João 20.1-8 - Domingo de Páscoa (Ressurreição) - 12/04/2020

Caderno de Cultos 2020 - Sínodo Mato Grosso

12/02/2020

12/04/2020 - Domingo de Páscoa (Ressurreição)
Pregação: João 20.1-8; Leituras: Atos 10.34-43; Salmo 118.1-2,14-24; Colossenses 3.1-4
Pastor Adriel Raach – Cuiabá - MT


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Romanos 6.9 diz: “Sabemos que Cristo foi ressuscitado e nunca mais morrerá, pois a morte não tem mais poder sobre ele.”

- Em Cristo, nós não precisamos mais temer a morte, nem nada mais... O nosso maior temor, a morte, foi vencido por ele. Ouçamos o que o Filho de Deus quer nos dizer nesta/e noite/dia. Depois da ressurreição, suas palavras são: “Não tenham medo!” “A paz esteja com todos vocês!”

Por isso, como um gesto de cumprimento queremos nos desejar a paz que vem de Cristo.
Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 18 – LCI – Nosso Encontro

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
D. Realizamos este nosso culto em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém!
O nosso auxílio vem do Senhor, que fez o céu e a terra.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 150 - LCI – Buscai Primeiro

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Senhor, nosso Deus e Pai, Confessamos que estamos escravizados e escravizadas pelo pecado e não podemos libertar-nos por nós mesmos. Falhamos em pensamentos, palavras, atitudes e omissões, pelo que fizemos ou deixamos de fazer. Não temos amado de todo o coração; não temos feito o bem quando esse esteve ao nosso alcance. Temos nos empenhado por coisas secundárias. Estamos arrependidos e arrependidas. Por amor de teu Filho Jesus Cristo, tem compaixão de nós. Perdoa-nos, renova-nos, torna-nos sensíveis para nosso próximo, dirige-nos para que andemos nos teus caminhos. Por teu Filho Jesus, Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
“Deus nos amou tanto que deu o seu único Filho para que todo aquele que nele crê não morra mas tenha a vida eterna.” Pela Fé em Cristo somos perdoados: em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. ┼ Amém.
KYRIE
Neste dia que lembramos da ressurreição do nosso Senhor Jesus Cristo precisamos nos lembrar de como é importante seguir sendo sal e luz neste mundo que ainda é tomado pelo pecado que causa sofrimento a tantas pessoas e à Criação. Pelas dores deste mundo, queremos orar ao nosso Deus, cantando:
Nº 56 LCI – Kyrie Eleison

GLÓRIA IN EXCELSIS
Deus é Maravilhoso, conselheiro, Pai da Eternidade, príncipe da paz. Em Jesus Ele se revela mais uma vez um Deus de amor e de misericórdia infinita. Rendamos glória a Deus nas alturas!
Nº 235 – Seu nome é maravilhoso

ORAÇÃO DO DIA
- Damos-te graças por tua misericórdia. Em Jesus Cristo nos procuraste para nos oferecer a tua mão. Nós dela precisamos. Sozinhos não vamos longe. Nossas forças terminam o mais tardar na hora da morte. Mas também sofremos fracassos e enfrentamos dificuldades que sozinhos não somos capazes de vencer. Queiras, pois, cumprir em nós as tuas promessas e conceder-nos a tua graça. Pedimos-te que essa celebração nos ajude a refletir sobre os acontecimentos da paixão e da páscoa, lançando nosso olhar para a cruz de Cristo, mas sem nos esquecer do Cristo ressurreto. Por Jesus Cristo que morreu, mas, ressuscitou e que vive e reina contigo e com o Espírito Santo. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 118.1-2,14-24

2ª Leitura Bíblica: Atos 10.34-43

3ª Leitura Bíblica: Colossenses 3.1-4

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 165 - LCI – Estou pronto, Senhor

PREGAÇÃO: João 20.1-18
Vamos ouvir agora o que nos fala o Evangelho sobre a madrugada daquela manhã em que as mulheres foram ao túmulo e o encontram vazio. Conforme João 20.1-18.
L.: Convido para que nos saudemos uns aos outros com as palavras dos anjos, anunciando aos nossos irmãos e irmãs a ressurreição de Jesus dizendo: Ele ressuscitou! Feliz Páscoa!

C.: Ele ressuscitou! Feliz Páscoa!

PRÉDICA DE PÁSCOA -
Fé é o pássaro que sente a luz do dia e canta quando a madrugada ainda é escura.
- O que vem depois do silêncio de Deus?
- O que vem depois da tempestade?
- O que vem depois do medo, da insegurança e da angústia?
- O que vem depois do fim?

É dentro dessa realidade de perguntas complicadas e dolorosas, que se encontram os discípulos e discípulas de Jesus. Afinal, a Sexta-Feira da Paixão tinha deixado no ar o silêncio de Deus, o cheiro de morte, a dor do luto, o desespero e a dúvida.
- Será que foi tudo mentira? Será esse o fim?
- Mostrar uma figura do crucificado!
É assim. com esse sentimento de derrota e de impotência que as mulheres vão ao túmulo de Jesus no domingo. Os outros, os discípulos, estavam com mais medo ainda. Tanto que ficaram trancados e escondidos dentro de casa.
Gente, como é ruim sentir medo. Acho que todos aqui sabem do que estou falando... Alguém com uma doença grave, ou que tem os dias de vida contados... alguém que chora a perda de uma pessoa que amava muito: o pai, a mãe, um filho... sente medo, sente uma angústia sem fim. Jesus não era somente um homem comum, ou um amigo... ele era a esperança daquelas pessoas... aqueles discípulos viam em Jesus a última esperança de salvação. E tudo estava indo muito bem: curas, ensinamentos sobre o reino de Deus, promessa de libertação, tudo isso numa só pessoa.
E agora essa pessoa estava morta! Os discípulos sentem medo... O medo paralisa! Foi assim com os soldados... e é assim com todos! As mulheres estavam com muito medo quando foram ao sepulcro com objetivo de embalsamar o corpo de Jesus. Maria Madalena também estava. Ela esperava encontrar obviamente o morto, afinal, no pensamento dela, tudo estava acabado. O próprio gesto carinhoso de embalsamar demonstra a decepção e o desespero. O bálsamo pode preservar o defunto, mas não tem o poder de lhe devolver a vida. Aquelas mulheres são exemplo de tantas outras pessoas feridas pela falta de esperança, pela dor e pelo luto.
Mas Páscoa não pode ficar apenas no luto e, por isso, Maria Madalena é surpreendida pelos anjos do Senhor que vêm lhe trazer uma boa notícia em meio ao desespero. Sem que ninguém perguntasse nada aos anjos, eles se dirigem à Maria Madalena com uma expressão de conforto: “Porque está chorando?” Como quem dissesse: “Não tenha medo! Sei que você está procurando Jesus, que foi crucificado, mas ele não está aqui; já foi ressuscitado.” No texto paralelo, de Marcos, diz bem nessas palavras às mulheres. E continua dizendo: “Agora vão depressa e digam isso aos outros.”
Gente, que alívio! Conseguir controlar o medo e sair correndo para anunciar a boa nova da ressurreição de Jesus Cristo, seu amigo, seu mestre, sua esperança estava de volta.
É claro que sem a cruz da Sexta-Feira da Paixão, não existiria ressurreição. É através da cruz que Deus conhece na própria pele todo tipo de sofrimento, humilhação e abandono pelo qual o ser humano pode passar. Ele vai até o fundo do poço. Assim, Deus se identifica com os que sofrem, com os crucificados ainda hoje.
Mas também, por outro lado, é através da cruz que mostra o seu poder de superação, de ressurreição. Jesus não permanece sob o poder da morte, ele ressuscita. E é este o centro da mensagem pascal – Cristo ressuscitou, venceu os poderes da morte, assim como fará também conosco e com nossos amados/as.
Meus queridos, com essa reflexão, vemos que ressurreição não significa apenas sepultura vazia. É também superação do medo, da angústia, da insegurança, do abandono, da dor, do desespero e, claro, da morte.
É por causa dessa mensagem Pascal e dessa superação das mulheres, de Maria Madalena e dos discípulos posteriormente, que, mesmo com medo, saem alegres/felizes para serem portadores da mensagem da ressurreição aos outros que estavam também amedrontados. E, no caminho do anúncio, encontram o próprio ressuscitado que lhes diz apenas duas palavras: “Que a Paz esteja com vocês!” e em seguida: “Não tenham medo.” Paz e coragem fazem parte da vontade de Deus para a vida daqueles e daquelas que se dispõe a serem portadores e portadoras da boa nova da ressurreição.
É no caminho, quando temos a coragem de ir ao encontro dos irmãos e irmãs que sofrem que encontramos o próprio Cristo ressurreto também nos dizendo: “Paz! Não tenham medo”. Só ele pode aliviar e encorajar profundamente o nosso agir.
Por isso, Páscoa é a ressurreição de Jesus... é a esperança de que nós também seremos ressuscitados... mas, não é só isso... também é a alegria que surge de um contexto de tristeza e sofrimento, é a coragem que supera o medo, é o riso que supera o choro, é o alívio no momento de dor e desespero, é saciar a fome, a sede, é experimentar dignidade em meio à injustiça.
Páscoa não é apenas ressurgir da morte no sentido literal é também vida que supera toda a realidade de morte. É Deus lutando pela vida e se solidarizando com aqueles que sofrem.
As perguntas após a morte de Cristo eram:
- O que vem depois do silêncio de Deus?
- O que vem depois da tempestade?
- O que vem depois do medo, da insegurança e da angústia?
- O que vem depois do fim?
A mensagem Pascal nos diz que, a seu tempo, vem um novo começo, uma nova realidade de Paz e coragem!
Desejo que a mensagem Pascal nos encoraje diante dos nossos medos e inseguranças, a ponto de não nos deixar paralisados e acovardados. Que com coragem possamos ir ao encontro dos irmãos/ãs que sofrem para anunciar a eles a boa-nova da ressurreição. Que a mensagem Pascal não nos deixe acovardar diante das cruzes e dos sofrimentos que estão em nosso volta para que possamos um dia viver a Paz que Deus deseja para todos os seus filhos/as.
Que a nossa fé seja como o pássaro que canta quando ainda é escuro. Não porque vê a luz do dia, mas porque a sente e sabe que ela logo chegará em plenitude para o tirar da escuridão.
Poema Pascal (opcional) Thiago de Mello
Faz escuro mas eu canto.
Faz escuro mas eu canto porque a manhã vai chegar.
Vem ver comigo, companheiro, vai ser lindo,
A cor do mundo mudar.
Vale a pena não dormir para esperar,
porque a manhã vai chegar.
Já é madrugada; vem o sol que é alegria,
que é pra esquecer o que eu sofria.
Quem sofre fica acordado defendendo o coração.
Vamos juntos, multidão, trabalhar pela alegria
que amanhã é outro dia, que amanhã é outro dia!
HINO
Nº 198 - HPD – Ó, bem cego eu andei

CONFISSÃO DE FÉ
Confessemos a nossa fé, em conjunto, com as palavras do credo apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 452 - LCI – O perfume das mulheres


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
L.: Pai amado e cheio de misericórdia, louvamos-te e bendizemos-te. Que o teu amor nos inspire e fortaleça na vivência do teu evangelho em palavras e ações. Que saiamos daqui consolados e na certeza de que tu sempre estás conosco e nos acompanha.
- Intercedemos, nosso Deus, pela ação de tua igreja, para que, em gratidão por tudo o que fizeste por nós, haja mais disposição para o estudo da tua palavra, mais vontade de viver e celebrar em comunidade, mais tempo para servir na tua seara.
Querido Deus e Senhor, te pedimos pelas pessoas que sofrem neste mundo, para que a mensagem pascal arranque do nosso meio a ânsia de poder, a sede desmedida de riqueza, o desprezo por quem é diferente, os muros que dividem, as mãos que oprimem, a dor de corações magoados e machucados, afim de que aconteçam inclusão, perdão, respeito e transformação. Assiste, Senhor, os aflitos, os sobrecarregados e enlutados com a tua paz. Ampara os desamparados. Ajuda os que estão sem lar, sem emprego e os que não têm o pão de cada dia. Assiste os doentes e entristecidos para que todos nós possamos juntos confessar e testemunhar que nosso Redentor vive e reina eternamente. Dá-nos, Senhor, a certeza da ressurreição, tanto da sua, essa que celebramos hoje, quanto a nossa e de nossos entes queridos que já partiram antes de nós. Que possamos verdadeiramente confiar e acreditar na vitória da vida que surge e ressurge da morte mostrando-nos sinais da vida eterna, prometida por ti. Por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Amém.

PAI NOSSO
Pai nosso ...
LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que o caminho seja brando a teus pés;
que o vento divino sopre em teus ombros;
que o sol brilhe cálido sobre tua face;
que as chuvas caiam serenas em teus campos e embeleze teus jardins
e, até que eu de novo te veja que Deus te proteja e te guarde na palma de sua mão.
ENVIO
Vão em paz e sirvam ao Senhor com alegria.

CANTO FINAL
Nº 449 - LCI – Páscoa é vida
 


Autor(a): Pastor Adriel Raach
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Páscoa
Perfil do Domingo: Domingo da Páscoa
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 20 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 8
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2020
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 55086
REDE DE RECURSOS
+
Porque nem eu nem tu jamais poderíamos saber algo a respeito de Cristo ou crer nele e conseguir que seja nosso Senhor, se o espírito não o oferecesse e presenteasse ao coração pela pregação do Evangelho.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br