Lucas 23.33-49 - Sexta-feira da Paixão - 19/04/2019

Caderno de Cultos 2019

19/04/2019

Sexta-feira da Paixão - 19/04/2019
Pregação: Lc 23.33-49 Leituras: SL118.1-2;14-24 1Co15.19-26 JO20.1-8 Lc 24.1-12
Miss. Sérgio Rocha – Comunidade Chapadão do Céu - GO

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Boa dia sejam todos bem vindo na casa do Senhor neste dia muito especial onde se encontramos como comunidade expressando nossa fé em conjunto. Hoje sexta feira santa somos chamados a lembrar quando Deus entregou seu Filho Jesus Cristo para morrer em nosso lugar e nos dar a vida eterna. E ressuscitou por isso podemos crer no amanhã. Por meio da morte de Cristo nós somos salvos.
ACOLHIDA AO VISITANTES: Queremos acolher as pessoas que nos visitam, desejamos que todos se sintam bem e possam expressar a sua fé no Senhor Jesus.
Canto de entrada
Nº 53 Ó fronte ensanguentada
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Estamos reunido neste culto em nome e na presença do Deus Pai criador e sustentador de tudo, Deus Filho nosso Senhor e Salvador e Deus Espirito Santo aquele que nos congrega em comunidade.

CANTO DE INVOCAÇÃO
365 – HPD II –Vem, Espírito Santo
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Deus Pai somos gratos a ti por nós acolher como filhos amados. Mesmo não merecendo tamanha graça. O Senhor nos acolhe quando nos pecamos e nós sabemos muito bem que nosso pecado nos afasta da presença gloriosa do Senhor. Pedimos perdão pela nossa desobediência, quando não levamos o Senhor a sério, quando negligenciamos a tua palavra. Que o ato Redentor possa nos limpar e purificar dos nossos pecados que aqui confessamos ouça Senhor nosso Deus a nossa oração que por seu amor possamos receber o Perdão
ANUNCIO DO PERDÃO
Deus o nosso Pai é a fonte esgotável de amor e misericórdia pois se confessarmos os nossos pecados Ele Jesus fiel e Justo para perdoar e nos purificar de todos os nossos pecados. Vinde a mim todos vocês que estão cansado e sobre carregado eu vos darei alivio (Mt 11.28).
Oração do dia.

Bendizemos o seu nome Senhor, pelo teu grande amor, pelo qual entregaste teu amado Filho por nós. Acompanha a caminhada do teu povo para que este não se esqueça do teu agir em seu favor. Fortalece-nos com tua forte mão ajuda nós a ouvir a tua Palavra e as coloca-las em prática. Fortaleça no amor e nos oriente nos caminhos a seguir. Isso te pedimos em nome de Jesus Cristo, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina de eternidade a eternidade. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA
LEITURAS BIBLICAS
1ª Leitura Bíblica: SL118.1-2;14-24
2ª Leitura Bíblica: 1Co15.19-26; JO20.1-8 Lc 24.1-12

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
379 – HPD II – Estou pronto Senhor

PREGAÇÃO: Lc 23.33-49
A mensagem da Redenção
Queridos irmãos a festa da páscoa havia chegado Jesus Cristo sabendo que havia chegado a sua hora decisivamente marchou para Jerusalém, Ele já havia alertado seus discípulos que haveria de ser entregue nas mãos dos homens, para ser preso para ser crucificado e morto.
Quando Jesus chegou em Jerusalém um multidão o recebe o aplaude e com folhas de Palmeiras saldavam com hosanas ao que estava vindo em nome do Senhor. A cidade de Jerusalém estava tomada de muita gente, um movimento intenso. Jesus ordenara aos seus discípulos a prepararem para Ele um local especial para celebrarem com ele a páscoa. Jesus sabia que a hora traçada na eternidade havia chegado.
Ali no cenáculo Jesus cristo ministra ao seus discípulos mostrando que havia os amados e os amou até fim. Jesus ali no cenáculo cingi com uma toalha pega uma bacia e lava os pés dos seus discípulos.
Jesus ministra ao seus discípulos falando que iria para Pai mas que enviaria o consolador e não os deixaria órfão, Jesus fala da casa do Pai que havia preparado para eles um lugar que Voltaria para eles, para que onde Ele estivesse todos pudesse estar também.
Jesus ora pelos seus discípulos, intercede por eles, agradece ao Pai porque nenhum deles perecia exceto o filho da perdição. Então Jesus institui a Ceia pega o pão dá graça parte distribui aos seus discípulos dizendo este é meu corpo que dado por voz tomai e comei, fazei isto em memória de mim, depois pega o cálice e diz tomai e bebei dele todos este cálice da nova aliança feita no meu sangue. Depois da Ceia Jesus sai do cenáculo e vai para os montes das Oliveiras no jardim do Getsemani onde ele costumava orar com seus discípulos. Diz a bíblia que ele chama Pedro, Tiago e João para os 3 ele admite que sua alma está profundamente triste até a morte ficai e vigiai comigo. Jesus caminha mais adiante começar orar, Livro de Hebreus diz que ele orava com forte clamor e lagrimas a sua oração tinha um proposito especifico Pai se possível passa de mim este cálice. Jesus se voltou para seus discípulos eles estavam dormindo, Jesus ora com mais intensidades seu suor começa a transformar em gotas de sangue. Jesus clama Pai se não é possível passar de mim este cálice que se cumpra em mim a tua vontade. Diz a Bíblia que um anjo veio para conforta-lo Jesus levanta daquela oração fortalecido ao ponto de enfrentar aquele grande drama da redenção. Jesus Cristo não é preso no Getsêmani, Ele se entregou.
Jesus caminha pela ruas e vielas estreitas sob os gritos da multidão sangues sedentas, debaixo dos açoites e dos escárnios, seu corpo já surrado sangrando e peso do madeiro maldito, arrumou alguém que ajudasse carregar o madeiro Simão Cireneu, até chegaram no topo do calvário o Gólgota onde crucificaram a Jesus, junto dos dois salteadores um do lado direito e outros lado esquerdo, ladrões malfeitores.
No retrato tem 3 cruzes no calvário elas representam a verdade que Jesus Cristo e aquele que divide os homens apenas em dois grupos: não ricos e pobres, não em capitalista e socialista, mais sim aos olhos de Deus os que são salvos e os que estão perdidos.
Vamos olhar para as 3 cruzes.
1° delas a cruz do centro, a cruz da salvação ali estava pregado o criador do universo aquele que mediu o céu a palmos. O rei da glória, o Senhores dos Senhores. Ele estava na cruz do centro não por ele ser o maior pecador. Pois ele não tinha pecado. Jesus estava na cruz do centro Ele assumiu nosso lugar como nosso substituto. Deus lanchou sobre Jesus a nossas iniquidades.
Ele se fez maldição por nós, naquele momento não havia beleza ouve trevas ao meio dia. Naquele momento o Pai precisou desampara-lo porque ele foi feito pecado por nós e Deus é santo e não pode contemplar o mal, Na cruz do centro estava você e eu. A cruz do centro revela para nós o amor insondável indescritível de Deus. Jesus foi para cruz não porque Judas o traiu, não porque os judeus o entregaram por inveja, Jesus foi para cruz porque o Pai o entregou por amor a você e a mim.
2° A segunda cruz e a da esquerda revela que este homem estava perto de Jesus mais perdeu sua última oportunidade. Ele podia escutar Jesus, se ele não estive preso ele podia tocar em Jesus, este homem estava na mesma situação daquele outro homem. Apesar de estar tão perto de Jesus e ao mesmo tempo da morte ele não se arrepende, continua rebelde e com coração endurecido.
Este homem até clama mas não tem quebrantamento, ele não se arrepende, não se humilha.
Existem pessoas que apesar de ter vivido um vida toda na transgressões, no pecado na desobediência à margem da vida chega no final da vida sabe que vai morrer continua rebelde ele diz salve a ti mesmo e nós também.
Ele queria ser salva não da condenação eterna ele queria ser salvo das consequência imediata dos seus erros. Ele queria ser salvo a sua maneira.
Quantas pessoas hoje querem ser salvas do seu próprio jeito. Salve a ti e anos também. Se jesus descesse da cruz nós desceríamos no inferno. A única maneira de sermos salvos e pelo sacrifício Cristo, por sua morte, pelo seu sangue que foi vertido na cruz do calvário.
3° A cruz da era também de um ladrão alguém que perturbava a sociedade, não respeitava a propriedade alheia aleguem que vivia a margem da lei e um dia este homem foi apanhado e foi julgado e condenado, este sabia que ia sofrer! Ele foi crucificado ao direito de Jesus ele escarnece e insulta a Jesus.
Mas quando Jesus abre a boca e diz Pai perdoa eles não sabem que fazem! Esta palavra penetra no coração dele como uma espada. Ele percebe que não está diante de um criminoso mais sim diante daquele que é santo, daquele que é inocente, daquele que é salvador. Algo dentro deste homem da cruz da direita mudou ele reconheceu seu erro, este homem representa todos aqueles que são culpados pecadores que merecem o juízo de Deus que estão condenados a morte, mais ainda tem uma chance de serem salvos.
Este homem revela temor a Deus, isso acontece na pessoa salva. Enquanto nós pensamos que pecado é simples não tem problema, nós não podemos ser salvos. O temor gera em nós a compreensão que merecemos ser condenados reconhece pecador. E o julgamento que estamos recebendo e justo estamos colhendo que plantamos. Este homem pensou desta forma.
O ladrão da cruz do lado direito reconheceu que Jesus era inocente, e que Jesus Cristo estava na cruz não pelos seus pecados mais pelo nossos pecados ele é o cordeiro santo de Deus. Ele foi para cruz para nos salvar. Jesus é único que pode salvar o ser humano. Então devemos se render diante de Jesus e confessar com nossa boca que Jesus é o nosso salvador para glória de Deus.
Amém

CONFISSÃO DE FÉ
Como resposta a palavra que acabamos de ouvir e movidos pelo Deus de amor queremos agora confessar a nossa fé.
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 50 - Hinário HPD – Nosso corações pertencem

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
Querido e amado Senhor te agradecemos pelo culto que tivemos te damos. Agradecemos por tua palavra que é uma palavra viva e que tem falado a nossos corações. Senhor Deus que possamos aquietar diante da cruz para que possamos ouvir a tua voz e assim obedecer os teus mandamentos.
Não permita Senhor que a agitação a nossa volta não nos faça ouvir a tua voz. Que sejamos lembrados constantemente que o está consumado da cruz do Calvário nos traz vida nova e abundante. Que tenhamos um coração grato pela benção que recebemos diante da entrega de Jesus.
Assim também Senhor ouve os nossos pedidos: e nos assista com sua forte mão. Deus obrigado por ser tão fiel para com seus filhos obrigado Senhor. E os demais pedidos que tenhamos colocamos na oração que teu Filho Jesus nos ensinou.
Pai nosso ...
LITURGIA DE DESPEDIDA
AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
BÊNÇÃO
Que o Senhor te abençoe e te guarde. Que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia ti, que o Senhor faça resplandecer sobre e te de a paz amém
ENVIO
uma semana abençoada vão na Paz do Nosso Deus e o sirva com alegria nesta nova semana.
CANTO FINAL
459 – HPD II – Oração da Igreja


Autor(a): Missionário Sérgio Rocha
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Quaresma
Perfil do Domingo: Sexta-feira Santa
Testamento: Novo / Livro: Lucas / Capitulo: 23 / Versículo Inicial: 33 / Versículo Final: 49
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 50518
REDE DE RECURSOS
+
Assim como o fogo sempre produz calor e fumaça, também a fé sempre vem acompanhada do amor.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br