Dia de Natal

Recursos Litúrgicos

LITURGIA DE ENTRADA

Sino

Acolhida
L Para o poeta, um menino nasceu, o mundo tornou a começar (Guimarães Rosa, Grande Sertão: Veredas). Para o evangelista João, o verbo se fez carne e veio morar no meio de nós. E o mundo viu essa luz! Para o mesmo evangelista, essa presença trouxe vida, vida em abundância.

Aqui nos reunimos para celebrar esse acontecimento. Por isto, sejam bem-vindos...

Saudação Apostólica
L A graça do nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo sejam com vocês.
C E com você também.

Cântico
C (HPD 312) Natal é vida que nasce.

Kyrie
L Nós nos reunimos para o encontro com o Deus da vida que veio ao nosso encontro. O Verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1.14). Mas é entre nós, neste mundo, que falta vida em abundância, sobram situações de dor.

Por isso, clamemos pelas dores deste mundo, pela falta de lugar para as pessoas que estão à margem da vida.
C (canta) Kyrie eleison.

Pela paz para o mundo que vive em constantes conflitos armados, onde a vida humana não é valorizada, onde faltam compreensão e amor pelas pessoas que são diferentes, seja em termos de raça, sexo, religião ou classe social, oremos ao Senhor.
C (canta) Kyrie eleison

Pelas famílias que vivem dispersas no mundo, bem como por todos os grupos humanos que estão rodeados pelo ódio e a tristeza neste Natal, oremos ao Senhor.
C (canta) Kyrie eleison.

Gloria in excelsis
L As dores do mundo nos afligem, assim como José e Maria viveram períodos de extrema aflição. Ainda assim, o Natal nos fala da Boa Notícia: Glória a Deus e paz na terra! Com o nascimento daquele menino, anunciado pelos anjos, Deus veio a nós e, com isso, trouxe paz às pessoas que ele quer bem. Por isso, louvemos a Deus, cantando com muita alegria.
C (HPD 346) Glória, glória, glória.

L Senhor Deus, rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós te louvamos, nós te bendizemos, nós te adoramos, nós te glorificamos, nós te damos graças por tua imensa glória.
C Glória, glória, glória.

L Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito; Senhor Deus, cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai: tu que tiras o pecado do mundo, tem piedade de nós. Tu que tiras o pecado do mundo, acolhe a nossa súplica. Tu que estás à direita do Pai, tem piedade de nós. Só tu és o Santo; só tu, o Senhor; só tu, o altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
C Glória, glória, glória.

Oração do dia
L Querido Deus, tu que és qual pai e mãe amorosos, fonte de toda vida que há no mundo, que vieste a nós de forma humilde e surpreendente através do milagre do nascimento de teu amado Filho, nós te pedimos: fortalece em nós a luz do amor que acolhe, para que nossas palavras e ações reflitam o verdadeiro espírito natalino. É o que te pedimos por Jesus Cristo, teu Filho, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina de eternidade a eternidade.
C Amém.

LITURGIA DA PALAVRA
Leituras bíblicas
C (canta) Senhor, que a tua Palavra.
L Leitura do profeta Isaías 9.2-7.
C (canta) Senhor, que a tua Palavra.

L Leitura da Carta de Tito 2.11-14.
C (canta) Senhor, que a tua Palavra.
Aclamação do Evangelho

L Aclamemos o Evangelho, cantando:
C Aleluia

L (versículo de aclamação) “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (Is 9.6).
C Aleluia.

L Leitura do santo Evangelho segundo Lucas 2.1-12.
Leitura

L (Após a leitura) Palavra do Senhor.
C (canta) Louvado sejas, Cristo!

Pregação

Hino
C (HPD 311) Quando completou-se o tempo.

Confissão de Fé

Oração geral da Igreja
L Como um só corpo que se alegra e sofre, compartilhamos nossos motivos de alegria, gratidão e também nossas tristezas e preocupações. Não precisamos carregar nossos fardos com nossas próprias forças. Podemos leválos a Deus, em oração. Por isto, oremos.

L Pela Igreja, seus obreiros e líderes, para que possam realizar seu trabalho desafiador de proclamar a Boa Nova do nascimento do Salvador, oremos ao Senhor:
C (canta) Ouve nossa oração e atende a nossa súplica.

L Pelas autoridades do mundo inteiro, para que governem com justiça a partir dos clamores das pessoas que passam necessidade e assim a vida em abundância seja sentida e vivida em todos os locais da face da terra, oremos ao Senhor:
C (canta) Ouve nossa oração e atende a nossa súplica.

L Pelas pessoas que sofrem privações, por aquelas que vivem aflitas neste Natal, para que o desejo de Jesus – Haja paz! – se realize, oremos ao Senhor:
C (canta) Ouve nossa oração e atende a nossa súplica.

L Pelas pessoas enfermas, pelas que sofrem por causa da solidão, para que encontrem em suas comunidades pessoas solidárias na dor, firmes na esperança natalina, oremos ao Senhor:
C (canta) Ouve nossa oração e atende a nossa súplica.

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR
Ofertório e Preparo da mesa

Oração do ofertório

Oração eucarística
L Como Jesus e seus discípulos deram graças a Deus antes da Ceia, vamos nós também agradecer, porque na mesa da comunhão Jesus mesmo nos serve e é alimento de salvação. Oremos.

Nós te bendizemos, Deus revelado no menino nascido em Belém, pela salvação que nos trouxeste por intermédio de Jesus. Pois ele, depois de adulto, na noite da sua traição, à mesa com seus discípulos, tomou o pão, rendeu graças, o partiu e o deu a seus discípulos, dizendo: “Tomai e comei, isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei isto em memória de mim”. Depois de cear, tomou também o cálice, rendeu graças e o deu a seus discípulos, dizendo: “Bebei dele todos, porque este cálice é a nova aliança no meu sangue, derramado em favor de vós, para remissão dos pecados. Fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim”.

Envia-nos teu Espírito, Senhor, para que, unidos num só corpo, partilhemos a alegria do nascimento do Salvador. Guia-nos à festa da vida plena, que preparaste para todas as pessoas que buscam uma vida digna e para a qual, em Cristo, nos convidaste.
C A Ti, trino Deus, sejam dadas toda a honra e toda a glória, agora e sempre. Amém.

Pai-Nosso

Gesto da paz

Fração
L O cálice da bênção pelo qual damos graças é a comunhão do sangue de Cristo; o pão que partimos é a comunhão do corpo de Cristo.
C (canta) Nós, embora muitos, somos um só corpo.

Comunhão
L Venham todos e todas. Vamos celebrar a presença de Cristo que nos fortalece na comunhão com ele e nos reúne fraternalmente.

Oração pós-comunhão
L Deus encarnado no menino de Belém, te agradecemos porque a comunhão de mesa contigo nos fortalece. Concede que nós possamos reviver o Natal a cada dia, que essa alegria seja testemunhada e que desse testemunho brotem sinais do Reino tão desejado por Jesus. Por Cristo Jesus, na unidade do Espírito Santo.
C Amém.

LITURGIA DE SAÍDA
Avisos gerais

Hino

Bênção
L Que o Deus da vida vá sempre ao teu encontro. Que o Senhor te dê forças para tecer a rede da paz em tua casa, nas ruas, no teu trabalho, em nosso país e no mundo. Que a sua força de vida acenda nos corações da humanidade o fogo do amor e conserve a todos na comunhão do seu povo.
C Amém.

Envio
L Celebremos o nascimento do Salvador. Vão na paz do Senhor e o sirvam com alegria.
C Demos graças a Deus.

Oração silenciosa individual

Poslúdio

Sino

Fonte: Livro de Culto da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil
- Portal Luteranos
 

Sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem Ele chamou de acordo com o seu plano.
Romanos 8.28
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br