João 9.1-41 - 4º Domingo na Quaresma - 22/03/2020

Caderno de Cultos 2020 - Sínodo Mato Grosso

12/02/2020

22/03/2020 – 4º Domingo na Quaresma
Pregação: João 9.1-41; Leituras: 1 Sm 16.1-13; Sl 23; Ef 5.8-14
Diácono Vanderlei Hüther – Paróquia de Sorriso- MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia/ Boa Noite!!

Sejam todos e todas muito bem-vindos a casa de Deus para este momento de encontro e comunhão – uns com os outros, mas também com nosso criador.
Neste tempo de Quaresma – tempo de reflexão e introspecção; quero saudá-los com a Palavra Bíblica do Evangelho de João 3.14-15, que são o Lema para esta nova semana. Uma palavra que nos remete ao Antigo Testamento e que revela que Jesus é aquele que veio para cumprir a promessa de salvação oferecida por Deus.
Assim nos diz o Lema da Semana: “Assim como Moisés, no deserto, levantou a serpente numa estaca, assim também o Filho do Homem tem de ser levantado, para que todos os que crerem nele tenham a vida eterna”.
Que neste culto a nossa fé possa ser restaurada e que possamos crer que Cristo veio a nos oferecer a Salvação. Que assim seja. Amém.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
225 - HPD – Jesus provou Getsêmani
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Neste culto, na presença dos nossos irmãos e irmãs da fé, queremos lembrar que aqui estamos porque Deus se faz presente primeiro. É Ele que nos recebe e nos acolhe, e é em nome d`Ele que celebramos este culto. Assim, estamos aqui reunidos em nome e na presença do Trino Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. Amém

CANTOS DE INVOCAÇÃO
338 - HPD – Onde dois ou três
Ou: Nº ____________________________________________________

ORAÇÃO DO DIA E CONFISSÃO DE PECADOS
Senhor Deus, neste inicio de Culto queremos colocar-nos na Tua presença, com tudo aquilo que trazemos em nossa vida e nosso coração, com a intenção de que Tu amorosamente nos recebas. Nós, Senhor, confessamos que temos pecado contra Ti, pecamos contra o nosso próximo e também contra a Tua criação, e em humildade queremos pedir o perdão. Receba-nos, Senhor, em Tua misericórdia e teu amor, e perdoa-nos. Dá-nos o Teu Espírito Santo, para que possamos aprender a sempre permanecer nos Teus caminhos e na Tua vontade. Assim, ó Senhor Deus, pedimos o Teu perdão quando oramos em nome de Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor e Salvador. Amém.


ANÚNCIO DO PERDÃO
“O Senhor é bondoso e misericordioso e os aceitará se vocês voltarem para ele” (2 Crônicas 30.9). Todo aquele que, de todo coração, se volta para o Senhor, Ele os recebe de braços abertos como um Pai bondoso e amoroso. Confiantes, podemos ter a certeza que Ele nos concede o seu perdão. Amém


KYRIE
Perdoados e reconciliados com Deus, clamemos juntos em favor de toda a criação de Deus que sofre, cantando:
Pelas dores deste mudo


ORAÇÃO DO DIA
Pai querido e Amado, quando nos reunimos e nos apresentamos diante de Ti em culto, nós queremos inicialmente Te agradecer por termos o privilégio de estarmos aqui, na Tua casa para te receber em Palavra e Comunhão. Obrigado, Senhor, por nos receber e nos acolher com tudo aquilo que trazemos em nosso interior e em nosso coração – nossas alegrias e prazeres, mas também nossas preocupações e anseios. Dá-nos o Teu Santo Espírito para aquietar o nosso ser para podermos te receber plenamente. E, neste momento onde queremos nos colocar diante da Tua Palavra, abre nossas mentes, corações e ouvidos para que a Tua Palavra possa encontrar solo fértil para germinar e crescer. É isso, ó Deus, que te pedimos em nome de Jesus Cristo, Teu Filho amado, que Contigo e com o Espírito Santo, vive e reina, de eternidade a eternidade. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: 1 Samuel 16.1-13

2ª Leitura Bíblica: Efésios 5. 8-14

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
379 - HPD – Estou pronto, Senhor

3ª Leitura Bíblica: João 9.1-41

PREGAÇÃO

Que a Graça, a Paz e o Amor de Deus esteja com cada uma e com cada um de vocês, hoje e sempre. Amém.

Hoje nos deparamos com uma história de Jesus que nos conta sobre uma cura. A cura de um cego de nascença que aconteceu em um sábado. Uma história longa, cheia de detalhes e desdobramentos importantes.
Uma história que poderia ter acabado logo nos primeiros versículos, já que se trata de mais um magnifico e impressionante milagre de Jesus. Mas não! O Evangelista faz questão de continuar narrando a história da continuação desta cura.
Em resumo, a história nos conta de um encontro de Jesus com um cego – e ali já surge uma pergunta religiosa sobre a deficiência dele – quem foi que pecou: ele ou os pais dele? Por detrás está a ideia do castigo divino e da retribuição: tudo aquilo que você faz, ou seus antepassados, você pagará através do castigo divino. E Jesus, no propósito de desmistificar essa compreensão afirma que nenhum pecou! Não é por erro e pecado, mas é para que Deus se manifeste nele e através dele.
Logo após, Jesus pegou um pouco de terra com saliva e passou nos olhos do cego e pediu para que ele fosse se lavar. No tanque de Siloé, após lavar-se ele volta a ver.
Até aqui tudo bem, mais uma pessoa curada por Jesus! Mas é agora que os “problemas começam”.
A incredulidade, a difamação, as acusações, a dúvida quanto a veracidade da cura e da doença daquele homem tomam conta do ambiente. Os fariseus que procuravam motivos para acusar Jesus, questionam aquele homem e o pressionam – envolvem até mesmo os pais do ex-cego. E para terminar toda a confusão, o expulsam da sinagoga.
Na parte final da história há mais um encontro de Jesus com aquele homem que termina com uma confissão de fé: Eu creio, Senhor! - disse o homem. E se ajoelhou diante dele (v.38). E Jesus se apresenta como aquele que veio a este mundo para que os cegos vejam e que o que veem fiquem cegos.
Há dois tipos de cegueiras: a física (deficiência visual) e a cegueira do coração (espiritual). E ambas são bem difíceis. Talvez vocês conheçam aquele velho ditado que diz: “o maior cego é aquele que não quer enxergar”. Hoje vivemos neste tempo! Muitos veem, mas não querer enxergar!
Muitas vezes até mesmo nós, que possuímos uma vida de fé pautada pelo Evangelho, pela palavra de Deus, temos dificuldade de enxergarmos muitas coisas bonitas e boas. Parece que nossa incredulidade, mesquinhez fechou tanto nossos olhos quanto os nossos corações. Muitas vezes nossos olhos estão cegos para ver as coisas obvias da vida.
Certa vez ouvi a seguinte frase: “As vezes Deus precisa dar um chacoalhão em nós para que possamos ver claramente”, ou seja, abrir nossos olhos.
E na verdade é mais ou menos isso. Tem muitas coisas que hoje fecham nossos olhos para perceber aquilo que é essencial.

Eu gostaria de compartilhar um poema de autoria de Rodrigo Borges que se chama: Muitos veem, poucos enxergam.

Existe um mundo belo de paz, de amor e de beleza...
Mas só consegue ver quem enxerga;
Quem enxerga além dos padrões;
Quem enxerga além das aparências;
Quem enxerga além dos olhos;
Quem enxerga com a alma.

Pra enxergar tem que ter humildade;
Não precisa de olhos, mas de coração.

Neste tempo de Quaresma, tempo de jejum e preparação – desejo que o espírito de Deus nos oriente e abra, além dos nossos olhos também o nosso coração para receber a Cristo como nosso Senhor e Salvador. E que nunca estejamos fechados para ver e reconhecer todas as coisas que Deus tem feito a nós.
Que a paz de Deus, que excede todo o nosso entendimento, guarde os nossos corações e os nossos pensamentos em Cristo Jesus. Amém.

 

HINO
166º - HPD – Dá-nos olhos claros

CONFISSÃO DE FÉ
Juntos, na mesma convicção – confessemos em alta voz a nossa fé, através das palavras do Credo Apostólico. Juntos dizemos:
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
460 - HPD – Conta as bênçãos


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que Deus,
Toque nossos olhos para que possamos enxergar;
Toque nossos ouvidos, para que possamos ouvir;
Toque nossa boca, para que possamos levar adiante a sua mensagem;
Toque nossas mãos, para que possamos ofertar com disposição;
Toque nossa vida, para que o Espírito Santo possa nos envolver;
Toque nosso coração e nos permita sentir o seu amor. Amém

 

ENVIO
Vamos em Paz, e sirvamos o Senhor com grande alegria.

CANTO FINAL
459 - HPD – Oração da Igreja
 


Autor(a): Diácono Vanderlei André Hüther
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Quaresma
Perfil do Domingo: 4º Domingo na Quaresma
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 9 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 41
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2020
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 55082
REDE DE RECURSOS
+
O verdadeiro cristão não vive na terra para si próprio, mas para o próximo e lhe serve.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br