Liturgia 1º Domingo de Advento 2016

Obra Gustavo Adolfo - OGA

09/11/2016

 

LITURGIA PARA O PRIMEIRO DOMINGO DE ADVENTO – 2016

A presente liturgia é uma sugestão que a Obra Gustavo Adolfo/OGA põe à disposição das comunidades para a celebração do culto no 1º Domingo de Advento, quando as ofertas se destinam para o trabalho da OGA em favor de comunidades que necessitam de auxílio. Esta proposta ampla e bem detalhada é um subsídio que a Pa. Vera Waskow e o P. Alfredo Hagsma prepararam e que pode/deve ser adaptado à situação local da comunidade.

Além disso, está previsto um espaço para o lançamento do tema do ano para 2017, para o que há subsídios específicos enviados pela Direção da Igreja que não constam nesse material.

Materiais: Coroa de Advento; Material do tema do Ano

Cor litúrgica – Violeta

LITURGIA DE ABERTURA

Prelúdio:

Saudação: “Mostra-nos senhor a tua misericórdia e concede-nos a tua salvação.” Salmo 85.7
Advento, tempo de espera. Não uma espera indiferente, mas presente, orante e ativa.
Advento, tempo de redescobrir a novidade escondida em palavras tão frágeis como nascimento, criança.
Advento, tempo de escutar a esperança dos profetas e profetizas de todos os tempos. Tempo de preparar, mais do que consumir. Tempo de repartir.
Tempo de júbilo e de alegria.
Advento, tempo para contemplar o infinito na história, o inesperado no rotineiro, o divino no humano, porque o rosto de uma criança nos revelou o rosto de Deus.
Acolhida Informal: Bom dia, sejam todos bem vindos e bem vindas.
Acender a primeira vela da Coroa de Advento
A vida cheia de fé e esperança (círculo, coroa verde) entrelaçada pelo amor de Deus (fitas vermelhas) nos coloca vigilantes e em espera (4 velas, semanas) pela vinda de seu Filho Jesus.
Essa espera, esperançosa acontece em jubilo e alegria... cantemos

Hino:

Saudação Trinitária: Em nome do Deus que vem a nós; em nome do Filho Emanuel, Deus conosco, e em nome do Espírito Santo, que nos encoraja a confiar em Deus é que com alegria nos reunimos nesta manhã. Amém.

Confissão de Pecados:

Em humildade, e na certeza do perdão, reconheçamos os nossos pecados e os confessemos a Deus de forma pessoal e silenciosa:

Absolvição:

O profeta Miquéias disse: “Deus vem ao nosso encontro, não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia” (Mq. 7.18). E é a misericórdia de Deus, que perdoa os nossos pecados, que eu vos anuncio em nome do Pai, do Filho (+) e do Espírito Santo. Amém.

Kyrie:

Neste início de culto, com vistas ao sonho de Deus que implantará um Reino de Paz e de Justiça, unamo-nos às pessoas que clamam pela compaixão de Deus: às pessoas que vivem sob a violência; às pessoas que são vítimas das injustiças e da discriminação; às pessoas que são impedidas de experimentar, pela força do Espírito, a promessa do Reino. A uma só voz, clamemos a Deus pela sua Justiça e pela sua paz: “tem, Senhor, piedade”. (Miriã 14)

C: (canta) Senhor, tem piedade de nós. Cristo, tem piedade de nós. Senhor, tem piedade de nós.

Salmo 122: (Pode-se dividir o grupo em dois e cada lado lê os versículos intercaladamente).

A – “Alegrei-me quando me disseram: vamos, vamos à casa do Senhor.
B – Pararam os nossos pés junto às portas de Jerusalém!
A – Jerusalém, que está construída como cidade compacta.
B – Para onde sobem as tribos do Senhor, como convém a Israel, para renderem graças ao nome do Senhor.
A – Lá estão os tronos da justiça, os tronos da casa de Davi.
B – Orai pela paz de Jerusalém. Sejam prósperos os que te amam.
A – Reine paz dentro dos muros e prosperidade nos teus palácios.
B – Por amor dos meus irmãos e amigos, eu peço: haja paz em ti!
TODOS: – Por amor da casa do Senhor, nosso Deus, buscarei o teu bem”.

Glória a Deus: Deus nos enche de paz, nos enche de forças para que possamos seguir preparando o caminho para a chegada de Jesus. Que a paz possa ser sempre a nossa bandeira. Demos Glória a Deus: (HPD1 – 253)

C: (Canta). Glorificado seja teu nome, glorificado seja teu nome! Aleluia! Aleluia! Aleluia! Glória a Jesus!

Oremos:
Querido e amado Deus, vem e acende em nós a chama da fé e da esperança. Aproxima-te de nós. Faze com que confiemos na tua presença junto a nós. Senhor acorda-nos para podermos ouvir tua Palavra com ouvidos atentos. Ensina-nos a sonhar, testemunhar e partilhar a vida livre e envolta pela tua paz e justiça. Amém.

Hino:

LITURGIA DA PALAVRA

A Palavra de Deus orienta, sustenta, transforma. Por isso queremos ouvi-la:

1ª. leitura: Isaías 2.1-5

Aclamação: “Mostra-nos, Senhor, a tua misericórdia, e concede-nos a tua salvação” (Sl 85.7). Aleluia.

Evangelho: Mateus 24.36-44

MENSAGEM:

Confissão de fé:

Hino:

Ato de lançamento do tema e lema do ano da IECLB, conforme proposta enviada pela Direção da Igreja.

Hino:

Oração de Intercessão:

O apóstolo Paulo escreveu: “Orai sem cessar”. Fiéis a este preceito apostólico, acheguemo-nos a Deus com os nossos agradecimentos e intercessões. Entre as preces, invoquemos o Espírito Santo, cantando o refrão: “Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da terra”. Oremos:

Deus da esperança: nós te agradecemos porque mais uma vez é Advento, mais uma vez tu acendes dentro de nós a esperança deste tempo, de dias em que será o nosso rei e o teu reino será absoluto, em Justiça e em Paz. Pedimos-te pelas pessoas que perderam a razão de viver e a vontade de sonhar, para que tu lhes fortaleças a fé e a capacidade de enxergar sinais de vida também ali onde tudo parece estar perdido. Por isso, oramos:
C: (canta) /: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da terra. :/

Deus da esperança: nós te agradecemos porque podemos imaginar o novo Reino, inaugurado por Cristo na sua primeira vinda, o Reino onde não haverá mais diferenças que separam: não haverá diferenças de cor, raça; diferenças entre ricos e pobres, entre os que têm e os que não têm. Por isso, agora, neste mundo que ainda sofre, pedimos por proteção, por saúde e por sustento. Pedimos-te pelas pessoas que são vítimas da violência, da discriminação e da injustiça social, pelas pessoas enfermas e enlutadas. Dá-lhes ânimo e coragem para a luta por dignidade, para sonhar o sonho que tens para nós. Fortalece-lhes a fé para que possam suportar e superar os seus sofrimentos. Por isso, oramos:
C: (canta) /: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da terra. :/

Deus da esperança: nós te agradecemos por podermos pertencer a uma comunidade de fé e agradecemos pela orientação da tua Palavra. Que sejamos comunidade acolhedora, aberta para o novo. Que possamos jubilar alegres os feitos da Reforma e assim não nos perdermos de teu caminho libertador. Que a tua Palavra de liberdade e graça alcance a todas as pessoas. Que superemos preconceitos e divisões. Que tenhamos sempre coragem e disposição para sermos tuas testemunhas, testemunhas do teu Reino, testemunhas da tua Justiça e da tua Paz. Encoraja-nos para sermos preparadores da tua chegada, para o arrependimento diário e à transformação das nossas vidas conforme a tua vontade. Por isso, oramos:
C: (canta) /: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da terra. :/

Deus da esperança: por fim, pedimos-te pelas autoridades do nosso município, estado e país, para que possam governar em conformidade com os teus planos. Pedimos-te pela paz no mundo e pelo fim de todo tipo de corrupção e exploração. Por isso, oramos:
C: (canta) /: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da terra. :/

Deus da esperança: recebe em tua bondade as nossas orações, e atende-as segundo a tua misericórdia, por Jesus Cristo nosso Senhor te pedimos.

Hino: (recolhimento das ofertas)

O 1º Domingo de Advento é o domingo da Obra Gustavo Adolfo/OGA! Isso já se tornou uma tradição na IECLB: As ofertas nos cultos no 1º Domingo de Advento se destinam para o trabalho da OGA.

A OGA é uma obra de muitas mãos, porque com as ofertas que vêm de muitas mãos, a OGA consegue ajudar as comunidades que precisam de apoio para a construção de sua igreja, de seu centro comunitário ou para o trabalho educacional, diaconal e missionário. A OGA só consegue prestar essa ajuda, porque ela recebe ajuda. E as ofertas no culto de hoje são uma forma de agradecer a Deus por tudo o que Dele recebemos, contribuindo com a OGA para que ela possa continuar a prestar essa ajuda.

Desde já agradecemos por esta oferta e pelas múltiplas doações em favor da OGA ao longo dos anos. Doações e ofertas feitas nas comunidades são um verdadeiro mutirão de solidariedade.

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR

Deus veio a nós no menino nascido em Belém. Deus vem a nós na Ceia que Jesus instituiu. Na comunhão de mesa celebramos sua presença, pois ele é Deus Emanuel. Que essa comunhão com Cristo afaste de nós o medo, fortaleça a esperança na vinda plena do Reino que aguardamos e a disposição para servirmos ao Senhor a cada novo dia em júbilo e alegria.

Oremos:

Graças te damos, ó Pai, que preparaste o caminho para o teu Filho, através de profetas e profetisas que clamaram no deserto. Graças te damos porque o próprio Jesus confirmou a tua paixão por caminhos em que reinam a esperança do novo, a resistência ao mal e o vigor da vida. Graças de damos pelo sacrifício de Jesus em nosso favor. Pois Ele, na noite em que foi traído, tomou o pão e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vocês, façam isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue. Façam isto, todas as vezes que o beberem, em memória de mim (1Co 11.23-24).

Envia, Deus da esperança, o Espírito de vida e de amor que acompanhou e animou profetas na tarefa de preparar o caminho para Jesus, para que, pela força do mesmo Espírito, partilhando o pão da vida e o cálice da nova aliança, nos tornemos, em Cristo, um só corpo que vive e anuncia a esperança.

Lembra-te, Senhor, das pessoas que perseveraram na fé e guia-nos com elas à festa da alegria plena, preparada para teu povo, em tua presença, com teus profetas, apóstolos e mártires, e todos que viveram na tua amizade. Unidos a eles, proclamamos tua misericórdia e anunciamos o teu Reino, para o qual, em Cristo, nos convidaste. A ti trino Deus damos honra e glória hoje e sempre.

Gesto da paz e Pai Nosso:

Jesus trouxe, partilhou, testemunhou e orientou para que vivêssemos e experimentássemos a paz. A paz começa conosco. Motivados pelo Deus que vem, e nos alimenta, nos acolhe e recolhe, caminhemos em direção ao irmão, a irmã e partilhemos a paz com um abraço, aperto de mão dizendo: “Que a paz de Cristo esteja com você”. Sejamos nós testemunhas vivas do próprio Deus.

Pai nosso:

Oremos juntos: Pai nosso...

Fração:
O cálice da bênção que abençoamos é a comunhão do sangue de Cristo.
O pão que partimos é a comunhão do corpo de Cristo.

Venham participar, pois tudo está preparado. Jesus diz: Eis que estou à porta e bato!

Distribuição:

Oração pós-comunhão:

Deus amigo agradecemos-te porque nos restauras na comunhão da Ceia. Concede, em tua bondade, que esse encontro contigo, com irmãos e irmãs nos fortaleça na confiança em tua presença constante e que com alegria e júbilo sigamos testemunhando e proclamando tua palavra de liberdade e vida. Por Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.

LITURGIA DE DESPEDIDA

Avisos:

Hino:

Bênção: Que Deus vos abençoe e vos guarde. Que Deus faça resplandecer o seu rosto sobre vós e tenha misericórdia de vós. Que Deus levante o seu rosto e vos dê da sua paz. Amém.

Envio: Vão em paz. Sejam corajosos e testemunhem o amor de Deus a todas as criaturas. Vão em paz. Arrependam-se e convertam-se à mensagem transformadora do Evangelho. Vão em paz e sirvam ao Senhor com jubilo e alegria. Amém.


Autor(a): Pa. Vera Waskow e o P. Alfredo Hagsma
Âmbito: IECLB
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal / Organismo: Obra Gustavo Adolfo - OGA
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Auxílio litúrgico
ID: 40236
REDE DE RECURSOS
+
ECUMENE
+
Ó Senhor, tu somente és o Deus de todos os reinos da terra; tu fizeste os céus e a terra.
2Reis 19.15
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br