Dia da Reforma: Somos livres por causa de Jesus Cristo

Meditação

31/10/2011

SÓ A GRAÇA – SÓ A FÉ – SÓ A ESCRITURA

A cristandade relembra e celebra neste dia a festa da Reforma. A Reforma Protestante como é também chamada, surgiu na Idade Média, foi iniciada pelo Dr. Martinho Lutero e conduzida desde então por muitos líderes, tanto leigos quanto clérigos, da Igreja no mundo inteiro. O objetivo principal da Reforma foi o de restaurar a verdade bíblico-cristã da salvação unicamente pela graça de Deus através de Jesus Cristo, mediante a fé. A Reforma Luterana trouxe de volta o conforto do Evangelho salvador de Jesus Cristo aos corações atribulados. A verdade da Escritura Sagrada havia sido obscurecida por tradições de seres humanos, superstições e falsos ensinamentos infiltrados na Igreja de então. A Reforma trouxe de volta e enfatizou a verdade sobre o Deus gracioso e misericordioso, sobre o sacrifício todo-suficiente de Jesus Cristo como resgate completo do ser humano perdido e condenado por causa dos pecados. A reforma enfatizou a necessidade da fé somente em Jesus Cristo para salvação.

A Reforma enfatizou ainda outras doutrinas fundamentais da fé cristã ligadas à justificação pela fé e inalienáveis, tais como a Escritura como única norma de fé e vida, a presença real de Cristo no sacramento da Ceia, o sacerdócio universal dos cristãos...

Num período de incertezas sobre a salvação do pecador, de trevas espirituais, de idolatria, de exigência de autoflagelação ou de sacrifícios físicos pessoais como meio de se obter a salvação eterna, de compra da salvação por meio das indulgências ou por meio da fé em pretensas obras de santos, confiança em boas obras como méritos de salvação. Lutero trouxe de volta a verdade eterna de que nós somos salvos unicamente pela graça de Deus, através dos méritos conquistados por Jesus em nosso lugar na cruz, mediante a fé n’Ele somente e não por obras praticadas por nós.

A Igreja Cristã Primitiva estava fundamentada sobre esta verdade, os Evangelistas e Apóstolos confessaram esta mesma verdade. O apóstolo Paulo resume assim a verdade sobre a qual a Reforma está estabelecida: “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé” (Romanos 1. 16-17). Paulo então afirma: “Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei” (Romanos 3. 28).

Nesse dia 31, a Igreja Cristã medita sobre três textos bíblicos que realçam a verdade fundamental da Reforma. Sugerimos a leitura e meditação desses textos: Jeremias 31. 31-34; Romanos 3. 9-28; João 8. 31-36. Qual a verdade focalizada nesses textos e confessada pelas igrejas da Reforma?

OS PILARES DA REFORMA

Somente a Escritura (sola scriptura)

A Escritura revela a verdade da salvação eterna através de Jesus Cristo. Por ser uma carta aberta de Deus a nós pecadores, nenhum outro livro ou mensagem pode tornar-nos capazes para a salvação. Lutero traduziu esta verdade para a língua do povo e fez a palavra de Deus acessível a todo ser humano. Lutero enfatizou a verdade da Igreja Cristã de que a “palavra de Deus é viva e eficaz” (Hebreus 4. 12), e que ela “não foi dada por vontade humana, mas que seres humanos falaram da parte de Deus movidos pelo Espírito Santo” (2 Pedro 1. 21). Jesus enfatiza na leitura do Evangelho de hoje: “Se vós permanecerdes na minha palavra sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8. 31).

Somente a graça de Deus (sola gratia)

O ser humano está alienado de Deus desde a queda em pecado, não pode salvar-se a si mesmo e caminha para a perdição eterna. Em seu grande amor e misericórdia Deus tomou a iniciativa de salvá-lo. Deus veio e vem continuamente ao encontro do perdido e condenado, anuncia sua Nova Aliança, isto é a salvação eterna: “Eu serei o seu Deus, e eles serão e meu povo... ....Pois perdoarei as suas iniqüidades e dos seus pecados jamais me lembrarei.” (Jeremias 31. 33-34). Deus cumpriu Sua promessa de salvação enviando Seu Filho Jesus Cristo ao mundo como nosso Salvador.

O apóstolo Paulo afirma: “Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo... É pela graça de Deus que sois salvos mediante a fé; e isto não vem de vós, não de obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2. 4-9).

Somente Jesus Cristo (solus Christus)

O ser humano tendo sido concebido em pecado está acorrentado ao diabo e ao inferno, não tem forças e recurso pessoal para se salvar, é servo da corrupção e da perdição. Jesus Cristo, por causa do sacrifício feito por todos nós na cruz, e por causa da vitória conquistada para nós através da sua ressurreição é o Único que pode salvar o ser humano dos inimigos que o acorrentam. No Evangelho Jesus diz: “Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. Somente em Jesus está a verdadeira libertação. Ele mesmo afirma: “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos” (João 15. 13). O apóstolo João afirma que “o sangue de Jesus Cristo, o filho de Deus, nos purifica de todo o pecado” (1 João 1. 7). Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (João 1. 29).

Lutero fez sua memorável confissão pessoal de fé, que é também a confissão de cada cristão: “Creio que Jesus Cristo, verdadeiro Deus, gerado do Pai desde a eternidade e também verdadeiro homem nascido da virgem Maria, é meu Senhor, pois me remiu a mim, homem perdido e condenado, me resgatou de todos os pecados, da morte e do poder do diabo. Não com ouro ou prata, mas com o seu santo e precioso sangue, e com seu inocente sofrimento e morte, para que eu lhe pertença e viva submisso a ele em seu reino e o sirva em eterna justiça, inocência e bem-aventurança assim como ele ressuscitou dos mortos, vive e reina para sempre. Isto é certamente verdade” (2 o Artigo do Credo Apostólico).

Somente a fé (sola fide)

Tendo ouvido a respeito de um gracioso Deus que vem a nós para nos salvar, de um Salvador misericordioso que dá a sua vida sobre a cruz, triunfa sobre nossos maiores inimigos, pecado, inferno e morte – o Espírito Santo ilumina o nosso coração e nos capacita a crer e responder a essa verdade eterna com nossa confissão pessoal de fé: “Eu creio, Senhor Jesus, que tu deste a vida por mim e te tornaste assim o meu Salvador”. O Espírito Santo não só cria a fé como também continua nos sustentando nesta fé em Jesus. Que fé é esta? É a certeza e confissão de que “não há salvação em nenhum outro, porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome dado entre os homens pelo qual importa que sejamos salvos.” (Atos 4. 12). É a certeza e confissão de que “estando nós mortos em nossos pecados e delitos, Jesus nos deu vida e pela graça somos salvos” (Efésios 2. 1ss).

CONCLUSÃO

A Reforma Luterana não é realmente sobre Martinho Lutero ou sobre a Igreja Luterana – mas sobre a graça de Deus, sobre Jesus Cristo, o perdão e a salvação eterna. A Reforma Luterana é sobre a Escritura como regra ou norma única de fé e vida; é sobre a fé somente em Jesus como Salvador da humanidade.

Festejamos a Reforma num espírito de humildade e gratidão a Deus que defendeu Sua igreja dos falsos ensinos e enganos e restaurou a verdade eterna de salvação somente em Jesus Cristo. Agradecemos ao Salvador Jesus que tudo fez por nós. Sua Palavra continua clara através da pregação e ensino da Igreja Luterana: “Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14. 6). Seu convite de vida e salvação é irrecusável: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente” (João 11. 25-26). E Ele nos garante: “Quem vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora” (João 6. 36). Reflitamos nesta palavra!!

P. Márcio Sedinei Frank
Paróquia dos Migrantes - Cacoal - RO
 


Autor(a): Márcio Sedinei Frank
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 10239
REDE DE RECURSOS
+
Louvem o Senhor pelas coisas maravilhosas que tem feito. Louvem a sua imensa grandeza.
Salmo 150.2
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br