Lançarei as redes - Sermonário para o Lar Cristão

PREFACIO

01/09/1978

Os sermões deste livro querem servir ao leigo cristão ativo — uma vez, a bem de seu próprio crescimento espiritual e, outra vez, dando-lhe subsídios que poderá utilizar em reuniões de grupos cristãos onde não há condições de atendimento regular por parte de um pastor. Assim, as prédicas poderão ser lidas por um membro da família para a pequena comunidade que a casa cristã representa. 

Queremos entender «casa cristã» não somente no sentido de parentesco biológico mas no sentido em que o termo «casa» é empregado no Novo Testamento, por exemplo em Romanos 16,3-5: «Saudai a Priscila e Aquila, meus cooperadores em Cristo., e a igreja que se reúne na casa deles». Esta pequena igreja, esta célula de Cristo representada pelo lar cristão não é coisa do passado. Pelo contrário: Estas células deverão crescer em importância. As grandes «casas de Deus», as igrejas, não darão conta do recado sozinhas. A casa cristã deverá voltar a ser o que foi nos tempos apostólicos: um lugar de encontro com Cristo, no qual também «os de fora» se sentem convidados a entrar e a compartilhar com os que são da casa, do pão da vida de que eles se alimentam. 

Afinal, os sermões e as orações destas páginas poderão ser usados para «cultos de leitura», em salões, capelas ou igrejas onde o serviço de cooperadores leigos se fizer necessário. O lema deveria ser: Nenhuma igreja onde não haja culto em cada domingo! Aqui temos um campo ainda não plantado «na técnica». O que vamos fazendo é um trabalho muito extensivo. Uma igreja fechada num domingo é capital morto. Os leigos responsáveis que ajudem a movimentar este capital e a fazê-lo render juros em termos de crescimento espiritual! 

A sequência das prédicas não obedece nenhum esquema. Só as últimas, sempre com o devido título, seguem a sequência dos dias festivos do ano eclesiástico. Mas também estas prédicas não são amarradas a uma data específica. Assim, um sermão sobre um texto de Páscoa pode ser lido também em outros domingos. Tivemos o cuidado, porém, de colocar uma série de sermões mais simples, de linguagem mais direta e acessível, no início. O motivo não é teológico, mas «pedagógico», Queremos encorajar também o leitor menos bem preparado a entrar aos poucos no assunto e a crescer com a leitura. No mais — cada criança começa a alimentar-se com leite e acaba comendo alimento sólido. Quanto ao conteúdo, o leite contém os mesmos ingredientes que o alimento sólido contém. Assim, os «adultos na fé» não passem por cima destas primeiras prédicas. Às vezes é bom que os cristãos adultos façam um regime com o leite que se dá aos bebés — por causa do colesterol espiritual e outros males de nutrição desequilibrada. 

Qualquer passagem bíblica deve ser entendida como sendo uma janela de uma igreja, através da qual olhamos para o centro, que é Jesus Cristo — ou vice-versa: de cujo centro olhamos para o mundo de fora, Assim não importa qual a janela pela qual olhamos primeiro, uma vez que fique à altura de nossos olhos. Queremos, assim, encorajar os irmãos a se servirem deste livro, a folhear, a procurar o que lhes parece mais adequado para unia situação definida, deixando-se guiar pelo que Deus lhes vai revelando. 

Lembramos ainda que só há duas partes essenciais no culto cristão: Mensagem e oração. Leitura bíblica, hinos, música e tudo mais se enquadram nestes dois elementos. 

A pequena coleção de orações constantes nas últimas páginas pode ser usada tanto na vida particular e familiar como também em «cultos de leitura». 

Para as reuniões nos lares e para os cultos de leitura em igrejas recomendamos a seguinte ordem: 

1. Hino (de louvor e gratidão, preferencialmente. Se não houver quem saiba cantar, a letra poderá ser lida). 

2. Leitura do salmo (ou parte de salmo etc.) constante, entre parênteses, ao lado do texto de cada prédica. Chamamos à atenção que, além da tradução de Almeida, a Sociedade Bíblica lançou uma edição dos salmos na linguagem de hoje, a qual poderá ser usada também. 

3. Convite à oração, dirigida ou silenciosa. Oramos pedindo a Deus que nos perdoe a culpa e que nos dê corações abertos para ouvir a sua palavra. Veja também: Orações para o culto, no fim deste livro! 

4. Confissão do Credo Apostólico:

Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu Filho Unigênito, nosso Senhor, c) qual foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da virgem Maria, padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu ao inferno, no terceiro dia ressuscitou dos mortos, subiu ao céu, e está sentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso, de onde virá para julgar os vivos e os mortos.Creio no Espírito Santo, na santa igreja cristã, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição do corpo e na vida eterna. Amém. 

5. Leitura do texto bíblico, no qual se baseia a prédica (consta no cabeçalho de cada um dos sermões). Nas citações deste livro foi usada a tradução de Almeida. Conforme a conveniência, porém, poderá ser usado também O Novo Testamento na Linguagem de Hoje. 

6. Leitura da prédica. Deveríamos ler a respectiva prédica duas ou três vezes, antes, para nos inteirarmos bem do assunto. Não tenhamos receio de fazer perguntas entre um trecho e outro, de substituir uma e outra palavra mais difícil, ou de acrescentar uma explicação própria, onde for indicado.

7. Oração (consta no fim de cada sermão). Poderemos acrescentar intercessões, preces e louvor, a nosso critério. Segue a oração dominical: 

PAI NOSSO, que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dá hoje. E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. Pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém. 

8. Bênção, ou oração pela bênção de Deus:

O Senhor nos abençoe e nos guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre nós e tenha misericórdia de nós. O Senhor levante o seu rosto sobre nós e nos dê a paz. Amém. 

9. Hino final, a ser escolhido por um dos presentes.

O Senhor queira abençoar o uso deste livro, seja qual for o lugar em que dele nos servirmos! 

Brusque, setembro de 1978
Lindolfo Weingärtner

Veja:
Lindolfo Weingärtner 
Lançarei as redes - Sermonário para o lar cristão
Editora Sinodal
São Leopoldo - RS


 


Autor(a): Lindolfo Weingärtner
Âmbito: IECLB
Título da publicação: Lançarei as redes - Sermonário para o lar cristão / Editora: Editora Sinodal / Ano: 1979
Natureza do Texto: Artigo
ID: 19564
REDE DE RECURSOS
+
Procurem a ajuda do Senhor. Estejam sempre na sua presença.
Salmo 105.4
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br