Deuteronômio 30.15-20 - 13º Domingo após Pentecostes - 08/09/2019

Caderno de Cultos 2019 - Sínodo do Mato Grosso

08/09/2019

08/09/2019 - 13º Domingo após Pentecostes
Pregação: Lc 14.25-33;
Leituras:; Salmo 1; Filemon 1.1-21
P. Adriel Raach – Cuiabá - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA

Saudamos a comunidade aqui presente, desejando que todos e todas se sintam bem em nosso meio.

Ouçamos o que nos diz o Salmo 112, versículos 1 até o 3:

1 Louvem ao Deus Eterno. Feliz aquele que teme a Deus, que tem prazer em obedecer aos seus mandamentos!
2 Os filhos dessa pessoa serão poderosos na Terra Prometida, e os seus descendentes serão abençoados.
3 Na sua casa há muita riqueza, e ele é sempre bem-sucedido.
- Palavras do salmista que nos lembram da importância de darmos testemunho da nossa fé em Deus. Ele diz que quem teme a Deus e tem prazer em obedecer aos mandamentos, esta pessoa terá filhos abençoados, e será bem-sucedido na vida.
Confiemos nesta palavra! Mesmo que, muitas vezes, isso pareça ser tão difícil na nossa vida... confiemos que a nossa fé em Deus, o nosso temor, quando testemunhado com prazer e alegria, vai trazer benefícios para a nossa vida... não como um jogo de troca ou barganha com Deus, mas porque confiamos no amor de Deus por nós, e confiamos também que Ele está no controle da nossa vida. Mesmo diante do sofrimento, podemos nos sentir carregados por Ele, pela fé que vem de Cristo Jesus. Amém.

(...) Se há visitantes entre nós, podem se identificar? (...) Sejam bem-vindos, sejam bem-vindas! Desejamos que se sintam bem aqui conosco.

CANTO DE ENTRADA
Nº 18 – LC – O nosso encontro vai ser abençoado

Ou: Nº 20 – LC – Jesus, em Tua presença
17 – 20º Domingo após Pentecostes: 22/10/17
Texto de prédica: Mateus 22.15-22
Demais leituras: Isaías 45.1-7; 1Tessalonicenses 1.1-10

SAUDAÇÃO
Nós nos reunimos aqui em nome do trino Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 01 – LC – Que a graça do Senhor Jesus

Ou: Nº 466 – LC – Vento que anima

CONFISSÃO DE PECADOS
O nosso auxílio vem do Senhor que fez o céu e a terra ... A festa de comunhão quer nos lembrar que Deus quer estar conosco. Comunhão pede que sejamos sinceros, autênticos e que saibamos reconhecer nossos pecados. Por isto, quero convidá-los para confessarmos nossos pecados:
Oremos: Senhor, tu nos aceitas porque nos amas. Nós, porém, falhamos na convivência. Custa-nos manter os elos que unem e promovem a comunhão e a paz. Reconhecemos que falhamos e que deixamos de praticar o amor, o acolhimento e o perdão, por isso, com humildade pedimos: Tem piedade de nós Senhor ... Perdoa-nos na nossa falta de fé, na nossa incapacidade de testemunhar o teu amor ao mundo e na nossa comunidade. Perdoa-nos por não nos dedicarmos às coisas que são tuas neste mundo como deveríamos. Ouve o nosso pedido de perdão, quando esta comunidade une as vozes e diz: Amém.
ANÚNCIO DO PERDÃO
...“ A Palavra de Deus nos diz que “Se confessarmos os nossos pecados, Deus é fiel e justo para nos perdoar o pecado e nos purificar de toda a injustiça.” Portanto, a todo aquele e toda aquela que se arrepende sinceramente, seus pecados estão perdoados, Em nome do Pai, do Filho e do ES. Amém.
Jesus Cristo diz: Se pedirdes alguma coisa do Pai, Ele vo-la concederá em meu nome. (João 16,23b).
A ele seja honra e gratidão para sempre., Amém.

KYRIE
Por ainda haver tanta injustiça neste mundo, por ainda haver pessoas que se afastam da presença de Deus é que vemos tanta violência, guerras, discriminação, tanta pobreza, miséria, corrupção, ganância e hipocrisia. Jesus disse que veio ao mundo para que nós tenhamos vida, e a tenhamos em abundância. Por isso, queremos pedir a Deus tenha pressa em enviar o Reino que será justo a todos. Fazemos isso cantando:

Nº 56 - LC
“♫ Pelas dores deste mundo, ó Senhor, imploramos piedade.
A um só tempo geme a criação. Teus ouvidos se inclinam ao clamor,
desta gente oprimida. Apressa-te com tua salvação.
A tua paz, bendita e irmanada com a justiça.
Abrace o mundo inteiro, tem compaixão.
O teu poder sustente o testemunho do teu povo.
Teu reino venha a nós. Kyrie Eleison. ♫”

ORAÇÃO DO DIA
Oremos: Senhor nosso Deus, nós te pedimos: abre os nossos ouvidos para ouvirmos o que tu tens a nos dizer. Orienta nossa vida, e de forma especial, orienta a todos que trabalham e participam nesta comunidade e nesta Igreja com a tua palavra e ensina-nos da tua vontade. Atende-nos através de Jesus Cristo, que contigo e com o ES vive e reina. Senhor, nosso Deus, fica conosco hoje e sempre. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Dt 30.15-20

2ª Leitura Bíblica: Fl 1.1-21

Aclamação do Evangelho:
Convido à comunidade a se colocar de pé, em respeito à leitura do Evangelho.

3ª Leitura Bíblica: Lc 14.25-33

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 165 – LC – Estou pronto, Senhor

PREGAÇÃO
Oremos: Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo. Pedimos-te, faça-te presente aqui neste momento em que queremos meditar sobre a tua Palavra. Amém.
“Que a graça, a misericórdia e a paz de Deus, o nosso Pai, e de Jesus Cristo, o seu Filho, estejam conosco em verdade e amor.”
Prezada comunidade!
Queridos irmãos e irmãs na fé!
Pertencemos a uma Igreja, IECLB, a Igreja de Jesus Cristo. Então somos a Igreja dos discípulos de Jesus, seguidores de Jesus, que são chamados através do nosso batismo e temos interesse em ouvir e praticar os seus ensinamentos.
Mas, muitas vezes ser cristão é entendido de um jeito que não condiz com o evangelho. Pertencer à Igreja de Jesus Cristo é compreendido apenas como ter seus direitos atendidos. A palavra de hoje quer nos mostrar algo muito importante!
O que é preciso fazer para ser discípulo de Jesus; para ser cristão? Como é seguir a Cristo hoje?
Nós o lemos no evangelho de Lucas, Cap. 14.25-33.
- Fica esta pergunta depois de ler este evangelho: Será que para ser discípulo de Cristo temos que brigar com toda nossa família? E deixar tudo o que tem, significa que não posso ter bens? Realmente é uma palavra que se for levada ao pé da letra é um tanto contraditória, pois Jesus também disse “Eu vim para que tenham vida, e vida em abundância”.
Prezada comunidade! A vida de discipulado não é fácil. A escolha por uma vida assim, traz consequências. O convite que Jesus faz é feito com palavras que são pesadas para nós. Cristo não está preocupado em nos agradar, e sim em dizer a verdade.
Todos que seguiam a Jesus, como nos diz o evangelho, eram convidados a exercer esse convite, mas é preciso mudar de vida. Mudar os valores da vida.
Aceitar o convite de Jesus tem profundas consequências: É preciso ter capacidade de dizer não aos bens e também à família, aos entes queridos... mas vejam, devemos fazer isso quando tais coisas nos amarram de tal maneira que não conseguimos vivenciar nosso batismo e ser verdadeiros discípulos.
1 Exemplo: por causa do companheiro/a ou da família e dos bens - trabalho, visita, do churrasco com os amigos- a pessoa não tem tempo para a igreja e para colocar seus dons à serviço da comunidade. Algumas pessoas colocam a igreja em segundo plano, por muitos motivos. Às vezes, têm tempo para todas as outras coisas, mas para a vida comunitária não sobra tempo.
O evangelho realmente tem palavras que são duras, mas Cristo não quer que nos desentendamos com nossos pais, marido, esposa, filhos, parentes. Não precisamos abrir mão de nossos amigos, do nosso trabalho, nossos bens, nosso lazer, ... Mas, Jesus espera que isto não seja uma amarra para viver como discípulo.
Jesus diz isto para nós hoje e dá também pistas para entendermos o porquê de suas exigências tão duras. A pessoa que reflete, que avalia, a pessoa que sabe o que quer e o que vai fazer, nunca será um aventureiro irresponsável.
Nós quando vamos construir qualquer coisa, seja uma casa, um galpão, um prédio, uma igreja, não nos sentamos primeiro para calcular, o que iremos gastar, o quanto de material vai precisar? Assim também acontece quando vamos plantar, precisamos calcular o tanto de semente, os insumos, se temos mão de obra para podermos colher na safra, maquinários. Jesus é assim...! Ele não nos impõe, mas dá um tempo para calcular.
Nós já nos decidimos por Cristo através do nosso batismo, agora Ele espera que vivamos nosso batizado, coloquemos em prática.
Não basta ser cristão de nome, sem compromisso com o Evangelho pregado por Jesus. Muitas vezes, ouvimos pessoas que enchem a boca para dizer que são Luteranas, que afirmam que creem em Deus, que são de fato cristãs, mas talvez não consigam se mostrar engajadas no trabalho da comunidade, ou no meio social, ou seja não vivenciam seu discipulado, a não ser quando precisam da igreja para batizar, confirmar, casar e sepultar...
Cabe contar uma história ... é a história do SABÃO e o CRISTÃO.
Um Cristão e um fabricante de sabão, certo dia, se encontraram e, enquanto caminhavam, começaram a conversar. Aí o fabricante de sabão disse: O Evangelho, a Palavra de Deus, as coisas que vocês ensinam sobre fé e amor na igreja, não trazem grande benefício às pessoas, pois ainda se vê muita miséria, ganância, brigas, fofocas, muita gente passando necessidade. O Cristão ficou quieto”...
Continuaram a caminhar e ambos se depararam com um grupo de meninos de rua, e mendigos que estavam sujos.
O sabão não tem trazido grandes benefícios – observou o cristão – pois ainda existe muita sujeira e muita gente suja.
Aí o fabricante de sabão rapidamente falou: O sabão é muito bom, mas precisa ser usado.
Exatamente, disse o cristão, Com o Evangelho, com os ensinamentos de Cristo também é assim: Ele precisa ser usado e aplicado à vida.
Assim também é conosco, que somos discípulos de Cristo. Pelo batismo nosso compromisso é viver como verdadeiros/as filhos/as de Deus. Na Santa Ceia, no gesto da paz, nosso compromisso é fazer as pazes com as pessoas e termos fé que Deus perdoa e nos dá força para uma vida melhor. A Palavra de Deus é compromisso para deixar que ela mexa conosco e oriente nossas vidas tirando aprendizagem dela. Ao trabalho da Igreja somos chamados a contribuir com tempo, com nossos dons e talentos e também com o nosso dinheiro, que é trazido a esse altar e abençoado, pois é usado para a obra de Deus nesse mundo!
- Deixar em dia a contribuição e participar da vida da Igreja é uma honra e um prazer para a pessoa que entende a importância do trabalho da Igreja.
Portanto, ser discípulo de Jesus é estar comprometido com a vida comunitária. Temos que buscar sempre crescer como discípulos e discípulas de Cristo... e isto vem pela palavra de Deus. Muitas vezes, essa palavra precisa de reflexão e precisa de muito empenho e dedicação.
Às vezes, parece que não vamos conseguir ser discípulos, mas Cristo nos ajuda. Não podemos, e não vamos desistir, pois na nossa comunidade temos muitos dons. Estes dons precisam ser usados assim como o sabão precisa ser usado para fazer efeito. Temos dons diferentes, como por exemplo, uns precisam trazer a areia, os tijolos, outros precisam preparar o cimento, outros precisam pregar uns pregos, ajustas o plumo, cortar as tábuas, repor a massa, outros cuidam da limpeza, outros correm atrás de doações, ou contribuem financeiramente com mais dinheiro, alguns conseguem fazer mais do que uma coisa. Mas todos têm a sua importância... se faltar um, pode prejudicar o todo.
Nosso discipulado não é tão simples, mas Cristo sempre está do nosso lado com muito amor. E a palavra de Deus é testemunhada através do nosso discipulado e esta palavra deve ser vivida e usada, assim como o sabão.
A vida na comunidade não se resume a construir uma copa, ou uma cerca na casa paroquial. Há muito a ser feito. E não estou dizendo só de trabalho, construção, festas e rifas... Jesus lidou com pessoas. É para isso que ele nos chama. Para nos colocarmos ao lado das pessoas, para amarmos uns aos outros.
O reino de Deus pregado por Jesus é feito de pessoas que precisam umas das outras, que nunca se consideram tão boas a ponto de acharem que podem caminhar sozinhas, viver sozinhas. Por isso o Reino de Deus é mais importante do que tudo, pois não há nada mais importante do que a vida e o amor de Deus por nós.
Que Deus nos ajude a optarmos por Cristo, e viver em paz com as pessoas que estão à nossa volta... sigamos testemunhando sua palavra, através do discipulado. Amém.

HINO: Nº 320 – LC – Senhor, se tu me chamas

CONFISSÃO DE FÉ
Movidos pelo amor de Deus por nós, e pela fé que Ele mesmo nos concede, confessemos juntos a nossa fé através das palavras do credo apostólico.

Creio em Deus Pai, ...
CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 217 – LC – Te ofertamos nossos dons

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________

Senhor nosso Deus e Pai. Nós te rendemos graças pela nossa vida, por nos ter abençoado com a saúde, o vigor para o trabalho, com anos e anos de vida, com colheitas fartas, com ensinamentos e, somos imensamente gratos por teres se revelado a nós em Jesus Cristo, teu Filho amado, pelo qual enviaria o Espírito Santo ao mundo.
Faz-te presente entre nós comunidade, nas vidas de cada um e cada uma. Tantas são as pessoas que sofrem por doenças, depressão, solidão, negação do perdão. Nós intercedemos por todas elas, especialmente pelos nossos próximos mais próximos ...
Em especial, nós pedimos que olhes por todos os seus filhos e filhas, em tempos de violência, guerras e acidentes de trânsito. Nós pedimos que nos conceda a sua Paz. Neste país, que está carente de cidadãos e cidadãs honestas, de caráter, éticos... em sua igreja, onde a contribuição deve vir como uma resposta de gratidão e, esses recursos também devem ser usados com responsabilidade, faz-te presente com teu Espírito Santo, Senhor.
Fica conosco, óh Deus! Guarda-nos em todos os momentos de nossa vida.
Por Cristo, nosso Senhor, que nos ensinou a orar....

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. O Senhor, sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
Assim, abençoe-te o Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

ENVIO
Vão em paz e Sirvam ao Senhor com alegria, podendo sempre dar graças a Deus!

CANTO FINAL
Nº 590 - LC – Quão bondoso amigo é Cristo
 


Autor(a): P. Adriel Raach
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 13º Domingo após Pentecostes
Testamento: Antigo / Livro: Deuteronômio / Capitulo: 30 / Versículo Inicial: 15 / Versículo Final: 20
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 52903
REDE DE RECURSOS
+
Ainda não somos o que devemos ser, mas em tal seremos transformados. Nem tudo já aconteceu e nem tudo já foi feito, mas está em andamento. A vida cristã não é o fim, mas o caminho. Ainda nem tudo está luzindo e brilhando, mas tudo está melhorando.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br