Marcos 7.24-37 - 15º Domingo Após Pentecostes - 05/09/2021

Caderno de Cultos 2021 - Sínodo Mato Grosso

05/09/2021

05/09/2021 – 15º Domingo Após Pentecostes
Pregação: Marcos 7.24-37; Leituras: Isaias 35.4-7a; Salmo 146; Tiago 2.1-10(11-13),14-17
Miss. Dulcenelda Schneider - Paróquia de Santarém - PA


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia. Que grande alegria, podermos estar aqui reunidos como Corpo de Cristo, Sua Igreja. Que possamos todos sentir-se bem vindos sob a presença de Jesus.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
8 – Livro de Canto – Canção de chegada

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Nós estamos reunidos aqui em nome do Trino Deus, Pai, Filho e Espírito Santo.Amém.
Alegrem-se sempre no Senhor; outra vez digo: Alegrem-se. Filipenses 4.4

CANTO DE INVOCAÇÃO
26 – Livro de Canto – Reunidos aqui

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Amado Deus e Pai, estamos diante de ti, em mais um Domingo, dia de descanso, dia do Senhor. Dia em que Tu nos convidas a nos reunirmos em tua casa como um só corpo. Sabemos Pai que a rotina do dia-a-dia tem tomado o nosso tempo e esfriado para muitas pessoas, a compreensão, do verdadeiro significado de podermos em liberdade nos reunir como Corpo de Cristo, e o real sentido, da grandeza e do amor de Deus por cada um de nós. Confessamos que estamos acostumados muitas vezes a assim agir, por isso te pedimos, ajuda-nos Senhor a reconhecer a falta de compromisso contigo. Abra os nossos olhos Senhor e ajuda-nos a reconhecer os nossos pecados, muitos deles ocultos aos nossos próprios olhos. Perdoa Senhor quando colocamos outros fundamentos e outros alicerces senão a Ti em nossa vida. Perdoa pelas vezes que celebramos, mas não comprometidos com os Teus ensinamentos e verdades. Dá que possamos ser filhos e filhas corajosos no sentido de agradecer, louvar, servir e obedecer, a cada novo dia. Por Teu Filho que morreu pelos nossos pecados, nosso Senhor e Salvador que pedimos . Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Para quem confessa o seu pecado e de coração se arrepende ouve de Deus as palavras de perdão: “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas aqueles que os confessa e deixa, alcançará misericórdia” (Pv 28.13).

KYRIE
Pedimos a Deus por todas as pessoas que ainda não o conhecem, sofrem dores e necessidades também físicas. Pedimos também pela Palavra que ela possa se tornar conhecida em toda a humanidade. Cantemos: /: “Ouve, Senhor. Eu estou clamando, tem piedade de mim e me responde. :/ (63 – Livro de Canto)

GLÓRIA IN EXCELSIS
Manifestemos Glória a Deus cantando juntos: Glória, glória, glória a Deus nas alturas. Glória, glória, paz entre nós, paz entre nós. ( 65 – Livro de Canto )

ORAÇÃO DO DIA
Misericordioso Deus e Pai, que venceste o poder da morte, pela ressurreição de Jesus Cristo, teu Único Filho, e que desejas que cada um de nós testemunhe isto ao mundo através de palavras e ações, concede a cada um de nós fé e ilumina o nosso entendimento para que possamos olhar além túmulo, a fim de que nossos ouvidos e nosso coração percebam o que os nossos olhos não podem ver e as nossas mãos não podem tocar. Pedimos a Tua bênção em nome de Teu Filho amado, Jesus Cristo. Amem.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaias 35.4-7a

2ª Leitura Bíblica: Salmo 146

3ª Leitura Bíblica: Tiago 2.1-10(11-13),14.

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
152 – Livro de Canto – Pela Palavra de Deus

PREGAÇÃO
Marcos 7.24-37
Prezada comunidade!
O texto deste evangelho nos apresenta dois relatos:
O primeiro relato, sobre a mulher siro-fenícia (7.24-30) - tem a ver com a atitude de Jesus frente aos gentios. Jesus tem como objetivo mostrar aos judeu-cristãos que também para os pagãos a fé abre caminho para Jesus. A cena, mostra uma mulher estrangeira muito preocupada com sua filha, que está possuída de um espírito imundo. Sua preocupação a leva a ultrapassar barreiras e a rogar aberta e publicamente a Jesus que retire o demônio de sua filha.
Jesus, que estava buscando um lugar tranquilo porque queria e necessitava estar a sós, responde da seguinte maneira: “Deixe que os filhos comam primeiro. Não está certo tirar o pão dos filhos e jogá-lo para os cachorros” (v. 27). Mas a mulher, com essa resposta, não se dá por vencida. Ela insiste se mostra firme em seu pedido: “Mas, senhor, respondeu ela, até mesmo os cachorrinhos que ficam debaixo da mesa comem as migalhas de pão que as crianças deixam cair” (v. 28). A mulher mostra estar de acordo com a fala de Jesus, ela não nega a veracidade de suas palavras, mas as completa. E Jesus então ordena à mulher para voltar à sua casa, assegurando-lhe que sua filha está livre do demônio.
No segundo relato, acontece a cura de um surdo-mudo (7.31-37) – acontece um milagre. Pessoas que sofrem de surdez e gagueira são pessoas que, muitas vezes, se encontram com dificuldades para a comunicação com outras pessoas, dificuldades que podem levar à exclusão da comunidade. A cura do surdo-mudo não só restitui suas necessidades carnais, físicas, mas também diz respeito à abertura para novas possibilidades e capacidades de comunicação e de convivência.
Os dois relatos apresentam pessoas que sofrem de algum mal. Ambas as pessoas são libertadas de sua dor pela ação curadora de Jesus, somente Jesus tem poder de curar. Mas é bom e precioso observar que Jesus atua a partir do pedido e da intercessão de outras pessoas, não que ELE necessite do ser humano para efetuar a cura, mas Ele deseja nos ouvir, O caso da filha da mulher siro-fenícia, é a mãe quem roga a Jesus por sua filha e que, frente à primeira negativa de Jesus, não desiste. No caso do surdo-mudo, não está especificado quem são as pessoas que o trouxeram a Jesus, rogando que impusesse sua mão sobre ele. As duas pessoas são curadas, libertadas do mal que as afligia a partir da intercessão de outras pessoas perante Jesus, que age curando-as.
Algumas reflexões de Madre Teresa de Calcutá, podem nos fazer pensar, refletir sobre como hoje vivendo a nossa vida? Pare, pense e reflita sobre essas frases.
“Penso que hoje o mundo está de cabeça para baixo e está sofrendo tanto porque há tão pouco amor no lar e na vida da família. Não temos tempo para nossas crianças, não temos tempo para nosso próximo, não há tempo para poder desfrutar da companhia”;
“O amor começa no lar, o amor vive nos lares, e essa é a razão pela qual há tanto sofrimento e tanta infelicidade no mundo de hoje... Todo o mundo parece estar sob essa terrível pressa, ansioso por desenvolvimentos e riquezas grandiosas, de tal forma que as crianças têm muito pouco tempo para seus pais. Os pais têm muito pouco tempo para elas, e no lar começa a destruição da paz no mundo”;
“A mais terrível pobreza são a solidão e o sentimento de não ser amado”;
“A maior enfermidade hoje em dia não são a lepra nem a tuberculose, mas o sentimento de não ser reconhecido”;
“Existe mais fome no mundo por amor e por ser estimado do que por pão”;
“Algumas vezes, pensamos que a pobreza é somente ter fome, frio e não ter um lugar onde dormir. Mas a pobreza de não ser reconhecido, amado e protegido é a maior das pobrezas. Devemos começar em nossos próprios lares a remediar essa classe de pobreza”;
“Se tu julgas as pessoas, não tens tempo para amá-las”;
“Sentir-se não reconhecido, não amado, não protegido, esquecido por todos, penso que é uma fome muito maior, uma pobreza muito maior, que a da pessoa que não tem nada para comer”.
Deus abençoe a sua vida. Amém
HINO
610 – Livro de Canto – Senhor, porque me guarda.

CONFISSÃO DE FÉ
Confessemos a fé no verdadeiro único, Senhor e Salvador, com as palavras do Credo Apostólico.
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
84 – HPD I – Te agradeço


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Senhor Deus, Faze-nos entender sempre melhor esta oferta e responder de acordo na nossa vida cotidiana. Agradecemos-te pela tua Palavra, que nos é presenteada como testemunho vivo do teu grande amor por nós, e portanto, onde nós podemos em nossa vida terrena depositar toda a nossa confiança e esperança de que contigo somos mais que vencedores. Dirigimo-nos a ti também neste momento para interceder em favor daqueles que listamos acima, ... Por todos aqueles que se sentem cansados e desanimados, aflitos, angustiados, enfermos..... Socorre-os e auxilia-os em nome de Jesus Cristo que nos ensinou a orar.

Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

 

BÊNÇÃO
O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o SENHOR sobre ti levante o rosto e te dê a paz.

ENVIO
Confiantes, vão em paz e sirvam ao Senhor

CANTO FINAL
307 – Livro de Canto – Ide em paz a vossa via

 

 


 


Autor(a): Missionária Dulcenelda Schneider Bezerra
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 15º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Marcos / Capitulo: 7 / Versículo Inicial: 24 / Versículo Final: 37
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2021
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 63501
REDE DE RECURSOS
+
Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês.
1Coríntios 3.16
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br