Igrejas celebram 500 anos da Reforma Luterana - Lajeado/RS

A manhã foi de celebração entre cristãos da IECLB e IELB

31/10/2017

Aproximadamente 300 cristãos participaram do evento realizado pelas duas igrejas Crédito: Renata Leal
Pastor Sinodal Gilciney Tetzner enfatizou a redescoberta da graça, do amor de Deus, da centralidade e da palavra de Cristo Crédito: Renata Leal
Na imagem a Comissão dos 500 anos da Reforma Luterana, responsável por todas as festividades alusivas a data Crédito: Renata Leal
Na recepção do evento jovens do Ensino Confirmatório da IECLB estavam vestidos de Lutero com a esposa Catarina e os filhos Crédito: Renata Leal
1 | 1
Ampliar

 

E a data tão esperada chegou. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) e a Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB) celebraram nessa terça-feira (31) pela manhã no Centro Comunitário Evangélico os 500 anos da Reforma Luterana. O evento contou com a participação dos coros da IECLB e IELB, individuais e conjuntas, além de um grupo de teatro da IELB. O Pastor Sinodal Gilciney Tetzner dirigiu a mensagem como palestrante. Na abertura do evento, jovens do Ensino Confirmatório fizeram a acolhida interpretando Martim Lutero, a esposa Catarina de Bora e os filhos. No encerramento entregaram maçãs para os aproximadamente 300 cristãos participaram da celebração. 

Após, cada um levou seu alimento e bebidas para um almoço compartilhado nas dependências do Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat). Depois o momento foi livre para confraternização.

Para o Pastor do Sínodo do Vale do Taquari Gilciney Tetzner foi um momento histórico para a fé e um privilégio celebrar os 500 anos da Reforma, afinal nenhuma geração fez isso e nenhuma fará novamente. “Fico feliz que conseguimos fazer muitos eventos alusivos a Reforma no Vale do Taquari e que a mídia está celebrando os 500 anos. O mais importante é que no Sínodo do Vale do Taquari todas as paróquias fizeram algum evento alusivo a Reforma”, destaca o Pastor, afirmando que nesse dia 31 de outubro os municípios de Teutônia, Estrela, Bom Retiro do Sul e Roca Sales realizaram celebrações desde inauguração de placas, monumentos, bustos e cultos. “Toda a programação contou com criatividade e deixando algo que marque no futuro. Queríamos isso, celebrar 500 anos da Reforma, celebrar a graça e o amor de Deus que foram redescobertos por Lutero”, diz.

Tetzner afirma que não se comemora simplesmente o conflito que aconteceu no século 16, mas que ainda hoje é possível escutar e testemunhar do amor da graça de Deus e ter acesso a palavra. O Pastor realizou um misto entre pregação e palestra, enfatizando a redescoberta da graça, do amor de Deus, da centralidade e da palavra de Cristo, fazendo uma analogia. “Lutero disse que se o mundo acabasse amanhã, hoje ele plantaria uma macieira. O mundo de Lutero terminou e veio um novo mundo. A macieira dele ficou e estamos colhendo os frutos. A reflexão é saber qual macieira estamos plantando e o que vai ficar para o mundo que será formado para a próxima geração?”, conta o Pastor, apontando a reflexão de qual igreja se quer ser e o que testemunhar nos próximos 500 anos.

31 de outubro – Dia da Gratidão

O Pastor da IECLB Eric Peter Nelson acredita que a palavra gratidão sintetiza os 500 anos da Reforma Luterana, completados nessa terça-feira. Segundo ele, é preciso ter gratidão pelas pessoas que participam dos encontros, gratidão pelo significado dessa data histórica e também por compartilhar com as pessoas não só na cidade, mas no país e mundo, a alegria de ser cristão luterano e ter orgulho de fazer parte desse legado da Reforma com humildade, responsabilidade e também olhando para os outros cristãos ao redor, sendo gratos pela história luterana. “O nosso grande desafio é que os 500 anos não fiquem apenas no passado, mas que sejam um impulso realmente para sermos igreja luterana que ocupe espaço e procure fazer a diferença no Brasil e no mundo”, conta.

Conforme o Pastor da IELB Mário Hartmann é preciso lembrar que a Reforma Luterana é um momento especial de gratidão a Deus porque ela é um retorno à palavra de Deus, um parar para ouvir, seguir conceitos, valores e orientações porque Deus em Cristo trouxe a libertação da realidade da condenação eterna. Segundo o Pastor, Cristo garante uma vida na presença dele em todos os momentos, dá o privilégio de adorar a Ele por tudo que fez em primeiro lugar. “A Reforma é uma volta para a palavra de Deus, para Cristo e sabemos que mesmo o feriado sendo bom, temos algo muito mais grandioso que uma simples folga, que é louvar e agradecer a Deus por todas as bênçãos”, diz o Pastor, afirmando que é preciso agradecer todos os dias.

O regente do coro da IECLB Ingo Schreiner conta que estava se preparando para essa celebração há muito tempo por estar envolvido com toda a programação, também pelo Sínodo. O coro da IECLB participou de cinco cultos com hinos de Lutero. “Nosso coro esteve envolvido nas celebrações e resgatou as músicas da época de Lutero que são muito interessantes. Meu sentimento nesse momento é de estar junto, participar, ser solidário, me sentir fazendo parte de um grande grupo e fazendo meu trabalho com amor”, diz o regente.

Reforma Luterana

A Reforma Luterana foi um movimento de caráter religioso que ocorreu na Alemanha no século XVI, liderado por Martim Lutero. O movimento criticava ações da Igreja Católica e propôs novos caminhos para o cristianismo, resultando na criação da Igreja Luterana. A Reforma Luterana teve forte apoio da nobreza da Alemanha que desaprovou o capitalismo e a utilização do dinheiro.

No ano de 1517, há 500 anos, Lutero fixou as 95 teses na porta da igreja de Wittenberg. As teses criticavam a venda de indulgências, questionavam o poder papal e algumas práticas católicas, além de propor uma ampla reforma religiosa.

COMUNICAÇÃO
+
ECUMENE
+
Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca.
Lamentações 3.25
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br