João 12.1-8

Caderno de Celebrações 2019 - Sínodo da Amazônia

06/03/2019

Textos Bíblicos: 1ª leitura Isaias 43. 16- 21; 2ª Leitura Filipenses 3. 4b-14; Prédica João 12. 1- 8.
Caderno de culto para o ano de 2019
Mês 03/2019
Ministra: Diaconisa Siglinda Braun Schliwe

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA

Bom dia/Boa noite. Sejamos todos e todas bem vindos/as. Saúdo a vocês com um versículo bíblico que nas senhas diárias temos como lema para o mês de março deste ano. As Palavras são de I Samuel 7. 3 que nos dizem o seguinte: “Dediquem-se completamente ao Senhor e adorem somente a ele.” Que o Senhor Deus, criador de tudo e de todos nos anime neste culto, e que a sua palavra seja o verdadeiro sustento para a nossa vida.
Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA

N.º 58 – ENE – O nosso encontro vai ser abençoado
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO

Estamos reunidos aqui neste culto, em nome de Deus, o que é para nós como um Pai bondoso e Criador; em nome de Jesus Cristo, Filho unigênito de Deus e nosso Salvador, e em nome do Espírito Santo, a força que nos santifica, que nos empurra e move para a Vida. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO

242 – ENE – Vento que anima
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Estimados e estimadas. O Apóstolo Paulo nos lembra em Romanos 6.23, que o salário do nosso pecado que cometemos, sempre de novo, é a morte. O pecado nos afasta de Deus. Por isso, sempre de novo, é importante que necessitamos do amor de Deus, da sua graça e da misericórdia, para que a nossa comunhão seja restabelecida com Ele e com a pessoa próxima. Vamos agora chegar a Ele e Orar e confessando a nossa culpa, os nossos pecados.
Bondoso e eterno Deus. O teu olhar está sempre acompanhando com muito amor e cuidado a nossa vida. Tu sabes tudo sobre nós. Tu nos conheces. Sabes quem somos, o que somos e o que temos. Por estares presente em nossas vidas também sabes que em muitos momentos não andamos segundo o teu querer, quantas vezes deixamos de andar no teu caminho e permitimos que o nosso orgulho, o nosso egoísmo e a nossa vontade prevaleçam sobre a tua vontade. Também sabes que o nosso testemunhar o Evangelho é fraco. Desta forma, ao invés de semearmos sinais do teu reino entre nós, semeamos a ganância, o ódio, o individualismo, a discórdia e a desunião. Por estes e outros pecados que estão calados dentro de nós é que clamamos por tua misericórdia e graça; restabelece em nós a comunhão contigo e com o nosso próximo. Desejamos ir ao teu encontro novamente. Faze de nós teus instrumentos de anúncio do teu evangelho, e que em palavras e com o nosso jeito de viver a vida no dia-a-dia possamos ser um bom perfume de Cristo. Em nome de Jesus Cristo teu filho amado é que nós oramos e confiamos. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO

Deus fala a nós palavras duras, palavras de juízo sobre todas as pessoas, todas são pecadoras, mas também fala da graça de Deus, fala do amor e da misericórdia. A graça está aí para todos e todas que buscam o Senhor e confessam o seu pecado e se arrependem com sinceridade. Se por um lado ouvimos que o salário do nosso pecado é a morte, por outro lado também ouvimos em Romanos capítulo 6 e a segunda parte do versículo 23 o seguinte: “...mas o presente gratuito de Deus é a vida eterna que temos em união com Cristo Jesus, o nosso Senhor.” Crendo nestas Palavras com firmeza e convicção, recebamos o perdão e o amor de Deus manifestado em Cristo Jesus nosso Senhor. Amém

KYRIE Agora temos um momento muito especial para trazer diante de Deus as dores e os sofrimentos das pessoas. Estes sofrimentos são uma consequência da falta de cuidado para com o ser humano e para com a natureza. Falta a Paz perto de nós e longe de nós. Clamemos a Deus cantando: Pelas dores deste mundo

GLÓRIA IN EXCELSIS

Com alegria, por Deus nos dar o seu perdão, por nos dar a sua Paz, por ouvir também os nossos clamores e nos servir com a sua palavra, queremos glorificar o teu Santo nome cantando Glória a Deus nas alturas: Glória, glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.

ORAÇÃO DO DIA

Bondoso, querido e amado Deus, és nosso Pai, por isso te damos graças. Estamos alegres por podermos estar aqui, neste culto para o qual tu nos convidastes. Te rendemos graças mesmo que, às vezes, com os nossos olhos não conseguimos enxergar o teu querer e nem os teus planos para conosco, mas tu vens mesmo assim ao nosso encontro querendo nos libertar, vens alimentar a nossa fé e fortalece-la pela tua Santa Palavra. Louvamos-te por que as tuas Palavras são sábias e são para a Vida eterna. Transforma-nos e molda-nos para que a tua vontade se cumpre em nós. . Isto nós te pedimos em nome do teu filho amado que vive e reina de eternidade a eternidade Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

Nos preparemos para ouvir as leituras bíblicas cantando o

Hino 195 ENE: A tua Palavra é semente

LEITURAS BÍBLICAS

1ª Leitura Bíblica: Isaías 43.16-21;

2ª Leitura Bíblica: Filipenses 3.4b-14;

3ª Leitura Bíblica: João 12.1-8;
Vamos repetir o refrão do HINO 195 cantando: “A tua Palavra, a tua palavra a tua Palavra Senhor, atua Palavra a tua Palavra a tua Palavra é amor

PREGAÇÃO

Que a graça e a paz de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com todos nós. Amém.
Querida comunidade. Nós estamos numa época muito especial estamos no tempo da Quaresma. O que significa quaresma? Significa tempo de preparação para a Páscoa, quando comemoramos a ressurreição de Jesus. São quarenta dias onde somos levados a refletir sobre a nossa vida, somos levados à reflexão e ao profundo arrependimento. Podemos dizer que somos chamados e chamadas à conversão. São dias de renovação daquilo que precisa ser renovado dentro de nós e assim vivendo de modo mais profundo o que recebemos de Deus no nosso batismo.
Quaresma também é tempo especial para pensar sobre o sentido da nossa vida, sim, a nossa Vida é dádiva de Deus, Ele nos fez e dele somos. Sendo assim, temos a chance e possibilidade de dar um novo rumo, um novo foco, ou seja, uma nova direção para a nossa vida. A vida com a qual Deus nos presenteou é muito preciosa, tão preciosa que Deus envia o seu próprio Filho para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. No entanto, neste caminho do Crer, no caminho da fé, nós sempre de novo precisamos de orientações, precisamos da Palavra de Deus para nos orientar, precisamos buscar sempre mais e mais de direção. Não podemos achar que na vida fé e na prática do amor estamos prontos ou prontas. Diariamente precisamos parar, desacelerar a nossa vida e permitir que Deus em Jesus tome a direção da nossa caminhada. Esta direção nos é dada pelo Espírito Santo. Sem esta, sem o Espírito Santo a nossa vida é como um barco perdido em alto mar. É um barco sem rumo, sem uma bússola para orientar.
O povo de Deus, por muitas vezes em sua história encontrou-se perdido sem rumo, sem direção, não sabendo para que lado caminhar ou para onde andar. Quando era escravo no Egito, as pessoas integrantes deste povo não possuíam mais identidade própria. Era um povo que pertencia a um outro império e tinham assimilado alguns costumes e vivências. Oprimido e escravo pelo Faraó, as pessoas que pertenciam ao povo de Deus não tinham ideia ao certo quem eles ou elas eram. Aí o povo vai e pede, e clama a Deus. Como sabemos que Deus sempre tem um olhar cuidadoso e amoroso com o seu povo Ele ouve o clamor e intervém. Ele os liberta. Promete uma nova vida na terra prometida, uma vida em liberdade. Uma longa caminhada se inicia, com certeza não fácil, porém, o bonito e bom é perceber e saber que durante toda esta caminhada pelo deserto, rumo à terra prometida, Deus em nenhum momento os abandonou e nem os desamparou, pelo contrário, Deus foi aquele que fez companhia e mostrou-lhes a direção. Para melhorar cada vez mais o relacionamento com o seu povo, para que continuasse a viver em liberdade, Deus deu os mandamentos. Para que seriam os mandamentos? Para orientar, para saber aonde ir.
Nas entrelinhas podemos ouvir Deus dizendo o seguinte: para que vocês continuem sendo livres, vocês precisam orientar-se por mim, pois eu sou como bússola que indica a direção, por isso, “Eu sou o Senhor seu Deus. Não tenha outros deuses além de mim”. Porém, mesmo assim, se olharmos para a história do povo, percebemos que por muitas vezes, o povo deixou de lado a orientação, pensando que saberiam caminhar sozinhos conforme os seus próprios desejos nos corações, sim trilharam os seus próprios caminhos e os resultados dessas escolhas não foram muito bons. Mesmo assim, Deus sempre foi muito misericordioso, as pessoas deste povo sempre de novo foram chamadas de volta para o caminho que Deus tinha proposto. Deus não desiste da sua companhia, do seu amparo e cuidado.
Na leitura do Antigo Testamento que ouvimos, o profeta Isaías recebeu a tarefa de Deus para falar ao povo de Jerusalém que se encontrava exilado sob o domínio babilônico. O povo encontrava-se escravizado trabalhando na agricultura, em trabalhos forçados nas construções ou aprisionados, vivendo marginalizados.
Aí vem o profeta com mensagem de Deus dizendo: “Pois agora vou fazer uma coisa nova, que logo vai acontecer, e de repente, vocês a verão. Prepararei um caminho no deserto e farei com que estradas passem em terras secas. Serei louvado pelos animais selvagens, pelos chacais e pelos avestruzes. Pois farei com que jorrem fontes no deserto e com que rios corram pelas terras secas, para dar de beber ao meu povo escolhido”. Para um povo que estava sem horizonte, sem perspectivas, sem rumo e sem direção, Deus promete “fazer uma coisa nova”. Conduzir da escravidão para a liberdade, da tristeza para a alegria, devolvendo a dignidade ao seu povo, os conduzindo de volta a sua terra.
Na leitura do evangelho de João que ouvimos, percebemos que algo novo aconteceu. No cap. 11 encontramos o relato sobre a morte de Lázaro, amigo de Jesus (v. 3), o que trouxe um profundo sentimento de tristeza e de desesperança. O confronto com a morte sempre desestabiliza as pessoas. Vem o sentimento de que o chão escorregou e saiu debaixo dos pés. Surgem as perguntas: “E agora... o que vai ser? Como vai ser? O que vamos fazer? Para onde vamos caminhar?”. Instala-se o sentimento de desorientação.
No entanto, a presença do Deus encarnado, quer dizer, a presença de Deus em Cristo Jesus caminhando com o povo muda totalmente a situação. Se por um lado, Marta e Maria haviam experimentado o real do poder da morte e o seu cheiro, agora, elas experimentam a cheiro da vida que brota como “O NOVO” que vem de Deus.
Antes ao redor tudo era fúnebre, muita tristeza, as dúvidas pairavam no ar, as perguntas tomavam conta do ambiente, agora a presença e a manifestação do Deus da vida traz um ambiente de festividade, de comunhão, de confraternização. Marta e Maria, que outrora estavam sendo servidas pelo consolo das pessoas, agora estão diante daquele que faz “COISAS NOVAS”, que dá nova direção, novo rumo para a vida.
Marta passa a servir os que estão à mesa, inclusive o irmão que recebera “NOVA VIDA”. O texto também revela que Maria tem uma atitude um tanto intrigante que incomoda fortemente Judas que também está no jantar festivo.
Poderíamos dizer que Maria tem uma atitude duplamente extravagante. Primeiro ela derrama nos pés de Jesus um frasco de perfume muito caro, o equivalente ao salário pelo trabalho de um operário e sua família durante um ano. Um verdadeiro desperdício. Se isto não bastasse, em seguida, Maria enxuga os pés de Jesus com os seus próprios cabelos, uma atitude reprovada diante das leis e tradições do seu tempo.
Mulheres no tempo de Jesus, ao sair de casa usavam um manto dividido em duas partes, uma que cobria a cabeça e outra em formato de rede cobria a fronte. A mulher que saísse de casa sem cobrir o rosto faltava com os bons costumes. As mulheres por lei deveriam passar despercebidas em público, e somente no dia do casamento que a esposa poderia aparecer de cabeça descoberta. Maria além de estar com a cabeça descoberta, solta o cabelo e seca o perfume que derramou nos pés de Jesus.
Isto tudo parece uma verdadeira loucura o que Maria está fazendo. Ela está arriscando, inclusive, a sua própria reputação e a sua vida. No entanto, diante daquele que é, e que da “VIDA NOVA”, Maria não está preocupada com que as outras pessoas pensam, ou seja, não está aí o que pode vir depois, nem ao menos com o custo daquele perfume. Ela quer louvar e adorar aquele que é o Senhor sobre a vida e a morte.
Para Maria, assim como para o apóstolo Paulo, ao encontrar uma nova direção, um novo sentido para a vida, aquilo que antes era importante, o que tinha um grande valor, já não importa mais. Paulo inclusive diz: “No passado, todas essas coisas valiam muito para mim; mas agora, por causa de Cristo, considero que não têm nenhum valor”. “...considero tudo uma completa perda, comparando com aquilo que tem muito mais valor, isto é, conhecer completamente Cristo Jesus, o meu Senhor. Eu joguei tudo fora como se fosse lixo, a fim de poder ganhar a Cristo e estar unido com ele”. Estimada comunidade! Também a nós Deus diz o que disse ao povo de Israel: “Este é o povo que criei para que fosse meu a fim de que desse louvores ao meu nome” (Is 43.21). Também a nós Deus quer dar uma nova direção a cada dia, pois diariamente desviamos o nosso olhar do foco, do alvo, que é Jesus Cristo, o que não é perda, mas, “aquilo que tem muito mais valor”.
EXEMPLO:
Conta-se que certa vez um malabarista de um famoso circo foi procurado pela equipe de reportagem da TV local, e entre outras tantas perguntas, a repórter lhe perguntou, qual era o segredo de conseguir atravessar de um lado ao outro sobre aquele fino cabo de aço, comunicando a sua plateia que esta fosse uma brincadeira simples. O malabarista com muita firmeza e convicção respondeu: “o segredo é manter o olhar fixo no alvo”. Querida comunidade! Neste tempo de quaresma, lembramos que também estamos sob nova direção em, e a partir de Cristo. No entanto, para não perdemos a direção, precisamos manter o olhar fixo no alvo. O nosso alvo é o crucificado e ressurreto, pelo qual recebemos o prêmio da nova vida. Qual é o foco do meu e teu olhar? O que em nossa vida possui o maior valor? Pensemos nisso e sobre isso.
Que o Senhor nos abençoe e guarde, e que possamos viver em louvor e adoração ao nosso Deus, para o qual fomos criados. Amém.

HINO 198 – ENE – O povo de Deus
Ou. _____________________________________________________________

CONFISSÃO DE FÉ

O Evangelho sempre de novo nos leva a olhar para o Alvo: Jesus Cristo o crucificado e ressuscitado nos convidando para o compromisso e testemunho do seu Reino.
Queremos reafirmar o nosso compromisso com o trino Deus, e vamos fazer isto com as palavras do Credo Apostólico.
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas).

Hino – 144 – ENE – Chuvas de bênçãos teremos
Ou ___________________________________________________________________

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO

Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________ 5._______________________________________________________

Oremos: Senhor nosso Deus da graça e da Paz, no final deste culto estamos aqui para te agradecer de coração por que vieste nos servir com a tua Palavra e pelo convívio desta comunidade. Somos gratas e gratos porque sempre de novo falas a nós e cuidas de nós com amor, mas também nos repreendes. Graças te rendemos que sempre queres trazer algo novo para nossas vidas para que esta também renove o nosso ser interior, queremos sempre ter o foco de olhar para ti amado Jesus Cristo e assim chegar ao alvo. Deus amado, somos gratos e gratas pelas pessoas que puderam completar mais um ano de vida. (..........................................................................................................................................)
Gratidão por teres acompanhada e protegida a vida delas e as trouxeste até aqui e as guiaste com bondade e amor. E desde de já rendemos –te louvores porque irás com elas no novo ano de vida.
Senhor amado, intercedemos pelas famílias desta comunidade, que elas possam sentir cada vez mais o desejo de caminhar nos teus caminhos. Intercedemos pelas pessoas doentes e idosas. (...........................................................................................................................................) Cuida delas e proporcione a cura, concede-lhes o perdão e traz a tua salvação.
Intercedemos também pelas atividades que esta comunidade realiza. Esteja com os trabalhos com as crianças, ensino confirmatório, com jovens, mulheres (..........................................................................................................)
Abençoa cada vez mais os corações de cada pessoa que é membro desta comunidade.. Dê alegria e disposição para servir a ti e ao nosso próximo. Que nesta época da quaresma cada um e cada uma de nós possa parar, desacelerar para permitir que Deus conduza as nossas vidas; e que nós sempre possamos fazer as escolhas certas.
Intercedemos pelas autoridades do nosso país, ilumina as mentes dos governantes e não deixe que se afundem cada vez mais no pecado de não governar em favor do seu povo. Conduza também o povo para que busquem a sabedoria sempre naquilo que fizerem, nas decisões que tomarem. Abençoa o povo que trabalha, dê forças, dê ânimo nestes tempos difíceis.
Intercedemos pela igreja e seus ministros e suas ministras para que não desanimem e encontrem as forças quando vem o cansaço. Que a pregação da tua Palavra venha ser abençoada e que os sacramentos sejam bem administrados, que a Diaconia pulse nos corações dos membros da tua Igreja.
Muitos agradecimentos e pedidos estão nos nossos corações. Queremos reunir tudo isso na oração que o teu Filho Jesus nos ensinou a orar. PAI NOSSO QUE ESTÁS NO CÉUS

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO “O Senhor te abençoe e te guarde, o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. O Senhor sobre ti levante a sua face e te dê a sua paz.”

ENVIO
Ide em paz, e servi ao Senhor com muita alegria.

CANTO FINAL
234 – ENE – Deus vos guarde pelo seu poder
 


Autor(a): Diaconisa Siglinda Braun Schliwe
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 51119
REDE DE RECURSOS
+
A oração precisa ter o coração todo para si, por inteiro e exclusivamente, para que seja uma boa oração.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br