Dia Nacional da Diaconia 2017 - Liturgia

28/04/2017

Liturgia do Dia Nacional da Diaconia
30 de abril de 2017
Tema: Reforma e Diaconia

LITURGIA DE ABERTURA

Prelúdio: 434 HPD2 Momento novo ou 325 HPD2 Aqui você tem lugar

Acolhida: Bom dia (boa tarde ou boa noite) a todos e todas! É com imensa alegria que nos reunimos neste culto. Hoje celebramos o Dia Nacional da Diaconia. Esse ano temos como tema “Reforma e Diaconia”. A diaconia que nasce de Jesus Cristo é reforçada pelo movimento da Reforma Protestante e ganha um novo impulso. Assim, no culto de hoje rendamos graças ao Senhor e coloquemo-nos à disposição para aprender com a Palavra de Deus e os escritos da Reforma. Sejam bem-vindos e bem-vindas!

Hino: 434 HPD2 Momento novo ou 325 HPD2 Aqui você tem lugar

Saudação trinitária: Reunimo-nos em comunhão porque o próprio Deus nos chama. Ele é o Alfa e o Ômega, o início e o fim. Dele viemos, para Ele voltamos. “Nele vivemos, nos movemos e existimos” (Atos 17.28a). Em nome de Deus, o Pai, e o Filho, e o Espírito Santo estamos aqui. Amém.

Hino: 254 HPD1 Senhor, meu Deus

Confissão de pecados: Deus diz no livro de Levítico, capítulo 22, versículo 31: “Obedeçam às minhas leis. Eu sou o Senhor”. Ao que João, no Novo Testamento, conclui: “Amar a Deus é obedecer aos seus mandamentos. E os seus mandamentos não são difíceis de obedecer” (1 João 5.3). Com esta palavra, reconheçamos e confessemos os nossos pecados:
Deus de amor! Nós te amamos e reconhecemos que teus mandamentos são bons, que foram dados para preservar a vida e a integridade da tua criação. Eles não são difíceis de cumprir quando temos boa vontade em aprender de ti e paciência com as pessoas. Ainda assim, Deus, reconhecemos que caímos, que esquecemos o amor, que a fé esfria. Reconhecemos que precisamos voltar para ti, pedir teu perdão e ter uma nova chance para viver de forma plena, em alegria e dedicação no amor. Preenche nosso coração com paz e amor. Lembra-te de que nos tornaste teus filhos e tuas filhas em nome de Jesus Cristo. Alcança-nos com a tua graça e concede-nos o teu perdão. Em nome de Jesus, clamamos:

Hino: (HPD2 408) Tem misericórdia de mim

Anúncio da graça: Confessar os pecados diante de Deus é um ato de humildade. Jesus diz em Mateus 5.5: “Felizes as pessoas humildes, pois receberão o que Deus tem prometido”. Lutero diz que o pecado não pode fazer ninho sobre a nossa cabeça, ou seja, nos acostumarmos com o que é errado ou não tomarmos a iniciativa para mudar. É preciso humildade para reconhecer que ninguém consegue alcançar a perfeição. Cristo nasceu e morreu por todos e todas nós e nos fez irmãos e irmãs. Ele nos perdoou e nos tornou semelhantes. Vivamos nesse novo modo de ser: reconciliados, reconciliadas com Deus e com a pessoa próxima. Amém.

Kyrie Eleison: A Reforma Luterana resgatou a centralidade da fé evangélica que se solidariza com o sofrimento do mundo. Diz o Reformador: “Olha para a tua vida. Se não te encontrares, como Cristo no Evangelho, em meio aos pobres e necessitados, então te dá conta de que a tua fé ainda não é verdadeira e que certamente ainda não experimentaste em ti o favor e a obra de Cristo”. Lembremo-nos que em toda a face da terra existe sofrimento. Peçamos que Deus tenha misericórdia e que nos sensibilize diante dessas situações. Clamemos:

Hino: 339 HPD2 Kyrie

Gloria in Excelsis: Rendamos graças a Deus porque Ele nos reconcilia consigo e com a criação:

Hino: 408 HPD 2 Tem misericórdia de mim

Oração do dia: Deus! Agradecemos-te por nos alcançares com a tua bondade. Mesmo sendo o Criador de tudo o que existe, nos chamas e queres junto a ti na transformação das situações de injustiça e sofrimento neste mundo. Guarda-nos junto a ti para que aprendamos o modo de amar e servir do teu Filho, Jesus Cristo. Ilumina-nos com tua Palavra, que ela nos oriente, que ela seja a luz para nós em meio a tantas palavras que diariamente ouvimos; que teu Santo Espírito nos anime e fortaleça a fé. Em nome de Cristo, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina eternamente. Amém.
Hino: Querido Deus (Oração de Martim Lutero)

LITURGIA DA PALAVRA

1ª Leitura da palavra: Miqueias 2.1-4

Canto intermediário: Senhor, que a tua Palavra transforme a nossa vida. Queremos caminhar com retidão na tua luz. (2x) (Coleção Miriã 2, p. 13)

2ª Leitura da palavra: Gálatas 6.1-10

Vers. de aclamação: Assim diz o salmista: “Ó Senhor Deus, o teu amor chega até o céu, e a tua fidelidade vai até as nuvens” (Sl 36.5). Convido quem puder para colocar-se de pé e aclamar o Evangelho cantando Aleluia.
Aleluia

3ª Leitura: Evangelho de Lucas 14.7-14

Pregação

Confissão de fé de Lutero: (Projetar)
Não ponho a minha confiança em nenhuma pessoa deste mundo, nem em mim mesmo, nem em meu poder, habilidade, bondade, piedade ou naquilo que eu possa ter. Não ponho a minha confiança em nenhuma criatura, esteja ela no céu ou na terra.
Eu me atrevo e ponho minha confiança unicamente no Deus uno, invisível, incompreensível, criador do céu e da terra, que reina, ele só, sobre todas as criaturas.
Não temo toda a maldade do príncipe deste mundo e de seus comparsas. Meu Deus está acima de todos eles.
Eu confio, apesar de tudo, seja eu pobre, sem compreensão, sem sabedoria, desprezado ou carecendo de tudo. Eu confio, apesar de tudo, ainda que pecador.
Porque esta minha confiança inabalável deve pairar sobre tudo o que existe e não existe, sobre pecados e virtudes e, sobretudo, para que, em Deus, pura e sinceramente, se conserve a confiança, tal qual o primeiro mandamento me obriga. Nem tampouco quero esperar prodígios, tentando a Deus. Eu confio nele constantemente, ainda que ele demore, nem imponho a ele termo ou tempo. Amém.

Hino: 459 HPD2 Oração da Igreja ou 446 HPD2 Arde a voz

Oração geral da Igreja

L “Hoje tenho muito a fazer, portanto hoje vou precisar orar muito”, dizia Lutero. Através da prática da oração nós louvamos, glorificamos e santificamos o nome de Deus e confiamos que Ele é o único que pode nos ajudar e nos tornar irmãos e irmãs. Convidamos para a oração geral da Igreja. Convido quem puder a se colocar de pé:

L1 Deus, intercedemos pelos conflitos mundiais, para que a paz se instale e vidas sejam preservadas.

L2 Intercedemos pelas autoridades que governam nosso país a fim de que seu interesse esteja concentrado no bem do povo e isso lhes seja lembrado também por nós.

L3 Intercedemos pelas lideranças que estão à frente de nossas igrejas e instituições a fim de que seu amor não esfrie, sua esperança sempre se renove e sua fé se fortaleça.

L1 Intercedemos pelas ações e celebrações dos 500 anos da Reforma Protestante em nossa cidade, nosso país e no mundo para que os fundamentos dessa Reforma não sejam esquecidos, que possam trazer as contribuições necessárias à educação, à política, à igreja.

L2 Intercedemos pelas pessoas enfermas, pelas que se sentem sozinhas e esquecidas, mas também as que perderam pessoas queridas. Ajuda-nos a sermos teu abraço estendido ao seu redor!

L3 Recebe, Eterno Deus, as nossas orações, por Jesus Cristo, nosso Salvador. Amém.

Hino: 399 HPD2 I Coríntios 13 (Recolhimento das ofertas)

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR

L Jesus Cristo diz: “Eu não vim para ser servido, mas para servir e dar a minha vida em resgate por muitos” (Mc 10.45).
Jesus Cristo nos deu o maior exemplo de serviço que alguém poderia dar. Nós somos convidados e convidadas a seguir o seu exemplo de doação e amor. Para nosso fortalecimento na fé e nosso testemunho cristão, Cristo nos convida à mesa da comunhão. Oremos para que ele se faça presente e abençoe a nossa celebração.

Oração do ofertório e Palavras da instituição: Graças te damos, ó Deus celestial, que vieste a nós por intermédio de teu filho Jesus Cristo. Graças te damos que nos convidas para a comunhão no pão e no vinho, corpo e sangue de nosso Senhor, oferecidos para a nossa redenção. Que esta ceia seja uma antecipação da grande ceia que tu mesmo irás nos servir no reino de tua glória. Por isso relembramos o que aconteceu na última noite em que Jesus jantou com os seus discípulos: Na noite em que foi traído, ele, nosso Senhor Jesus Cristo, tomou o pão, rendeu graças, o partiu e o deu a seus discípulos, dizendo: “Tomai e comei: isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei isto em memória de mim”. A seguir, depois de cear, tomou também o cálice, rendeu graças e o deu aos seus discípulos, dizendo: “Bebei dele todos, porque este cálice é a nova aliança no meu sangue, derramado em favor de vós para a remissão dos pecados. Fazei isto todas as vezes que o beberdes em memória de mim”. Portanto, todas as vezes que comeis deste pão e bebeis deste cálice, anunciais a morte do Senhor por nós, até que ele venha. Em sua unidade, oramos em conjunto:

Pai nosso

Fração:

L O cálice da bênção que abençoamos é a comunhão do sangue de Cristo. O pão que repartimos é a comunhão do corpo de Cristo.

C Nós, embora muitos, somos um só corpo em Cristo Jesus.

Convite: Vinde, porque tudo já está preparado. Vinde à mesa da comunhão.

Aproximem-se todas as pessoas que querem receber do amor, do perdão e da comunhão do corpo e sangue de Cristo.

Comunhão

Oração pós-Comunhão: Graças te rendemos, Deus, porque nos restauraste através da comunhão do corpo e sangue de teu filho Jesus. Concede que em tua bondade esta ceia nos fortaleça na fé em ti e no amor à pessoa próxima. Que, seguindo o exemplo de doação e serviço de nosso Senhor Jesus Cristo, possamos ter nossos olhos voltados para as necessidades das pessoas e nossas mãos estendidas em sua direção. Conserva-nos em tua graça e une-nos sempre mais em amor fraternal, como membros do corpo de Cristo, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina de eternidade a eternidade. Amém.

LITURGIA DE DESPEDIDA

Avisos

Bênção final:

O Senhor te abençoe e te guarde.
O Senhor te abençoe com a Sua graça,
Abençoe-te com saúde e alegria para poderes servir,
Abençoe-te com sabedoria para praticar a justiça e a misericórdia.
Abençoe-te com Sua presença e te abrace todos os dias.
Ele te guarde e te mostre o caminho certo,
Ele te livre de todo mal e te dê a Sua paz. Amém.

Envio: Vão em paz e sirvam ao Senhor com alegria.

Hino: Dá-nos esperança e paz (p. 38, Coleção Miriã 1)


Diácona Angela Lenke
 


Autor(a): Angela Lenke
Âmbito: IECLB
Área: Missão / Nível: Missão - Diaconia
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Celebração
ID: 41864
REDE DE RECURSOS
+
Quando Deus parece estar mais distante, mais perto de nós Ele se encontra.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br