

Aclamação do Evangelho

Hino: Aleluia

2ª. Leitura: Lucas 1 3.1 0-1 7

Mensagem: 2 Coríntios 5.1 8-21

Confissão de Fé: Credo Apostólico

Oração Geral da Igreja

L A oração de intercessão é um serviço diaconal da comunidade cristã, pois é o momento no qual a comunidade manifesta através da oração seus laços de amor e compromisso com toda a criação de Deus. Por isso, oremos. Deus de amor, reconhecemos que, como teus filhos e filhas, também temos a tarefa de cuidar deste mundo. Deus de amor, intercedemos por todas as pessoas que sofrem com preconceito, discriminação e violência por causa da sua deficiência. Ajuda-nos para que todo este sofrimento causado seja transformado e superado.

C Ouve nossa oração e atende nossa súplica.

L Deus de justiça, intercedemos por nossos governantes e espaços políticos. Que as pessoas responsáveis pelas políticas públicas viabilizem, através do seu planejamento e das suas ações, uma vida digna para todas as pessoas, promovendo condições reais de inclusão. Faze com que eles e elas trabalhem para uma sociedade mais fraterna e mais humana. Ouve, Senhor, nossa oração.

C Ouve nossa oração e atende nossa súplica.

L Deus cuidador, intercedemos pelas pessoas enfermas de corpo e espírito, pelas pessoas enlutadas, pelas que estão só em meio a este mundo que não aceita fraquezas. Cuida e encoraja em especial as pessoas com deficiência para que elas busquem seu espaço na sociedade e participem de forma ativa, promovendo ambientes de reconciliação. Ouve nossa oração.

Hino: HPD II, 423 - Ao orarmos, Senhor

Leitura do 3° Relato - Reconciliação na família (Autora: Rosalie)

LITURGIA EUCARÍSTICA

Ofertório

Motivação para a Oferta Nacional

Há 15 anos existe na IECLB uma coordenação específica de assuntos de inclusão e deficiência. Através dessa coordenação são apoiadas e desenvolvidas atividades de inclusão junto a grupos, comunidades eclesiais e sociedade em geral. Muitos são os motivos para dar continuidade nesse trabalho e investir na construção de comunidades e sociedade inclusivas. Os sínodos e suas comunidades têm assumido o compromisso de refletir a questão da inclusão. Para isso, tem havido publicações, seminários, retiros, palestras sobre o tema da inclusão. A oferta de gratidão deste culto está destinada para esse trabalho da Coordenação na Área da Inclusão e Deficiência. Trata-se de recursos essenciais para que a sensibilização e a promoção da inclusão continuem. Somos muito gratos pelas ofertas e pelo apoio que temos recebido nesses 15 anos de trabalho. Que Deus abençoe e, em seu exemplo de amor, sensibilize a todas/os para esta causa!

(O hino sugerido é Deus chama agente. Sugerimos que, além das ofertas e dos elementos para a celebração da Ceia do Senhor, também tragam trabalhos desenvolvidos por pessoas com deficiência (artesanatos, desenhos, etc./. Dentro das possibilidades, a sugestão é que as próprias pessoas com deficiência recolham as o fenos e as levem junto com os demais elementos do ofertório para a mesa da Santa Ceia.)

L Ser Igreja de Jesus Cristo neste mundo é também entender a importância de termos uma vida em paz e comunhão com todas as pessoas. É deixarmos para trás todo o egoísmo e ações de auto-suficiência, o que nos impede de ver e aceitar todas as pessoas como iguais a nós. Afinal, de nada vale virmos à mesa da Ceia do Senhor se não nos reconciliarmos com nosso próximo e não soubermos pedir perdão. Com esse sentimento de paz e perdão é que queremos nos preparar para este momento de comunhão.

Diálogo

L Deus esteja com vocês.

C E também com você.

L Vamos elevar os nossos corações a Deus.

C A Deus os elevamos.

L Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

C Isso é digno e justo.

Oração Eucarística

L Sim, é digno e justo e de nosso dever que, em todos os tempos e lugares, rendamos graças a ti, ó Deus eterno e todo-poderoso, por Jesus Cristo, nosso Senhor, que, fiel à sua promessa, enviou o Espírito Santo a todos nós, com o propósito de aprendermos o amor diaconaI para com nosso próximo, para que saibamos incluir todas as pessoas em nossas vidas, em nossa comunidade e em nossa sociedade. Por tanto amor que nos dás e pela gratidão que temos por teu amor e teu cuidado, é que com tua Igreja e com os coros celestiais louvamos e adoramos teu glorioso nome, cantando o sempiterno hino:

C Santo

L Deus, nosso Criador, também te somos gratos porque vieste a nós em Jesus, teu Filho, que sempre amou, cuidou e incluiu todas as pessoas de igual maneira, sem distinção ou associação pelas diferenças, limitações ou deficiências. Ele valorizou cada pessoa por sua fé e sua capacidade de amar. Por essa sua maneira tão especial de agir e amar foi levado à morte, e morte de cruz. É por isso que nos reunimos para lembrar que Jesus Cristo... (narrativa da instituição).

L Deus, nosso amigo, envia teu Espírito de vida e de amor, de glória e de poder, que dignifica onde há desrespeito à vida, para que nós, com nossas diferenças, limitações e deficiências, possamos, nesta Ceia, tornar-nos um só corpo que anuncia a esperança e a reconciliação.

C Envia teu Espirito, Senhor.

L Deus protetor, lembra-te das pessoas que não mais estão entre nós, mas que repousam em teu amor. Guia-nos com elas à festa da alegria preparada para todo o teu povo. Unidos a elas louvamos o teu nome e anunciamos o teu reino, para o qual, em Cristo, nos convidaste.

C Por Cristo, com Cristo e em Cristo.

L Unidos a toda a tua Igreja que celebra nesta Semana da Pessoa com Deficiência, oramos como teu filho nos ensinou.

C Pai nosso...

Gesto da Paz

L Tantas vezes, querendo ou não, temos atitudes que magoam, ferem, excluem e não dignificam as pessoas. Mas em momentos como este, compreendendo o Evangelho, Deus nos fortalece para buscarmos estar em paz com todas as pessoas, sermos um só corpo em Cristo. Busquemos e compartilhemos juntos a reconciliação e a paz que vêm de Deus. (Este é o momento de a comunidade compartilhar um abraço ou um aperto de mão, desejando a paz de Deus.)

Fração

L O cálice da bênção que abençoamos é a comunhão do sangue de Cristo; o pão que partimos é a comunhão do corpo de Cristo.

C Nós, embora muitos, somos um só corpo.

Comunhão

L Venham à mesa do Senhor! É o próprio Cristo que convida cada um e cada uma de nós para a comunhão com ele, fortalecendo-nos para partilhar o amor e a igualdade entre todas as pessoas. (Para o momento da comunhão, sugerimos que, se possível, seja feito em circulo para que todas as pessoas possam se olhar e perceber o sentido de estarem reunidas em comunidade que partilha e que vive a comunhão. Sugerimos convidar uma pessoa com deficiência para ajudar a distribuir os elementos.)

Oração Pós-Comunhão

L Deus amoroso, que caminhas ao nosso lado, agradecemos-te porque nos perdoas e nos fortaleces para a caminhada como Igreja inclusiva. Ensina-nos a ver todas as pessoas como irmãs, para que possamos agir com sensibilidade em relação ao próximo e valorizá-lo na sua integralidade. Amém.

LITURGIA DE DESPEDIDA

Avisos Comunitários

Hino: Diaconia

Leitura do 4° Relato - Reconciliação consigo mesma (Autora: Pa. lára)

Bênção: (Para a bênção, cada pessoa é desafiada a tocar na cabeça ou nas mãos das pessoas vizinhas, partilhando, assim, a bênção recebida de Deus.)

L Que o Senhor vos abençoe e vos guarde, que o Senhor faça resplandecer seu rosto sobre vós e tenha misericórdia de vós. Que o Senhor sobre vós levante seu rosto e vos dê a sua paz.

Envio

Amparados e revigorados, tendo como orientação o amor e não a aparência, vão e sirvam ao Senhor. Amém.

Hino Final: Transforma, Senhor

Liturgia moldada por Cleide Bihr e Jaime José Ruthmann

Índice do Caderno de Subsídios da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência - 2008
 

REDE DE RECURSOS
+
Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido.
Filipenses 4.6
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br