Isaías 5.1-7 - 18º Domingo Após Pentecostes - 04/10/2020

Caderno de Cultos 2020 - Sínodo Mato Grosso

04/10/2020

04/10/2020 - Décimo Oitavo Domingo após Pentecostes
Pregação: Isaías 5.1-7; Leituras: Salmo 80.7-14;
Filipenses 3.4b - 14 e Mateus 21.33-46
Autor: Pastor Ivo Schoenherr – Paróquia: Cuiabá - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia / Boa noite. Sejam todos e todas bem-vindos a nossa celebração. O lema deste domingo é uma proposta do autor da carta aos hebreus. Ele se propõe e também propõe para todos nós “Ó Deus, eu falarei a respeito de ti aos meus irmãos e te louvarei na reunião do povo” (Hebreus 2.12). É por isso que estamos reunidos agora aqui em culto de comunidade. Queremos falar e ouvir da bondade e misericórdia de Deus e louvá-lo por seu imenso e incondicional amor.

Temos visitantes? (Após apresentação). Sejam todos bem-vindos.

CANTO DE ENTRADA
Nº 6 – Livro de Canto da IECLB – Aqui você tem lugar.

Ou: Nº __________________________________________
SAUDAÇÃO
Celebramos este culto em nome de Deus amoroso, em nome de Jesus Cristo, misericordioso e em nome do Espírito Santo animador.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 14 – Livro de Canto da IECLB – Deus está presente.

Ou: Nº ____________________________________________________
CONFISSÃO DE PECADOS

Motivação: O povo de Israel já sabia da importância de reconhecer e confessar os seus pecados. Por isso, encontramos no livro de Provérbios 28.13 a seguinte verdade: “Quem tenta esconder os seus pecados não terá sucesso na vida, mas Deus tem misericórdia de quem confessa os seus pecados e os abandona”. O reconhecimento e a confissão dos pecados resultam na misericórdia de Deus que nos perdoa e traz vida plena. Por isso, vamos com toda a humildade e sinceridade confessar os nossos pecados. Assim, vamos deixar um tempo de silencio para cada um e cada uma fazer a sua confissão de pecados pessoal e receber o perdão de Deus.

Confissão de pecados pessoal: momento de silencio.

Confissão comunitária: com o canto Nº 44 – Livro de Canto da IECLB – Perante ti.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Assim nos responde o Senhor conforme o testemunho de 2 Crônicas 7.14: “então, se o meu povo, que pertence somente a mim, se arrepender, abandonar os seus pecados e orar a mim, eu os ouvirei do céu, perdoarei os seus pecados” (2 Crônicas 7.14). Por isso, anunciamos a todos vocês que confessaram os seus pecados com humildade e sinceridade, o perdão dos pecados em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

KYRIE

Motivação: “Tu, Senhor, ouves a súplica dos necessitados; tu os reanimas e atendes ao seu clamor”.
Salmos 10:17 Deus ouve e atende ao clamor dos necessitados. Vamos clamar a Deus por todos os necessitados e sofredores na certeza que vai nos ouvir e atender ao clamor dos sofredores. Lembramos neste momento especialmente das famílias que perderam entes queridos por causa da pandemia do corona vírus, que perderam o emprego e ficaram sem um sustento digno para suas famílias. Vamos fazê-lo com uma oração cantada.

Oração de clamor: Nº 56- Livro de Canto da IECLB – Pelas dores deste mundo.

GLÓRIA IN EXCELSIS

Motivação: Deem graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre. (Salmo 136.1). Deus nos trata com muita bondade e misericórdia. Nós o percebemos todos os dias através do seu perdão e da sua providencia das nossas necessidades. Mas lembramos sobretudo da grande graça de Deus que nos deu a salvação em seu Filho Jesus Cristo. Vamos agradece-lo com uma oração cantada:

Oração de glorificação: Nº 472 – Livro de Canto da IECLB – Graças, Senhor, eu rendo.

ORAÇÃO DO DIA
Querido, bondoso e misericordioso Deus. Estamos aqui reunidos como tua comunidade, agradecidos pelo perdão e por teres ouvido o nosso clamor. Alimenta-nos agora com a tua Palavra, pois só através de teu amor, que a tua palavra nos comunica, podemos enfrentar com confiança as nossas dificuldades e problemas e sermos animados para viver e lutar pelo teu Reino. Concede-nos o teu Santo Espírito para aceitarmos com alegria a tua mensagem que nos desafia para vivermos como teus filhos e tuas filhas neste teu mundo. Por Jesus Cristo, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina eternamente. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

(Anunciar e efetuar a leitura)
LEITURA BÍBLICA: Filipenses 3.4b-14.

(Depois da leitura acolher a Palavra com um canto)
CANTO: Nº 168 - Livro de Canto da IECLB – Vede que grande amor.

(Anunciar a leitura do evangelho e preparar para a leitura com um canto)
CANTO: Nº 185 - Livro de Canto da IECLB – Aleluia.

(Efetuar a leitura do Evangelho)
LEITURA DO EVANGELHO: Mateus 21.33-46.

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 580 – Livro de Cantos da IECLB – O povo de Deus.

PREGAÇÃO
O nosso Brasil é considerado o celeiro do mundo. Aqui se produz do sul ao norte, do leste ao oeste todo que é tipo de cereais, frutas, legumes, verduras etc. Entre tantos tipos de produção agrícola, em muitas regiões do nosso Brasil também se produz uvas e seus derivados como vinhos, vinagres, geleias e sucos. Pelo meu conhecimento se produz uvas na serra gaúcha, no vale do rio São Francisco e no estado em Primavera do Leste, Nova Mutum, Chapada dos Guimarães e São Pedro da Cipa. Conheço muito pouco sobre a plantação e os cuidados com um parreiral ou vinha. Talvez alguém de vocês aqui presente possa nos ajudar e trazer algumas informações sobre a plantação e os cuidados com um parreiral. Tem alguém? (Deixar alguém com conhecimento se houver falar um pouco).
O povo de Israel, tanto no tempo do Antigo Testamento como também no tempo de Jesus, sempre produziu muitas uvas. Havia muitos parreirais ou vinhas / videiras, como dizem os textos bíblicos. Por isso, a figura da vinha e da videira aparece em muitos textos como comparação para o povo de Deus, no Antigo Testamento como o povo de Israel e no Novo Testamento como povo de Cristo, a igreja. O próprio Jesus usou muitas vezes a videira como comparação. Inclusive consigo mesmo quando ele, conforme João 15.1,5 diz: Eu sou a videira verdadeira e meu pai é o agricultor. E vocês são os ramos.
Os profetas, apóstolos e o próprio Jesus sempre usaram de situações da vida, de exemplos e de imagens da vida, para falar de Deus e da sua relação conosco. Assim, como povo de Deus somos comparados nos textos bíblicos, ao corpo humano, a uma construção, ao rebanho de ovelhas, vinhas, sementes etc. O objetivo dessas comparações sempre é falar da nossa relação com Deus, comunicar o amor de Deus e a sua vontade para a nossa vida.
Assim, temos um texto hoje do profeta Isaías que usa esta comparação: a vinha como povo de Deus, no caso povo de Israel. Vamos então ouvir o que nos diz o profeta Isaías 5.1-7.
A parábola da vinha (Isaías 5.1-7)

1. Agora cantarei ao meu amado o seu cântico a respeito da sua vinha. O meu amado teve uma vinha numa colina fértil. 2. Ele cavou a terra, tirou as pedras e plantou as melhores mudas de videira. No meio da vinha ele construiu uma torre e fez também um lagar. Ele esperava que desse uvas boas, mas deu uvas bravas. 3. “E agora, ó moradores de Jerusalém e homens de Judá, peço que julguem entre mim e a minha vinha. 4. Que mais se podia fazer à minha vinha, que eu não lhe tenha feito? E como, esperando eu que desse uvas boas, veio a produzir uvas bravas? ” 5. “E agora lhes darei a conhecer o que pretendo fazer com a minha vinha: vou tirar a cerca que está ao redor, para que a vinha sirva de pasto; derrubarei o seu muro, para que ela seja pisoteada. 6. Farei dela um lugar abandonado; não será podada, nem cavada, mas crescerão nela espinheiros e ervas daninhas. Também darei ordem às nuvens para que não derramem chuva sobre ela. ” 7. Porque a vinha do SENHOR dos Exércitos é a casa de Israel, e os homens de Judá são a planta preferida do SENHOR. Este esperava retidão, mas eis aí opressão; esperava justiça, mas eis aí clamor por causa da injustiça.

A mensagem aqui nos é apresentado como um canto. Quem canta? O profeta Isaías. Para quem canta? Para o amado Deus conforme v 1 e 7. Mas também e sobretudo para o povo de Israel, o povo de Deus naquele tempo: v.3 moradores de Jerusalém e homens de Judá.

Qual a mensagem do canto?

Em primeiro, lugar fala da ação amorosa de Deus pelo seu povo. Assim como o dono da vinha cuidou da sua parreira Deus cuidou do seu povo com muito amor e cuidado: Diz o texto: “O meu amado teve uma vinha numa colina fértil. Ele cavou a terra, tirou as pedras e plantou as melhores mudas de videira.

No meio da vinha ele construiu uma torre e fez também um lagar”. Eis o anuncio do profeta: Deus ama o seu povo, cuida dele e o protege no seu caminho. Podemos ver isso na história de Israel: saída do Egito, travessia do deserto e a vida na terra nova.

O que o dono da vinha esperava de sua plantação? O texto diz: “Ele esperava que dessas uvas boas. Mas o que o dono da plantação colheu? O texto diz: “mas deu uvas bravas”. O que Deus esperava do seu povo? O texto diz: “Este esperava retidão; esperava justiça. Mas qual foi a resposta do povo? Mas eis aí opressão; mas eis aí clamor por causa da injustiça”. O povo de Deus abandonou o amor de Deus e não praticou a vontade de Deus: retidão e justiça. Mas praticou opressão e injustiça. Eis a denúncia do profeta. O povo não correspondeu ao amor de seu Deus.

Hoje nós somos o povo de Deus. Qual o recado que este texto quer passar para nós?

Em primeiro lugar, quer nos lembrar do amor de Deus por nós. Hoje nós somos a videira de Deus. Ele cuida de nós porque nos ama. Este amor ele demonstrou concretamente em seu filho Jesus Cristo. João 3.16 o expressa assim: Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito para que todo o nele crê tenha a vida eterna. E nós nos tornamos parte desta ação amorosa de Deus quando somos batizados. Em primeiro lugar, somos lembrados que Deus nos ama muito. Cuida de nós. Indica-nos o caminho para a vida verdadeira que acontece no discipulado de Jesus Cristo.

Mas, ao mesmo tempo, o profeta Isaías nos desafia para olharmos para nós mesmos, para a nossa comunidade, para a nossa igreja e nos perguntarmos se somos de fato gratos a Deus pelo seu amor e fazemos aquilo que ele espera de nós.

Por isso, lançamos algumas perguntas que irão nos ajudar nesta reflexão: Eu, como cristão, sou um discípulo correto e honesto nas minhas falas, atitudes e ações? Eu, como cristão, sou um discípulo justo nas relações com as pessoas da minha família, da minha comunidade, da minha cidade e do mundo? Pensando agora concretamente nos acontecimentos destes últimos dias. Diante da pandemia do corona vírus eu cuido para que não haja transmissão dessa doença para meus semelhantes, quer seja em minha casa, na comunidade, no trabalho ou na rua? Quais são as minhas falas e atitudes diante da discriminação racial que neste momento aflorou de uma forma tão intensa nos Estados Unidos com a morte de um negro por um policial branco ou no nosso Brasil com ação violenta da polícia que resultou na morte de um menino de 14 anos dentro de sua própria casa? Como nós agimos como comunidade e como igreja diante da discriminação racial, étnica, de gênero e etária? Como nós agimos como comunidade e igreja na luta pelo direito a saúde para todas as pessoas? Como nós agimos na luta por inclusão social de todos? O amor de Deus por nós nos chama para o amor a Deus e ao próximo. Cuidados mútuos com a saúde e inclusão social são frutos do amor.

Percebo que há momentos e situações em que nós nos manifestamos e engajamos na luta por acesso a vida digna para todas as pessoas. Mas percebo também que há momentos e situações em que nós nos calamos e silenciamos diante de injustiças e opressões. Deus em Jesus Cristo espera de todos a pratica do amor ao próximo, no caso a prática da retidão e da justiça. Deus nos ama, perdoa e permite sempre um novo início na caminhada. Vamos olhar com sinceridade para nós mesmos, avaliarmos as nossas falas e atitudes e ver onde podemos nos envolver mais ainda na causa do Reino de Deus como nossa resposta de gratidão ao amor de Deus por nós. Amém.

HINO
Nº 565 – Livro de Cantos da IECLB – Diaconia.

CONFISSÃO DE FÉ
Motivação para Confissão de fé.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 477 – Livro de Cantos da IECLB – Obrigado, Pai Celeste.


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________

Amado e misericordioso Deus.
Nós te agradecemos porque sempre de novo vens ao nosso encontro nos amando, perdoando e dando novas chances. Obrigado porque nos chamaste para sermos teus discípulos e fazermos parte da vinha, do teu povo. Obrigado pela salvação em Jesus Cristo. Obrigado pela nossa família, comunidade, amigos e companheiros de trabalho.
Nestes últimos meses passamos por dificuldades como consequência da pandemia. Foi necessário distanciamento e isolamento físico. Passamos por dificuldades no trabalho. Passamos por dificuldades porque não podemos nos reunir fisicamente em comunidade. Mas ao mesmo tempo fizeste perceber que o amor não se limita apenas ao contato físico, mas que há muitas outras formas de expressar o nosso amor. Também fomos desafiados para rever os nossos valores e perceber o que realmente importa na nossa vida. Que a partir dessas dificuldades possamos crescer cada vez mais na fé, na esperança e no amor.
Ajuda as lideranças de todo o mundo a perceber o grito de socorro das pessoas excluídas, discriminadas e oprimidas. Ajuda a nossa comunidade a testemunhar o teu amor por todos de forma concreta com nossas atitudes amorosas, gentis e de inclusão. Ajuda-nos a viver em retidão e justiça.

PAI NOSSO
Pai nosso ...
LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
BÊNÇÃO
Sacerdotal (Números 6.24-26)

ENVIO
Vão na paz e no amor de Deus. Sirvam com alegria e com amor.

CANTO FINAL
Nº 33 – Livro de Cantos da IECLB – Vaso novo.


Autor(a): Pastor Ivo Schoenherr
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 18º Domingo após Pentecostes
Testamento: Antigo / Livro: Isaías / Capitulo: 5 / Versículo Final: 7
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2020
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 58418
REDE DE RECURSOS
+
O Senhor te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos.
Isaías 58.11
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br