Dança sênior

01/12/1997

Dança sênior

Neusa Nunes Götz

A dança, assim como a fala e o canto, é forma original do comportamento humano. A dança sempre esteve presente em todas as fases da humanidade. Nas culturas primitivas era usada para expressar os sentimentos do povo. Em todos os rituais, a dança sempre estava presente e tinha um fundo religioso. Para cada civilização e tempo a dança teve sua característica e importância. Até hoje é usada para expressar a relação do ser humano com a natureza, com a sociedade, com Deus...

Surgimento

A Dança Sênior surgiu nos anos 70, época em que se acentuava o fenômeno social do envelhecimento na Europa. Em 1978, tivemos aqui no Brasil os primeiros contatos com a Dança Sênior. Em 1982, foi oferecido o 1º. curso de Danças Sênior em São Leopoldo, RS. Foi no Sul que este tipo de dança se desenvolveu com mais intensidade e certa rapidez. Aos poucos foi sendo divulgada e atualmente pode-se dizer que em todas ou em quase todas as regiões do Brasil, existem grupos de idosos, praticando este tipo de dança. Desde o final de 1993 existe uma Associação de Dança Sênior que tem sua sede em Pirabeiraba, SC, a qual oferece cursos para pessoas interessadas.

Objetivos

Dança Sênior é uma forma saudável, agradável e muito alegre de se fazer exercícios com pessoas idosas. Requer parceiros ou parceiras em igualdade de condições. Visa o bem estar da pessoa como um todo, ajuda a enfrentar a solidão e a depressão, e a adquirir ou redescobrir a alegria de viver. Além de dar prazer, é um ótimo exercício para a memória. Consiste num treinamento de corpo e espírito. Tem como característica a troca de par, proporcionando assim um bom entrosamento, criando uma grande família. Tem sua inspiração em danças folclóricas e de salão de todas as partes do mundo. É composta de passos e figuras simples, em sua grande maioria, possibilitando assim um rápido e fácil aprendizado. Muitas destas danças também podem ser feitas sentadas. São tão divertidas quanto as danças de roda cantadas e visam a participação daquelas pessoas, que por vários motivos já não podem participar de outro tipo de dança. Nada mais são que uma ginástica acompanhada de uma música muito animada, dirigida para idosos cadeirantes ou doentes, representando um estímulo muito valioso. Nestas danças, nada é forçado e também não existe um espírito de competição. Ninguém é excluído. Todos podem participar. Conforme diz a senhora Hannelore Weber instrutora de dança: — Dança-se simplesmente pelo prazer de se movimentar e por isto faz tão bem para quem está se recuperando de uma doença ou está cansado. Além de reativar ou recuperar a resistência, a coordenação motora, a mobilidade, o ritmo, a memória, a dança traz de volta a autoconfiança e a auto-estima. E isto tudo leva a uma maior valorização e cuidados com o corpo e com a aparência. Surgem novos desafios, muitas oportunidades de novas amizades e principalmente o sentimento de ainda ser capaz, ser útil! O sorriso reaparece e a vida passa a ter um novo sentido.

Cursos e instrutores

Se você estiver interessado em conhecer um pouco mais sobre a Dança Sênior procure junto a sua comunidade um grupo de idosos, quem sabe além de outras atividades oferecidas também exista um grupo de danças. Se você estiver interessado em aprender a dançar, existem várias possibilidades: Em São Leopoldo, RS, existe a Roda Alegre, na Comunidade Evangélica do centro, coordenada pela senhora Hannelore Weber, a qual é aberta a todas as pessoas que quiserem começar a dançar este tipo de dança. Em Pirabeiraba, SC, sede da Associação de Dança Sênior do Brasil, existem possibilidades de cursos para a formação de instrutores e instrutoras de danças que saem capacitados para coordenarem cursos. Informações com Regina Krauser. Também pode ser conseguido junto à Associação nomes de pessoas, já formadas, com possibilidade de realizar cursos locais. Em Friburgo, RJ, com a senhora Christel Weber. É sabido que existem muitas outras pessoas as quais poderiam dar maiores informações, mas para não deixar ninguém de fora opto por estas pessoas centrais, que têm a ver com a implantação da Dança Sênior no Brasil.

Endereços de contato:
Sra. Hannelore Weber — Rua Lúcio Bittencourt, 74 — 93.030-170 — São Leopoldo/ RS — Fone: (051) 592 5504.
Sra. Regina Krauser — Cx. Postal 7101 — 89.239- 970 — Pirabeiraba/SC — Fone: (047) 424 1131 —Fax: (047) 424 0025.
Sra. Christel Weber — Cx. Postal 97310 — 28.601-970 Nova Friburgo/RJ.

A autora é diácona e integra a Coordenação Regional (RE IV) do Trabalho com Idosos, em São Leopoldo, RS

Ver ìndice do Anuário Evangélico - 1998


Autor(a): Neusa Nunes Götz
Âmbito: IECLB
Área: Missão / Nível: Missão - Diaconia / Subnível: Missão - Diaconia e Pessoas Idosas (Instituições)
Título da publicação: Anuário Evangélico - 1998 / Editora: Editora Sinodal / Ano: 1997
Natureza do Texto: Artigo
ID: 25850
REDE DE RECURSOS
+
Cristo nos libertou para que nós sejamos realmente livres.
Gálatas 5.1
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br