Liturgia para o 1º Domingo de Advento

Obra Gustavo Adolfo

02/12/2012

ADVENTO 2012
LITURGIA PARA O PRIMEIRO DOMINGO DE ADVENTO – 2012



A presente liturgia é uma sugestão que a Obra Gustavo Adolfo/OGA põe à disposição das comunidades para a celebração do culto no 1º Domingo de Advento, quando as ofertas se destinam para o trabalho da OGA em favor de comunidades que necessitam de auxílio. Quer ser um subsídio que nós preparamos e que pode/deve ser adaptado à situação local da comunidade.


LITURGIA DE ENTRADA

Acolhida:
“Mostra-nos Senhor, a tua misericórdia e concede-nos a tua salvação” (Sl 85.7). Com essas belas palavras do salmista, acolhemos todos e todas para este culto de 1º Domingo de Advento, quando se inicia mais um ano litúrgico da Igreja e no qual também lançamos o novo Tema da Igreja para o ano de 2013 “SER, PARTICIPAR, TESTEMUNHAR - Eu vivo comunidade”. Nosso Deus misericordioso vem a nós através de seu Filho amado e nos concede salvação. Reunimo-nos, pois, como comunidade cristã, para aguardar com fé e esperança a chegada do nosso Salvador.

Saudação trinitária:
Assim nós nos reunimos na certeza de sua presença misericordiosa entre nós, em nome do Pai, que criou a nós e a tudo que existe, em nome do Filho, nosso Salvador, e em nome do Espírito Santo, poder de Deus que nos faz crescer e aumentar no amor uns para com os outros. Amém.

Hino: HPD I,5 ou HPD II,325

Confissão de pecados:
Quem confia no Senhor e busca seu perdão não ficará envergonhado. Por isso nos colocamos, humildes e arrependidos, diante de Deus. Cantemos:

Hino: 409 HPD2

L. Querido e bondoso Deus, nós reconhecemos humildemente que somos pecadores. Quantas vezes deixamos de viver em amor e comunhão uns com os outros! Quantas vezes colocamos em primeiro lugar nossos interesses, desejos, vontades, esquecendo-nos de tantas pessoas ao nosso redor que precisam de nossa ajuda, esquecendo-nos de repartir, esquecendo-nos do nosso próximo. Por isso pedimos:
C: Perdão, Senhor, perdão!
L. Querido e amado Deus, quantas vezes vivemos como se não precisássemos de ti. Quantas vezes confiamos nas nossas próprias forças e capacidades e nos esquecemos de buscar o teu auxílio, vivendo conforme o teu agrado. Por isso pedimos:
C: Perdão, Senhor, perdão!
L. Querido Deus, quantas vezes fomos impacientes, vingativos, rancorosos e raivosos. Quantas vezes magoamos as pessoas que mais amamos e que mais precisam de nosso carinho e compaixão. Por isso pedimos:
C: Perdão, Senhor, perdão!
Amado Deus, oramos a ti juntamente com o salmista: “faze-me, Senhor, conhecer os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas. Guia-me na tua verdade e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação, em quem eu espero todo o dia. Lembra-te das tuas misericórdias e das tuas bondades que são desde a eternidade. Não te lembres dos meus pecados da mocidade nem das minhas transgressões. Lembra-te de mim segundo a tua misericórdia por causa de tua bondade, ó Senhor. Bom e reto é o Senhor, por isso, aponta o caminho aos pecadores. Guia os humildes na justiça e ensina aos mansos o seu caminho. Todas as veredas do Senhor são misericórdia e verdade para os que guardam a sua aliança e os seus testemunhos” (Sl 25.4-10). Amém.

Retrospectiva da comunidade:
Na carta de 1Ts 3.12 o apóstolo pede para que ‘o Senhor vos faça crescer e aumentar no amor uns para com os outros e para com todos’. E no livro de Atos podemos ler como os cristãos e cristãs dividiam seus bens com alegria, além de levantarem ofertas para auxiliar comunidades que passavam por dificuldades. Durante muitos anos esse serviço de amor e solidariedade também tem acontecido na nossa Igreja através da Obra Gustavo Adolfo, que já auxiliou muitas comunidades a construírem seus templos, seus salões e casas comunitárias, casas pastorais, em projetos missionários e também na aquisição de utensílios e tantos outros projetos das comunidades. Nesse momento, nós queremos relembrar do auxílio que nossa comunidade (ou também paróquia) já recebeu da OGA:

Sugere-se, neste momento, que o/a ministro/ministra ou algum membro do presbitério faça uma pequena retrospectiva da história da sua comunidade na qual relembre o auxílio que já recebeu através da OGA. Se houver fotos no arquivo da comunidade, essas fotos podem ser trazidas por pessoas da comunidade e afixadas em algum painel, conforme se faz a retrospectiva. Na ausência de fotos, podem ser trazidos objetos simbólicos que façam referência ao auxílio recebido, a serem colocados sobre uma mesa, como, por exemplo, uma maquete de um templo, ou de uma casa, etc.

Gloria:
L. Porque Deus nos amou tanto que enviou seu Filho para nascer e habitar entre nós e nos salvar; porque Deus, através do Espírito Santo, permite que nos reunamos em sua casa para louvarmos seu nome e vivermos em comunhão e amor; por toda essa história de amor e de solidariedade entre irmãos e irmãs na fé, nós glorificamos o nome do nosso Deus e sua força atuante entre nós, cantando:

C: Glória, glória, glória a Deus nas alturas, glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.

Oração do Dia:
Querido e amado Deus, tu vieste habitar entre nós para ser o Deus conosco, para caminhar ao nosso lado, para ser nosso Salvador. Tu permites que possamos nos reunir na tua casa para ouvir tua Palavra, para viver comunidade, sendo, participando e testemunhando. Tu nos prometes um reino de paz e de justiça. Querido Deus, assim te pedimos, dá que vivamos em amor uns para com os outros, aguardando a tua chegada entre nós. Dá que sejamos perseverantes na fé, que nossos corações permaneçam voltados a ti e aos nossos irmãos e irmãs, conservando-nos em santidade e amor até a tua vinda. Por Jesus Cristo, que contigo e com o Espírito Santo, vive e reina, de eternidade a eternidade. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

L. Queremos agora nos voltar à Palavra de nosso Senhor para buscar orientação de vida, enquanto indivíduos, enquanto família, enquanto comunidade/paróquia e enquanto IECLB. Para preparar nossos corações a esta Palavra de direção, cantamos:

Hino: HPD II, 381 (1ª estrofe e estribilho) ou HPD I, 117.1

Leitura I - Jeremias 33.14-16
(Sugestão alternativa: leitura realizada por uma criança ou jovem da JE local)

Aclamação do Evangelho: Aleluia
Leitura do Evangelho: Lucas 21.25-36
L. Palavra do Senhor!

Hino: HPD II, 381 (2ª estrofe e estribilho) ou HPD I, 117.2-3

Leitura III: 1 Tessalonicenses 3.9-13
(Sugestão alternativa: leitura realizada por um/a presbítero/a ou senhora da OASE)

Hino: HPD II, 381 (3ª estrofe e estribilho) ou HPD I, 117.4-5

Pregação

Confissão de Fé
C. Recitar juntos o hino HPD II, 360 – Santo és Tu
(Sugestão alternativa: As crianças/jovens recitam a 1ª estrofe do hino 360; os homens recitam a 2ª estrofe do hino 360; as mulheres recitam a 3ª estrofe do hino 360; todos juntos recitam a última estrofe do hino 360) ou
Recitar junto o hino HPD I,88 – Nós cremos todos num só Deus
(Sugestão alternativa: As crianças/jovens recitam a 1ª estrofe do hino 88; os homens recitam a 2ª estrofe do hino 88; as mulheres recitam a 3ª estrofe do hino 88)

Ofertas
L. O que Deus realizou e realiza em nossas vidas é fruto do seu amor e da sua graça, mediante o mutirão de pessoas e organizações próximas. Tomados pelo sentimento de profunda gratidão a Deus pela vida, pela saúde, pelo nosso trabalho, dons, pelas obras erguidas e pela ajuda recebida, podemos agora ofertar. Essa oferta pode ser pecuniária. É um gesto espontâneo da nossa gratidão e traduz sensibilidade e solidariedade. É nossa resposta ao que, generosamente, dia-a-dia, temos recebido de Deus. O que ofertamos é fruto do que outros nos repassam, gerando construção do reino de amor e de justiça, mediante mutirão pleno.
As ofertas deste dia, 1º Domingo de Advento, em todas as comunidades luteranas, segundo o Plano de Ofertas da IECLB, serão destinadas aos projetos comunitários apoiados e mantidos pela OGA (Obra Gustavo Adolfo). É esta oferta sua de gratidão que, através do trabalho da OGA, exemplifica a prática presente em 1º Tessalonicenses 3.12, permitindo assim transformar projetos comunitários em comunidades vivificadas.

Hino das Ofertas: HPD I, 94 ou HPD II, 446

Oração de Intercessão
L. Obedecendo à Palavra de nosso Senhor compartilhada hoje, queremos auxiliar nosso próximo necessitado também mediante uma oração de intercessão:
L. Intercedemos, Senhor, por toda a tua Igreja. Dá a ela coragem e ousadia para transcender barreiras e pedras no meio do caminho, para que possa viver e testemunhar o teu amor junto a quem sofre, consolando, fortalecendo, ajudando e denunciando quando se faz necessário, favorecendo assim a esperança, a dignidade e a paz.
(Uma pessoa idosa deposita sobre o altar uma pequena pedra)
L. Intercedemos, Senhor, pelas instituições diaconais da nossa Igreja, pelos projetos comunitários, pelos lares de acolhida, pelas creches, pelos hospitais e pelos centros de recuperação, onde pessoas desprovidas, quebradas e/ou necessitadas recebem proteção, ânimo de vida e amparo.
(Duas crianças depositam sobre o altar um brinquedo colorido e quebrado)
L. Intercedemos, Senhor, por todos os membros desta Igreja para que aceitem o chamado de Deus colocando dons e habilidades a serviço do próximo, promovendo, destarte, a reconciliação e proporcionando vida digna a todas as pessoas e comunidades.
(Um/a presbítero/a deposita sobre o altar uma maquete de igreja ou uma foto da própria comunidade)
L. Escuta, Senhor, o que, em silêncio, a comunidade aqui reunida traz, agora, diante de ti. (Deixar alguns minutos para orações silenciosas da comunidade)
L. Obrigado Deus, tu que nos conheces, nos ouves e nos atendes dentro daquilo que é bom e devido para todos nós. Amém!

LITURGIA DA CEIA

Preparo da mesa e Ofertório
L. Trazemos à mesa as ofertas recolhidas, o pão e o fruto da videira. Enquanto isso, cantemos:

Hino: HPD I, 141.1-3 ou HPD II,359

Oração do ofertório:
L. Ó Deus, trazemos aqui as ofertas em dinheiro, e em tuas mãos as colocamos. Pedimos-te: abençoa todo trabalho realizado nas comunidades, através do apoio da Obra Gustavo Adolfo. Graças a ti por este serviço.
Também trazemos o pão e o fruto da videira na esperança de que tu os abençoes e que venham a nos servir como alimento para a nossa fé. Somos famintos e sedentos de ti e te pedimos que tu nos sirvas com o alimento que teu Filho nos oferece. Graças a ti, bondoso Deus, por teu Filho Jesus, pelo perdão que ele nos concede e pela salvação.
C. Amém.

Oração eucarística:
L. Deus de todo poder!
Tu criaste tudo o que existe e a cada um/cada uma de nós. E tu manténs toda a tua criação e, assim, também a nossa vida. E em Jesus Cristo, teu Filho amado, tu nos revelaste o teu amor e nos concedes a salvação eterna. Enquanto aguardamos a segunda vinda do teu Filho para consumar a obra da salvação neste mundo, nos reunimos em torno desta mesa, pois o teu próprio Filho, Jesus Cristo, ordenou que assim o fizéssemos.
O Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de cear, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes do cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha.
Suplicamos-te, ó Deus: envia o teu Espírito Santo e faze com que nos tornemos um só corpo que vive e anuncia a esperança no teu reino, pois em ti cremos e em ti esperamos. E nada neste mundo há de nos amedrontar, pois em ti confiamos e esperamos. Pedimos-te: acolhe em tua graça todas as pessoas que em ti creram, em todos os tempos e lugares. Reúne-nos com elas na mesa que o teu Filho nos preparou no teu reino eterno.

C. Por Cristo, com Cristo e em Cristo...
C. Pai nosso...

Fração
L. O pão que partimos e repartimos é a comunhão no corpo de Cristo;
O cálice pelo qual demos graças, é a comunhão no sangue de Cristo.
C. Ó Jesus Cordeiro... HPD I,49 ou HPD II,371

Comunhão

Oração pós-comunhão
L. Agradecemos-te, amado Deus, por nos receberes nesta mesa e fortaleceres a nossa confiança em ti. Gratos e gratas te somos por renovares em nós a esperança, aquela que neste Advento se reacende. Por Cristo, teu Filho amado, nosso Senhor.
C. Amém.

LITURGIA DE DESPEDIDA

Avisos

Hino: HPD I, 1 ou HPD II,308

Bênção
Que o Senhor Deus te abençoe, concedendo-te um iluminado tempo de Advento. Que a criança Jesus de Nazaré, na sua humildade e bondade, te anime na busca por um mundo mais justo e fraterno. Que o agir do Espírito Santo faça brotar sinais do amor de Deus entre nós. Que assim nos abençoe Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Liturgia elaborada por Pa. Sheila R. Janke, P. Everton R. Bootz e P. Martin Volkmann

REDE DE RECURSOS
+
ECUMENE
+
Procurem a ajuda do Senhor. Estejam sempre na sua presença.
Salmo 105.4
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br