Lucas 2.1-7 - Noite de Natal - 24/12/2020

Caderno de Cultos 2020 - Sínodo Mato Grosso

30/09/2020

24/12/2020 - NOITE DE NATAL
Pregação: Lucas 2.1-7; Leituras: Isaías 11.1-9 * Salmo 96 * Romanos 1.1-7 ou Gálatas 4.4-7
Rafael Carneiro – Paróquia de Matupá/MT

ACOLHIDA
Sejam todos bem vindos. Hoje celebramos o Natal. Deus está comigo e contigo, por isso, podemos seguir adiante, em louvor e adoração, como diz o Salmo 96. Vamos cantar de gratidão e adoração. Louve a Deus neste culto.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº - Hinário – Seu nome é maravilhoso

Ou: Nº ____________________________________________________

LITURGIA DE ABERTURA

SAUDAÇÃO
Neste culto estamos na presença de Deus Pai, que planeja a história da salvação, em nome de Jesus Cristo que entra na história para realizar a salvação e em nome do Espírito Santo que está conosco em nossa história para nossa salvação.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº - 192 – Livro de Canto – Creio, Senhor, que és Deus
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Jesus é Deus encarnado que nasceu para que toda a humanidade pudesse ter vida plena e abundante. Porém, o pecado nos tira a paz e o sossego, por isso queremos nos colocar diante de Deus em oração. Oremos:
Querido Pai, revelaste teu rosto ao mundo através do menino nascido em Belém. O mundo viu a tua glória. Jesus morou no meio de nós. Perdoa-nos por duvidarmos desse mistério singular. Perdoa-nos quando usamos o nascimento de Jesus para aumentar as vendas no comércio. Perdoa-nos quando confundimos o Natal com outra festa qualquer. Por tua infinita graça e em nome de Jesus nós pedimos. Amém!

ANÚNCIO DO PERDÃO
O Senhor, nosso Deus, é bondoso e misericordioso e os aceitará se vocês voltarem para ele (2 Crônicas 30.9). Todo aquele que, de todo coração, se volta para o Senhor, Ele os recebe. Alicerçados nesta palavra, podemos ter a certeza que, sim, Ele nos concede o seu perdão.

KYRIE
Jesus, Senhor misericordioso! Ninguém como Tu, viu e ouviu as dores deste mundo. Ninguém como Tu, experimentou as consequências do pecado e do mal. Ninguém como Tu, pode intervir diante dos sofrimentos em nossas casas e nossos corações. Tu também podes agir diante das injustiças sociais, sejam elas locais nacionais ou mundiais. A Ti clamamos por misericórdia. A Ti clamamos especialmente por aqueles/as que não conseguem ver alguma esperança neste Natal; por aqueles/as que não sentem nenhuma alegria neste Natal. Nós clamamos e cantamos: Tem Senhor piedade (3x).


GLÓRIA IN EXCELSIS
Queremos glorificar o Deus que nos perdoa e que não abandona o mundo. Cantamos o hino:
73 – Livro de Canto – Ontem, hoje e para sempre

ORAÇÃO DO DIA
Grandioso Deus, agradecemos que tu te fizeste tão pequeno em Jesus para vir ao nosso encontro. Obrigado pela tua encarnação em Jesus que nos lembra, de maneira ainda mais intensa, que és um Deus presente e próximo de Teus filhos. Obrigado pela tua presença graciosa e consoladora mesmo quando passamos pelos momentos mais incomuns de nossas vidas. Dá com que a Tua Palavra nos oriente e capacite para o testemunho do Teu Evangelho Poderoso. Que Teu Santo Espírito abra nossos ouvido e corações para recebermos o Teu Evangelho. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 11.1-9

2ª Leitura Bíblica: Romanos 1.1-7

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº - 379 – HPD II – Estou pronto, Senhor

PREGAÇÃO

Neste culto nós ANUNCIAMOS O NATAL! Nesta data recordamos o nascimento do nosso salvador. Jesus não caiu do céu como homem adulto, aos trinta anos de idade, como imaginou um tal Marcião de Sinope (numa cidade na província romana) após 100 anos que cristo havia sido morto e ressurreto. Um menino chamado Jesus Nasceu. Deus encarnou. Deus quis ser menino e se desenvolver como homem entre nós. E nós precisamos nos esforçar em olhar para esta data da maneira correta, com um olhar que percebe o significado pleno do Natal. Por isso te convido para a leitura bíblica Lucas 2.1-8.

Estamos na história do nascimento de Jesus. As profecias se cumprindo: O Menino Deus estava nascendo. 1) Da Belém, Efrata que havia dito o profeta Miquéias estava surgindo o Governador de Israel, e; 2) Ou como disse profeta Isaías, o menino cujo governo do mundo estaria sobre seus ombros nasceu. E quando ouvimos a leitura e o primeiro nome que lemos é o do Imperador Augusto, ou Cesar Augusto. No perguntamos: ora, por que ou para que citar o imperador? Por que este Augusto é importante aqui? Penso que 2 motivos razoáveis nos são dados:

Razão 1: Primeiro porque os dias de César Augusto e do rei Herodes constituem o centro da história universal. Significa: na época do mais poderoso e mais extenso império mundial, a saber, do Império Romano, nasce Jesus. César Augusto era o homem mais poderoso do mundo. Naquela época pensava-se que Roma era a luz do mundo. Mas eles não são a luz do mundo. Cesar não é a luz do mundo! Assim como hoje temos os nossos Cesares: os impérios, os governos dos países ricos, os poderosos que acham que são a luz do mundo. Mas eles não são a luz do mundo! Porque a luz do mundo nos chega quando nos chega o Natal!

Você sabe que apesar da época básica ser relatada aqui (durante o reinado de Cesar Augusto), não temos nem aqui e nem em qualquer outro local na bíblia a descrição de que Jesus nasceu no dia 25/12. Na realidade Jesus não nasceu no mês de dezembro e isso é uma certeza. Dezembro não era época de os pastores estarem nos campos em Israel, na Palestina, (v.8) por ser uma época de MUITO frio, até neve chega a cair.

Por outro lado a história nos diz que a igreja acolheu esta data por que era a data que os Romanos cultuavam o Deus Sol. Então achou-se muito bom adorar o menino Jesus nesta data, tirando assim o foco do Sol e colocando o verdadeiro Deus, Jesus Cristo, no centro. Já que verdadeiramente é Ele quem traz luz ao mundo. Isso significa que não precisamos e nem devemos idolatrar a data. Natal não é uma data. Acima de uma data, natal é um fato. Natal é um dia em que Deus intervém na história humana para salvá-la. Deus se fez gente, e viveu entre nós. Deus Conosco! E está entre nós! Natal é hoje, amanhã, mês que vem.

Os dias de nascimento dos grandes homens daquele tempo, p. ex., Augusto, Tibério, etc., são informados da maneira mais exata possível. As obras historiográficas informam essas datas. Parece que os evangelistas que escreveram acerca de Jesus não estavam nem um pouco preocupados com isso. O propósito não era comunicar conhecimento científico, na realidade não visavam redigir uma biografia de Jesus ou editar uma obra historiográfica científica. Mas sim despertar fé. Natal não é objeto de conhecimento científico, mas de experiência de fé.

Razão 2: A segunda razão é registrar que este imperador ordenou que fosse feito uma contagem do povo. Os censos eram feitos por 2 motivos basicamente: 1) Ostentar, redefinir e impor impostos e 2) Ostentar força de exército, descobrir quem mais poderia servir.
José e Maria moravam no norte do país. Porém José era naturalmente sulista, de Belém. Visto que cada um deveria se registrar na cidade natal, foi o casal para Belém. Isso é significativo, na cidade de Davi deveria nascer o salvador segundo os profetas. Ou seja, o imperador Augusto foi usado para que se cumprisse a profecia de que o Messias nasceria em Belém, Cidade do rei Davi. Ou seja, os poderosos não têm poder sobre o Reino de Deus. Em Jesus, o Reino de Deus chega, e já chega evidenciando que a grande salvação da humanidade foge do poder deles. Porém vem nos ombros do menino de Belém.

ONDE CRISTO NASCE: Então Maria deu à luz o seu primeiro filho. Enrolou o menino em panos e o deitou numa manjedoura, pois não havia lugar para eles na pensão. (VS.7). José e Maria estão em Belém, indo para uma espécie de “cartório” numa viagem longa e cansativa para serem contabilizados. Agora, percebam, Não havia lugar na hospedaria. O Cristo nasceu em uma humilde manjedoura, animais foram seus assistentes (V. 7). O significado disso? Jesus nasceu apenas onde lhe foi permitido ir, não havia alojamento para ele. Homens de posição teriam o evitado como indigno deles: Cristo só nasce na vida daquele que a isso lhe dá permissão.

Jesus procura uma entrada nos corações das pessoas e não a encontra; continua procurando, e continua sendo rechaçado. Porque estudar a bíblia, orar poucos querem. Buscar viver como Deus quer: amando as pessoas e indo atrás dos que não conhecem Cristo lhes anunciar a salvação poucos querem. Mas a correria do dia-a-dia continua. E atrás do que? Nada! Nada que valha realmente a pena! Ou em busca dos nossos próprios interesses, prazeres e objetivos egoístas.

ALERTA: Também nos nossos dias é possível que pessoas passem o Natal e não acolham o menino Jesus. Jesus requer espaço no seu coração. Jesus quer e deseja que neste Natal você para de prestar atenção em coisas sem valor, como compras e mais compras, presentes e mais presentes, Papai Noel, etc. e dê valor a quem te valorizou primeiro te trazendo a salvação.

Natal é arrependimento, renovação da mente... Garanto a você que uma vez nascido nos corações e mentes, Cristo transforma os homens e mulheres à sua própria imagem. E aí é chegado o Reino de Deus nestas vidas.

O NASCIMENTO E A MORTE SÃO INSEPARÁVEIS: Uma das coisas que mais me chamam atenção ao manusear a bíblia é folhar os evangelhos, onde, chegando no fim do relato da morte de Cristo, por exemplo de Marcos 16, folhamos mais uma página e logo estamos em Lucas 1, ou seja, novamente em um novo relato em outra versão da história do nascimento de Jesus e nos deparamos com o Natal. Nascimento. Assim é de Mateus pra Marcos e de Lucas pra João.

Penso que faz total sentido estar a história da morte de Jesus próximo da que conta o nascimento de Jesus. Isto porque estes fatos são inseparáveis, um depende do outro. E juntos falam da intervenção de Deus na história humana.

Aí você me diz: Mas na prática isso não vai mudar nada: vivo dias recheados de problemas. O que fazer com eles? Você está doente, ou um parente seu nunca sai do leito do hospital? O enterro daquela pessoa querida mal acabou?

Porque se é verdade que uns vão curtir o feriado, outros não têm pra onde ir, estão sós. Se uns comem muito, outros comem pouco. Uns se alegram e estão de bem com a vida, outros choram. Difícil! Mas independente da aparente circunstância da tua vida, mesmo quem está aparentemente bem hoje, pode estar mal amanhã. Somos marcados por momentos transitórios. E momentos não são o todo da nossa vida. Eles vão e vem. Talvez você poderia deixar essa palavra te tocar: busque fazer a diferença na vida de alguém que sofre hoje.

Agora, a verdade é que, o mundo todo está enegrecido pela mais escura das noites, a noite da morte espiritual. A noite caracteriza este mundo. Deus disse: Chega disso! A benção que Jesus veio nos trazer, não é medido pela quantia de dinheiro que temos na nossa conta. Ou pela qualidade daquilo que comemos no natal. Jesus nos trouxe a benção da paz de estarmos com Deus novamente. Aqui e agora, e depois na vida eterna.

CONCLUSÃO: Concluo dizendo que PASSAR o Natal é ignorar Cristo, o Menino de Belém. VIVER o Natal é acolher Cristo em nossa vida, na nossa casa, na nossa família. Não apenas no dia 25, mas hoje, amanhã e sempre. REFLITA: Cristo, o Menino de Belém que cresceu e morreu por ti, Ele já nasceu em seu coração? E você têm espalhado e animado outros a viver com Cristo?

HINO
Nº 170 – Livro de Canto – Meu irmão tu precisas falar

CONFISSÃO DE FÉ
Em resposta ao Evangelho lido e pregado, queremos confessar juntos a nossa fé com as Palavra do Credo Apostólico, que dizem: Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº - 13 – HPD I - Noite Feliz (convidar a comunidade a desejar uns aos outros um feliz e abençoado natal.)

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________


PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Bênção

ENVIO
Envio

CANTO FINAL
Nº 287 – Livro de Canto – Cuida bem


Autor(a): Missionário Rafael Fernando de Oliveira Carneiro
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Natal
Perfil do Domingo: Véspera de Natal
Testamento: Novo / Livro: Lucas / Capitulo: 2 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 7
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2020
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 59211
REDE DE RECURSOS
+
Um cristão é um ser alegre, mesmo que passe pelo maior desgosto, pois o seu coração se alegra em Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br