Gestão de Projetos Diaconais

Estudo

06/04/2008

A IECLB tem uma longa história de trabalhos diaconais ligados às suas comunidades. Muitos trabalhos começaram e continuam até hoje sendo desenvolvidos de forma comunitária, com grupos informais. Outros, no entanto, foram se especializando e se tornaram instituições diaconais.

Sabemos que a demanda e a necessidade de ações crescem assustadoramente, a sociedade não tem conseguido realizar todas as ações necessárias para dar conta dos problemas ou tem se mostrado ineficaz em muitas situações. Também é fato que o trabalho realizado por instituições governamentais e não governamentais tem se profissionalizado e com isso a gestão de projetos se torna algo indispensável em qualquer ação diaconal.

O que significam as palavras gestão de projeto diaconais?

Gestão de projetos pode ser definida como uma tarefa organizada, com características próprias, com início e término definidos, conduzida para atingir objetivos estabelecidos dentro de prazos e custo definidos. Os projetos diaconais são motivados pela graça e alegria por tudo que Deus tem feito por nós, abençoando-nos em nossas vidas. Esta alegria faz-nos sentir à vontade para promover a diaconia. Cristo ensinou, que só é possível o amor a Deus se este amor se estende ao próximo (1Jo 4.20). Ensinou também, pela sua prática, que amar ao próximo consiste numa ação que propicie dignidade humana e reintegração na sociedade (Mt. 9.35 ss). Um projeto diaconal pode ser entendido como uma iniciativa que visa proporcionar a melhoria da qualidade de vida de pessoas ou grupos, transformando situações de injustiça e sofrimento e capacitando as pessoas para assumirem seu lugar na sociedade como ser de direitos e deveres. O projeto diaconal também desperta os sentimentos de sensibilidade, solidariedade e cuidado do outro. Para que esta ação atinja seus objetivos é necessário que haja planejamento e, portanto, gestão.

O grande desafiou que temos pela frente como igreja é conseguir unir tudo isso na nossa prática, nas nossas ações.

Outro aspecto importante para a maneira como nos organizamos e planejamos nosso trabalho é refletir sobre as seguintes perguntas:

Qual a nossa missão?

Quais os objetivos do trabalho diaconal?

Que mundo estamos querendo construir e como isso transparece nas nossas ações?

Realizamos projetos que de fato vão ao encontro das necessidades daqueles que atendemos e quem nós priorizamos nas nossas ações?

O que fazemos de fato vai fazer diferença na vida dessas pessoas?

Trabalhamos para aumentar sua autonomia ou dependência da ação diaconal?

Não podemos, em nenhum momento, esquecer por quem e por que estamos ali, o que nos move e impulsiona a realizar aquelas ações.

Outra característica fundamental de uma boa gestão de projetos é uma prestação de contas clara, objetiva mostrando no que os recursos foram aplicados, objetivos alcançados e com isso garantindo a credibilidade do projeto. Não podemos perder de vista uma série de questões legais e administrativas que precisam ser respeitadas e que também nos darão esse suporte de credibilidade e transparência nas prestações de contas dos projetos.

Sabemos que cada vez se torna mais difícil a obtenção de recursos para a manutenção dos projetos existentes e criação de novos, por isto são importantes as diferentes parcerias que podemos estabelecer. Para isso precisamos estar atentos a todas as possibilidades e buscar maneiras novas e criativas de captar recursos. Precisamos envolver pessoas da comunidade, capacitá-las e motivá-las para tais ações. Outra forma de se envolver é participar de fóruns de discussão e ajudar a criar ou concretizar políticas públicas que beneficiam nossos projetos.

Nunca perdendo de vista que Cristo nos motiva a sermos meio de transformação, para a autonomia, liberdade e vida digna. Que nossas ações possam sempre estar perpassadas por esse entendimento.

 

Sugestão de atividade prática:

- Participantes reunidos em círculo.

- Oração.

- Solicitar para que uma ou mais pessoas leiam o texto em voz alta para todo o grupo.

- Dividir o grupo e grupos menores de aproximadamente seis pessoas e motivá-los a dialogar sobre o texto e identificar quais os trabalhos diaconais ou sociais que existem na comunidade e na cidade onde vivem. Fazer uma lista destes trabalhos.

- Em seguida motivar os grupos a organizar uma visita a um destes projetos, de preferência um que seja pouco conhecido pelo grupo.

- O grupo pode organizar algumas perguntas ou tópicos sobre os quais gostaria de conversar na visita à instituição ou projeto.

- Motivar o grupo para, durante a visita, identificar formas de como podem contribuir com esta instituição ou projeto.

- No próximo encontro do grupo, deixar um espaço para relatar as visitas e as impressões do grupo.

Diácona Leila Schwingel
Porto Alegre/RS
 


Autor(a): Leila Schwingel
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Estudo/Pesquisa
ID: 13667
REDE DE RECURSOS
+
Assim, outros carregam o meu fardo, a força deles é a minha. A fé da minha Igreja socorre-me na perturbação. A oração alheia preocupa-se comigo.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br