Fui em teu nome batizado

Comentário e reflexão

26/04/2014

HPD nº 137 – Fui em teu nome batizado

Autor da letra: Johann Jakob Rambach (1734)

Autor da melodia: Johann Balthasar König (1738)

Textos bíblicos: Romanos 6.4; 1ª João 3.1-2.

O autor Johann Jakob Rambach (1693-1735) era pastor e teólogo. Além de intensa dedicação literária ele publicou artigos para melhorar as atividades eclesiásticas e escolares. O seu “Erbauliches Handbüchlein für Kinder” (Pequeno Manual edificante para Crianças) foi editado várias vezes e até foi traduzido a línguas estrangeiras. Neste livrinho foi editado pela primeira vez em 1734 o hino “Fui em teu nome batizado” (no original alemão “Ich bin getauft auf deinen Namen”) em 7 estrofes de 6 linhas cada, intitulado “Renovação diária do compromisso batismal”, conforme a recomendação de Martin Luther no Catecismo Menor : “Que significa este batizar com água? – Significa que, por arrependimento diário, a velha pessoa em nós deve ser afogada e morrer com todos os pecados e maus desejos. E, por sua vez, deve sair e ressurgir diariamente nova pessoa que viva em justiça e pureza diante de Deus para sempre” http://www.hymnary.org/text/ich_bin_getauft

Conteúdo:

Estrofes 1 e 2: recordação do meu batismo: Em nome de quem fui batizado? Com isso me tornei um(a).....?.... Agora pertenço a quem? Leia também os resumos de 1. João 3.1-2 e 1. Pedro 2.9.
Estrofes 3 e 4: recordação da minha confirmação: O que prometi no dia da Confirmação? O que ousei ser? O que ou a quem rejeito? Que certeza expressa a 4ª estrofe? – Confere com Romanos 8.38-39.
Estrofes 5 e 6: renovação do compromisso : O que quero entregar diariamente a Deus? O que peço a Deus, com palavras da 5ª estrofe? Que preces são feitas com a 6ª estrofe? – Veja também Romanos 6.4 e Romanos 12.1-2.

Baptizatus sum.

Em momentos difíceis de sua vida o reformador Martin Luther reportou-se a seu batismo. Depois de sua corajosa confissão na Dieta de Worms em 1521 ele havia sido proscrito, perdendo todos os direitos de cidadão. Amigos então lhe prepararam um refúgio no castelo de Wartburgo, onde ele passou a traduzir o Novo Testamento para a língua alemã. Porém, ele se sentiu perseguido de dúvidas a respeito de seu comportamento em Worms. –“Será que foi certo o que fiz?” ou “Será que Deus se agrada com a tradução da Bíblia?” Nestes momentos críticos ele recorreu ao fato de ter sido batizado. Diz a lenda que ele escreveu com giz sobre a sua mesa “Baptizatus sum!” Sou batizado. Pertenço a Deus. Com esta certeza não se dissolveram todas as dúvidas. Mas, acima de tudo valia agora a promessa de Deus “Chamei-te pelo teu nome. Tu és meu.” (Isaías 43.1). Sob esta promessa cada pessoa pode seguir seu caminho sem temor, mesmo que às vezes tome decisões erradas. “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Romanos 8.31). http://cms.bistum-trier.de/bistum-trier
 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Hino: 137. Fui em teu nome batizado
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Comentário ou reflexão sobre hino
ID: 28296
REDE DE RECURSOS
+
Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca.
Lamentações 3.25
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br