Lucas 20.27-38 - 22º Domingo Após Pentecostes - 10/11/2019

Caderno de Cultos 2019 - Sínodo Mato Grosso

06/09/2019

10/11/2019 – 22º DOMINGO CALENDÁRIO LITURGICO
Texto de prédica: Lucas 20.27-38 ;
Jó 19.23-27a, Salmo 17.1-9, 2 Tessalonicenses 2.1-5, 13-17
Autora - Miss. Rosimere M. Ramlow Becker - Paróquia de Matupá


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Ler versículo das senhas diárias. Que a paz de Deus esteja com cada um aqui neste momento.


Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA

Nº 383 – HPD –Salmo 19
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Que a graça do Senhor Jesus, o amor de Deus, O Pai, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos nós nesta noite. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
197 – HPD I – Buscai primeiro
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Querido Pai, tu és Santo, Justo e Amoroso, diante deste teu grandioso amor e misericórdia queremos lembrar o sacrifício de Jesus Cristo na cruz que se entregou por nós. E diante de tanto amor, nós quebrantados e humildes queremos confessar toda a nossa culpa e pecados perante o Senhor, clamado pelo teu perdão. Graças te damos que de forma tão graciosa olhas para nós e nos perdoa, nos limpando de toda culpa e mancha do passado. Limpa-nos completamente para que novamente possamos te servir com grande alegria de coração. No nome de nosso Senhor Jesus Cristo, oramos! Amém!

ANÚNCIO DO PERDÃO
O Senhor é bondoso e misericordioso e os aceitará se vocês voltarem para ele (2 Crônicas 30.9). Todo aquele que, de todo coração, confessa ao Senhor, Ele os recebe, assim como o filho pródigo é recebido de braços abertos pelo Pai amoroso. E assim Ele nos concede o seu perdão gratuitamente.

Cantemos: Tem Senhor piedade...


ORAÇÃO DO DIA

Agraciados por ti pelo dom da vida e pela oportunidade de te servir queremos declarar todo o nosso amor pelo Senhor. Queremos te agradecer por todas as ricas dádivas que generosamente tu nos ofertas diariamente. Agradecemos pela família que temos, por comida e bebida, roupas, casa, lar e toda a proteção. Continuas a falar ao nossos corações, pois hoje precisamos ouvir a tua Palavra e necessitamos de um toque todo especial de sua mão. Fala Senhor, que teus servos ouvem! Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Jó 19.23-27a

2ª Leitura Bíblica: Salmo 17.1-9

3ª Leitura Bíblica: Tessalonicenses 2.1-5, 13-17

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 437 - HPD – Quando o Espírito de Deus soprou

PREGAÇÃO
Lucas 20.27-38 - A Realidade da ressurreição
Na época de Jesus tinham dois grupos bem distintos que definiram modos distintos de viver religião os fariseus e os saduceus. Ouvimos falar mais dos fariseus que eram aqueles que se dedicavam mais as questões relativas à observância das leis de pureza ritual. Os saduceus, por sua vez, eram pessoas da alta sociedade, membros de famílias sacerdotais, cultos, ricos e aristocratas. Faziam interpretações sóbrias sobre a Lei de Deus. Mas se opunham aos fariseus pois não acreditava na vida após a morte. Eles não contavam com o afeto popular como os fariseus. Mas eram muito influentes pois tinham o poder religioso e político em suas mãos. Vemos então o destaque para a principal diferença entre os dois grupos: A fé na ressurreição.
Pois o versículo 27 diz “Alguns dos saduceus que diziam que não há ressurreição, aproximaram-se de Jesus...” E o interessante que o questionamento deles foi exatamente sobre a questão da ressureição, v. 33 “Na ressurreição, de quem ela será esposa, visto que os sete foram casados com ela?” Ou seja era uma pergunta estilo pegadinha para Jesus. Queriam pegá-lo em alguma contradição.
Assim agem os incrédulos de hoje também, sempre céticos, mas querendo instigar os que creem.
Vamos nos ater a questão principal aqui, a fé na ressurreição. Ela é real? Vivemos como se de fato fosse? Parece que as maiorias de nós têm vivido a vida como quem não aguardando algo além dessa vida. Vivemos preocupamos com o aqui e agora, com o hoje, com o trabalho, damos tanto valor aos bens materiais que até mesmo os relacionamentos são desprezados. Tudo isso são indicativos de que vivemos o imediatismo onde a tendência é agir em função do que oferece vantagem imediata, sem considerar as consequências futuras. Podemos ouvir muito fácil isso nas expressões em festas regados a bebidas e guloseimas “só hoje” ou “hoje pode”, mas essas expressões se repetem com frequência exagerada dando um falso consolo para aqueles que estão quebrando uma dieta ou tratamento. E que com essa quebra do só hoje, sabemos as consequências que se dará com o tempo.
E assim podemos refletir a nossa vida de fé. Hoje não tenho tempo para ir ao culto, pois estou cansado, mas Deus sabe então vou ficar descansando em casa. Outro dia eu vou. E assim passam os dias, o que com o passar do tempo também vai nos acarretar grandes consequências na vida espiritual.
Ter a fé na Ressurreição é imprescindível para uma vida saudável, tanto física, emocional , quanto espiritual. Pois cremos numa continuidade, no que há de vir. Cremos no que Jesus conquistou quando morreu vencendo a morte ao ressuscitar no terceiro dia. Nós cristãos temos o privilégio de termos a fé num Deus que está vivo e rege a história.
Mas sabemos que nem todos, hoje, mesmo aqui dentro da igreja creem assim. Talvez hoje temos dúvidas! Ter dúvidas na caminhada de fé é normal, mas precisamos buscar as respostas a essas dúvidas no lugar certo, na Palavra de Deus.
1. Dúvida se há ressurreição = Você crê em Cristo? Então creia na ressurreição! Pois como diz 1 Coríntios 15.19 “Se é somente para esta vida que temos esperança em Cristo, somos, de todos os homens, os mais dignos de compaixão”. Que Jesus ressuscitou podemos crer, pois é um fato histórico, ele apareceu a mais de 500 pessoas conforme o mesmo texto de Paulo aos coríntios versículo 6. E fato é fato! Jesus afirmou que Deus não é deus de mortos, mas de vivos, pois para ele todos vivem. Pois para Deus todos vivem inclusive aqueles que nos antecederam na morte e serão despertos pela voz do Cordeiro.
2. Dúvida de como será = Não teremos necessidades de laços afetivos e familiares como hoje. Talvez a primeiro modo isso nos pareça estranho e até injusto devido ao grandioso amor que nutrimos pelos nossos entes queridos. Mas tudo isso se dissipa quando olhamos para a explicação de Jesus dizendo que na ressurreição não casaremos mas seremos como os anjos. Na versão “A Mensagem, Bíblia em Linguagem Contemporânea” de Eugene Peterson, o versículo 36 diz : “Estaremos em uma outra realidade. Toda intimidade estará concentrada em Deus.” Percebemos então como essa nova realidade dará lugar a antiga e satisfará todo o nosso ser por intimidade e amor. A presença constante do próprio Deus nos satisfará. O que se refere a conhecer e amar as demais pessoas com certeza será o amor muito mais puro e perfeito que o que existe hoje. Amor de anjos!
Essa mensagem da ressurreição nos enche o coração de esperança para viver a mensagem do Evangelho que traz transformação de vida e vida que se renova em meio a dor e a morte e nos faz desejar estar um dia neste lar eterno prometido por Deus o qual Jesus nos foi preparar lugar.
Para refletir e Praticar durante a semana:
1 – Minhas atitudes mostram uma fé morta num Cristo morto? Ou minhas atitudes tem demonstrado que minha fé é viva num Cristo vivo?
2 - Como a minha fé no Cristo ressuscitado tem impactado a minha maneira de viver na família, no trabalho, em Comunidade?
Que Deus nos dê sabedoria para vivermos hoje, sabendo que tudo que fazemos tem consequências e que um dia prestaremos contas a Deus, não somente para um rude juiz, mas para um pai amoroso! Deus nos abençoe!
HINO
Nº - 519 – Livro de Canto – Jesus Cristo é Rei e Senhor

CONFISSÃO DE FÉ
Como resposta a pregação que ouvimos queremos como cristãos unidos confessar a nossa fé:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
166 - HPD I– Dá-nos olhos claros

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti , e tenha misericórdia de ti, Que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Amém!
ENVIO
Que Deus nos abençoe e que o sirvamos com amor e alegria!

CANTO FINAL
Nº 73 – Livro de Canto – Ontem, hoje e para sempre
 


Autor(a): Missionária Rosimere Becker
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 22º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Lucas / Capitulo: 20 / Versículo Inicial: 27 / Versículo Final: 38
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 53089
REDE DE RECURSOS
+
Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.
Filipenses 2.4
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br