Hebreus 4.12-16 - 20º Domingo Após Pentecostes - 10/10/2021

30/06/2021

10/10/2021 – 20º Domingo Após Pentecostes
Pregação: Hebreus 4.12-16; Leituras: Amós 5.6-7,10-15; Marcos 10.17-31
P. Augusto Cesar Klug – Paróquia Luterana na Transamazônica - Rurópolis - PA

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
“Naquele dia, todos dirão: Ele é o nosso Deus. Nós pusemos a nossa esperança nele, e ele nos salvou.” Isaías 25.9
Acolhidos pela Palavra de Deus nesta (manhã, tarde, noite), quero também acolher você: Bom dia! /Boa tarde! / Boa noite! Recebemos o chamado por parte do Espírito Santo a fim de estarmos aqui para sermos animados, consolados e nutridos pela Palavra de Deus que cria, sustenta e anima a sua comunidade. Que este tempo na presença de Deus e de irmãos e irmãs seja especial.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
08 – LCI – Estamos aqui Senhor
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Nos reunimos em culto, por Deus é quem nos chama e quer nos servir. Nos reunimos em nome e na presença do Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. (+) Amém!
Assim como ar que não pode ser visto, mas é sentido. Assim temos a certeza de que aqui Ele está aqui presente e queremos adorá-lo. Convido que louvemos:

CANTOS DE INVOCAÇÃO
14 - LCI– Deus está presente
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Ao entrar em nossa realidade humana, Deus transformou nossa vida, que era manchada pela escuridão do pecado, em nova realidade de luz. Quem crê no Filho e segue a Ele, não voltará para a escuridão. Porém, a realidade do pecado ainda está em nós e entre nós, e precisamos lutar a fim de que a nossa natureza pecadora seja afoga, como dizia o Reformador Martinho Lutero, a fim de que a nossa natureza justificada possa fazer transparecer os sinais do Reino ali onde Deus nos coloca.
Convido para que de pé, a quem puder, nos voltemos ao Senhor em oração:
Misericordioso Deus, estamos aqui na tua presença para confessar as nossas culpas, o nosso pecado. Sabemos Senhor que somos pecadores e não agimos conforme o que nos ensina a tua Palavra. Quantas vezes deixamos de prestar auxílio às pessoas que necessitam. Quantas vezes nos desviamos do teu caminho que aponta para Cristo, nosso Salvador, nos achando autossuficientes para andarmos sozinhos. Quantas vezes tu esperas de nós um gesto de amor, de acolhida, respeito, e o que oferecemos é ódio, exclusão, intolerância. E pior do que isso, alimentamos políticas de exclusão com o falso argumento de cada um por ou que vença o melhor. Por tudo isso Senhor, queremos neste momento te pedir perdão, cantando:
Nº 31 – LCI – Tem misericórdia de mim

Ou: Nº ____________________________________________________

ANÚNCIO DO PERDÃO
“Buscai o Senhor e vivei” (Amós 5.6). A pessoa que busca a misericórdia do Senhor por meio da fé em Jesus Cristo, confessa em sinceridade o seu pecado, recebe de Deus o perdão e passa a viver em novidade de vida. Portanto, anuncio o perdão em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

KYRIE
O perdão oferecido por Deus nos liberta na ânsia de achar que o conquistamos por nosso mérito. O perdão é resultado da graça de Deus! Como comunidade reconciliada com Deus e entre si, somos chamados a orar, a clamar pelas situações de sofrimento (aqui pode ser incluído situações locais, bem concretas de sofrimento). Queremos assim, clamar:
60 - LCI– Tem piedade, Senhor
Ou: Nº ____________________________________________________

GLÓRIA IN EXCELSIS
Em sua infinita misericórdia, Deus nos oferece o seu o perdão através Jesus Cristo, e ouve o clamor de seu povo e responde em seu tempo, sarando, consolando e animando. A Deus redamos nosso louvor:
79 - LCI– Louvo, eu te louvo, ó Deus
Letra e melodia: https://www.luteranos.com.br/conteudo/louvo-eu-te-louvo-o-deus

Ou: Nº ____________________________________________________

ORAÇÃO DO DIA
Bondoso Deus, agradecemos-te pelo dom da vida, por este momento em culto. Em especial queremos te pedir que abra as nossas mentes, ouvidos e corações para ouvirmos a tua Palavra. Dá que teu Santo Espírito nos desacomode de nossos bancos, nos provoque a reflexão e desperte para uma fé justa, amorosa e cuidadosa. Que a tua Palavra, a tua viva voz, seja para nós um combustível para pratica dos teus ensinamentos em nosso dia-a-dia. Isto te pedimos por teu Filho Jesus Cristo que vive contigo e com o Espírito Santo de eternidade a eternidade. Amém

LITURGIA DA PALAVRA
“Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante que qualquer espada de dois gumes” é que queremos ouvi-la com atenção e permitir que em nós atue.

LEITURAS BÍBLICAS
Ouçamos a primeira leitura conforme o antigo testamento, a palavra de Deus de acordo com o profeta Amós.
1ª Leitura Bíblica: Amós 5. 6-7; 10-15

A segunda leitura para este culto, encontramos no Evangelho de Jesus Cristo, conforme o evangelista Marcos:
2ª Leitura Bíblica: Marcos 10.17-31.

Para receber a leitura do Evangelho, convido a nos colocarmos de pé e aclamar a leitura cantando aleluia:
Aclamação do Evangelho:
188 - LCI– Ale, ale, aleluia
Ou: Nº ____________________________________________________

2ª Leitura Bíblica: Marcos 10.17-31.


PREGAÇÃO
Amados irmãos, amadas irmãs, para a nossa reflexão, convido a ouvirmos a leitura da carta aos Hebreus, capítulo 4, versículo 12 até o 16.

Hebreus 4.12-16

Que a graça, a misericórdia e o amor do Trino Deus seja conosco hoje e sempre, amém!

Qual a relação que você tem com a bíblia? Você tem o hábito de ler ela todos os dias, de ler uma vez na semana, nos cultos por exemplo, ou então, apenas quando as coisas apertam? Não existe certo ou errado, mas o desejável é que tenhamos uma relação de intimidade com a bíblia. A leitura bíblica pode parecer complicada, precisando as vezes que se busque alguém que ajude com uma explicação. O ideal é que se faça isso com um irmão ou irmã na fé ou até mesmo com o ministro ou ministra. Esse ato de busca ajuda no entendimento da palavra de Deus me faz lembrar do encontro de Felipe com o funcionário Etíope. Felipe, ao ouvir a leitura que o funcionário fazia do livro do profeta Isaías, pergunta se ele entendia o que lia. O Etíope então responde: Como posso entender se ninguém me explica? Felipe é convidado e sobe na carruagem a fim de explicar o que dizia o texto do profeta Isaías e a relação com a obra salvífica de Cristo Jesus. Esse relato se encontra no livro de Atos. 8.26-40.
Esse encontro de Felipe com o Etíope tem um desfecho impressionante! Após receber a explicação e movido pelo Espírito de Deus, o Etíope diz para Felipe que ele tem o desejo de ser batizado. E o seu desejo se concretiza. Ele é batizado e sua vida é transformada. Diz o texto que o funcionário Etíope segue viajem cheio de alegria.
Afinal de contas, por que trago esse relato? Trago essa passagem por que ela nos lembra o poder que a palavra de Deus tem em nossa vida, na vida da comunidade, na sociedade.
Na leitura o livro de Hebreus que acabamos de fazer, o versículo 12 diz: “Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas”.
Sim, a palavra de Deus é poderosa em nossa vida, em nossa comunidade e na sociedade. Porém, a Palavra de Deus, que temos acesso por meio da Bíblia, por vezes não é aceita, não é bem-vinda. Exemplo de que ela não é bem-vinda é a vida e obra de Jesus. Jesus por não ser compreendido como o próprio Deus e como a manifestação da mensagem do Reino de Deus, é perseguido, preso e morto. A palavra de Deus é contrária as formas de exclusão, ódio, injustiça, desrespeito com as pessoas economicamente frágeis. A voz de Deus tem como objetivo repreender aqueles e aquelas que se afastam de sua vontade, chama para o arrependimento, oferece a graça como presente de reconciliação e desafia para uma nova vida.
A palavra de Deus quer atingir a nós em três âmbitos: Em nossa vida, na comunidade e na sociedade. E claro, o seu agir não acontece nessa ordem, pois o Espírito Santo age onde quer e como quer.
A palavra de Deus em nossa vida: Assim como aconteceu com o funcionário Etíope, a voz de Deus quer agir em nosso coração afim de que nossa vida, nossos costumes, nossas práticas, nosso jeito de nos relacionarmos com o nosso semelhante e com a criação, sejam sinal visível de que Espírito Santo de Deus habita em nós a partir do batismo. Mas, claro, diariamente lutamos com a nossa velha pessoa, o pecado que ainda exerce influência em nossa vida e a todo momento o maligno busca espaço para atacar. Porém, se nossa vida está baseada na palavra de Deus e na oração, temos nelas a força para lidar com os momentos de tentação e o Espírito de Deus nos ajuda nas horas de tormento.
A palavra de Deus na comunidade: A comunidade cristã surge a partir da palavra criadora de Deus, que ao enviar o Espírito Santo, encoraja, anima, fortalece e desafia para a missão. A palavra de Deus no seio da comunidade, também é palavra que repreende as formas de conflito, os discursos e práticas de exclusão, chama a reconciliação e desafia para a caminhada conjunta, respeitando as diferenças. Comunidade que vive a partir da voz de Deus, é comunidade que não busca anestesiar as dores se distanciando delas, mas cuida dos ferimentos a fim de buscar a libertação e vida digna.
Pergunto: Somos e vivemos como comunidade guiada pela voz de Deus, ou estamos cada qual, como diz o ditado, puxando o assado para o nosso lado?
Por fim, a palavra de Deus na sociedade: Quando falo da palavra de Deus na sociedade, não tenho a intenção de fazer, como alguns fazem, defender um Deus acima de todos. Afinal, a constituição brasileira diz claramente que o Brasil, enquanto Estado, é um país onde todas as religiões podem viver em harmonia. Na verdade, falo de um Deus que vem a partir de baixo, um Deus que se revela em nossa sociedade tão doente, carente e machucada. Existem muitas formas de se fazer política que são contrárias à vida, a dignidade humana e o cuidado com a criação. A palavra de Deus na sociedade, é a palavra que transformou a minha, a sua vida, afinal, temos um sumo sacerdote, ou seja, Jesus Cristo que de uma vez por todas, entrou no santo dos santos e se ofereceu como sacrifício vivo a fim de que os nossos pecados fossam perdoados. Portanto, somos libertos pela graça de Deus, mas comprometidos com mundo que nos cerca. A voz de Deus na sociedade é a palavra que mudou o jeito de ser da comunidade e por isso, é palavra que muda as relações que criamos em sociedade. Somente permitindo que Deus transforme nossa vida, a da comunidade, é que poderemos sonhar e trabalhar por uma sociedade justa, fraterna, democrática. Talvez você possa pensar que isso seja impossível. Porém, não se esqueça: Para Deus, nada é impossível! Permita a voz de Deus ressoar em seu coração, em sua mente. Permita, a voz de Deus trabalhar na vida da comunidade e a assim, tornaremos, nem que seja apenas a nossa casa, uma sociedade onde Deus habita. Ali, na sua casa, será um princípio do reino de Deus.

HINO
609 – LCI – Palavra não foi feita para dividir
CONFISSÃO DE FÉ
Confiantes na Palavra de Deus, que transforma, afasta o medo e anima para o servir, queremos confessar a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
476 – LCI – Como dar graças?
ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...
LITURGIA DE DESPEDIDA
AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que Deus te abençoe te guarde, que Deus faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti, que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te de a paz. Amém.
ENVIO
Sigamos em paz e sirvamos ao Senhor com gratidão e alegria. Amém!
CANTO FINAL
299 – LCI – Diante dos teus pés.
 


Autor(a): Pastor Augusto Cesar Klug
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 63508
REDE DE RECURSOS
+
Deus, ao atender uma oração, atende-a de modo maravilhoso e rico, assim que o coração humano é por demais apertado para poder compreendê-lo.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br