Hedwig von Redern (1866-1935)

Obra e Biografia

29/06/2012

Hedwig von Redern (1866-1935) HPD nº 169

Nasceu em 23 de abril de 1866 em Berlim, Alemanha Faleceu aos 22 de fevereiro de 1935 em Berlim, Alemanha

Após a morte inesperada do pai (1886) e a destruição por fogo das centenárias propriedades da família em Wandsdorf, na Comarca de Brandenburgo, Hedwig teve que abandonar a terra onde ela foi criada. Ela mudou com a mãe e os irmãos para Berlim. Ali foi convidada pelo teólogo evangélico e poeta Conde Andreas Bernstorff (1844-1907) a colaborar na Escola Dominical, que foi realizada no porão da casa dele. Sem preparo especial, mas com coragem, Hedwig contou histórias bíblicas às crianças de ruas de Berlim. Ela achou emprego no hospital municipal Moabit. Ali visitava os doentes e distribuiu raminhos de flores, conversava com os acamados sobre seus problemas, e cantou para eles hinos cristãos. Em casa orava regularmente pelos doentes. E para os funcionários do hospital realizou estudos bíblicos na casa da Sociedade de Jovens Cristãos.

Nesta época nasceu a poesia Hier hast du meine beiden Hände (EG, 18ª ed., nº 454) = As minhas mãos a ti estendo que está em nosso hinário HPD, na seção Santificação, Discipulado, Serviço sob nº 169 (traduzido por Lindolfo Weingärtner), com melodia de Paul Sonderhaus1(1880-1958). Este hino reflete algo característico da vida de Hedwig von Redern: Fazer a vontade de Deus, confiar nele sempre, e servir ao próximo, apesar de experimentar medo e angústia no vale escuro desta vida.

Certo dia, Hudson Taylor (1832-1905), o fundador da Missão na China, chegou a conhecer Hedwig von Redern e disse: E´ disso que precisamos – corações maternais para nossos homens. Alegro-me com este pioneirismo. Como tal pioneira ela se dedicou também, a pedido do General von Schulzendorf, à missão entre os funcionários da polícia e suas esposas, criando a Schutzmannstunde (Hora de estudo bíblico para os Guardas). Estes encontros realizaram-se numa sala vazia da Fábrica de Laticínios Bolle no Bairro Moabit. Hedwig alegrou-se que nestes estudos não só participaram os evangélicos de variadas linhas, mas também pessoas católicas. Além disso Hedwig é uma das co-fundadoras do Frauenmissionsgebetsbund da Alemanha (união de senhoras que oram pela Missão). - Após prolongada doença ela faleceu em Berlim no ano 1935. –

Hedwig von Redern era uma das mais produtivas escritoras de literatura cristã de sua época. Um outro hino dela, muito cantado nos grupos de OASE, nos anos quando se falava ainda alemão, é Weiß ich den Weg auch nicht, du weißt ihn wohl; das macht die Seele still und friedevoll (Ainda que eu não conheça o caminho, tu o conheces; isto me dá tranqüilidade e paz).

Fonte: Sigrid Fillies-Reuter, em BBKL, Volume VII (1994), Colunas 1462-64. www.bautz.de/bbkl e uma Fotocópia em língua alemã, sem indicação de título ou autor.

Nota: 1Paul Sonderhaus (1889-1958) autor da melodia de HPD nº 169 “As minhas mãos a ti estendo” era topógrafo em Breslau, Presidente do CVJM e dedicado a música.
 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Autor Letra
ID: 15643
REDE DE RECURSOS
+
Deus nos conhece completamente.
2Coríntios 5.11
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br