Franciszek Karpinski (1741-1825)

Obra e Biografia

29/06/2012

Franciszek Karpinski (1741-1825) HPD nº 269

KARPINSKI, Franciszek1, poeta polonês; expoente de sentimentalismo; letras amorosas, pessoais e patrióticas, inclusive de canções religiosas.

Obras de Karpinski:

Kiedy ranne wstaja zorze (Quando o Amanhecer da Manhã quebrar), 1792
Rodzi de sie de Pântano (Deus Nasceu), 1792;
Idílio: Laura e Filon (1780),
Elegia: Zale Sarmaty (O Sarmatian se arrepende, 1806),
Representação lúdica: Czynsz (The Rent, O Aluguel, 1789).

Durante a 2ª Guerra Mundial, o Capitão Jan Sliwinski organizou várias antigas Canções Natalinas em polonês para serem publicadas com ajuda da Cruz Vermelha Polonêsa. E´ um fato surpreendente que até então os cânticos natalinos poloneses quase não eram conhecidos fora da Polônia. O livro Oxford Book of Carols, que contém canções de Natal de muitos países, parece não conhecer nada das antigas canções polonesas. Assim o Capitão Sliwinski junto com o Major Teslar (que se encontraram na 1ª Grande Guerra de 1914-1918, e que eram pelas próprias palavras deles velhos camaradas-carollers) anotaram tantas canções natalinas, quantas se lembraram, a fim de preserva-las para a posteridade, antes que desaparecessem completamente. Algumas eram das aldeias de camponeses, outras eram principalmente da nobreza (havia uma distinção naquela época). Aconteceu que a popularidade das canções natalinas polonesas se manteve viva. Há muitas gravações disponíveis hoje, talvez as mais queridas são as dos coros Slask e Mazowsze.

Click to hear the Polish Christmas Carol, God is Born (Deus nasceu)
Arranjo para piano, por Kazimierz Hubert.

Jan Sliwinski escreveu (em1945):

Os cânticos de Natal passaram da igreja para os povoados. A forma latina deles data do século 15, e na língua polonesa do século 16. Nos cânticos o pai José trata Jesus e Maria com familiaridade ingênua. Através destes cânticos podemos aprender algo da atmosfera da vida de pais poloneses e seus costumes, sentimentos e modos de se expressar. As canções natalinas são como orações, mas também como contos em uma linguagem rude e simples, sem talento e, freqüente-mente, até mesmo sem rima. A influência de damas polonesas transformou, no século 18, as canções natalinas em cânticos profanos Assim (conforme um manuscrito antigo) tornou-se mais fácil a tarefa de divertir as crianças e faze-las dormir.

Em contraste com tais verdadeiras criações folclóricas está a primeira tentativa de criar uma Suíte. Seu autor é Franciszek Karpinski (1741-1825), de quem ''Canção Matutina e a Canção de Noite ainda hoje são as orações diárias de todo bom católico polonês. Em 1782 Karpinski escreveu seu ensaio As Retóricas em Prosa e Verso. Depois disso chamaram-no de poeta do coração.

A canção matutina Kiedy ranne wstaja zorze de Franciszek Karpinski encontra-se (com outra melodia) na 4ª edição de LAUDAMUS, Genova 1970, o hinário da Federação Luterana Mundial, sob nº 34, com tradução em inglês: With the morn in radiance breaking e em alemão Kommt der Tag empor gezogen. Baseado nisso Lindolfo Weingärtner fez em 1970 a tradução para o português que consta no HPD nº 269 - Nasce o dia, fulguroso. Eis o mundo, jubiloso... ( = EG, 18ª ed., nº 500). A melodia deste hino no HPD, de autor desconhecido, difere daquela do LAUDAMUS, mas já se encontra (com a data de 1970) no anexo ao Hinário da IECLB edição de 1971, sob nº 260.

Fonte: Christmas Carols from Poland em www.christmasarchives.com/

Nota: 1 Karpinski, Franciszek (1741-1825) szegény családból származott, saját erejéből tanult. Hol gazdálkodott, hol külöböző mágnáscsaládoknál házitanítóskodott. Életében nagy népszerűségnek örvendett. Drámai idilljei, komédiái és darabjai nem emelkednek ki a szentimentalizmus átlagos terméséből, de szerelmes versei és vallásos dalai a romantika előtti líra legszebb darabjai közé tartoznak.
(Forrás: Lengyel költők antológiája, Kozmosz könyvek, 1969.) . http://csicsada.freeblog.hu/tags/vers/page/48/
 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Autor Letra
ID: 15589
REDE DE RECURSOS
+
Assim como o fogo sempre produz calor e fumaça, também a fé sempre vem acompanhada do amor.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br