Martin Coplas

Obra e Biografia

29/06/2012

Martin Coplas - HPD 352 

Martin Coplas compôs (em 1979) a música da “Missa da Terra sem Males”, na qual incluiu varias melodias aborígenes do Continente Sulamericano. O “Aleluia”, que consta em nosso hinário sob nº HPD 352, é uma das partes desta “Missa”. O texto deste musical litúrgico é do bispo Dom Pedro Casaldáliga e do poeta brasileiro Hamilton Pereira da Silva (que usa o pseudônimo de Pedro Tierra).

Martín Coplas1 , compositor e cantor argentino, descendente de indígenas quechua2  e aymara3 , desde a década de setenta radicado em Porto Alegre, RS, foi caracterizado pelo jornalista Ney Gastal, do “Correio do Povo”, como um artista argentino que chegou com o violão debaixo do braço e uma grande vontade de mostrar seu trabalho.

Em Uruguaiana, RS, foi organizado em 1971 o primeiro Festival Califórnia da Canção Nativa, com a explicação de que era um festival de música brasileira. Na terceira Califórnia, (em 1973) o argentino Martin Coplas deu largada ao intercâmbio com o Rio da Prata e convidou alguns artistas argentinos para se apresentar na Califórnia, já instalada na Cidade de Lona - mistura de gauchismo, tertúlias, churrasco, canha e barracas - que se instalava no Parque da Associação Rural de Uruguaiana.

Fixando-se no Rio Grande do Sul, o Coplas procurou conhecer tudo sobre o folclore gaúcho, a transição da cultura musical de seu país para o nosso, o ponto onde se mesclam as colonizações espanhola e portuguesa. Viajou muito pelo interior, realizando espetáculos, trabalhando com alguns dos nomes mais importantes do folclore gaúcho. E de todos estes contatos, ficou-lhe a certeza que somos povos irmãos, aos quais falta maior conhecimento mútuo, diz Ney Gastal, avaliando as composições de Martin Coplas reunidas num dos LP’s mais interessantes, onde Coplas canta um canto de união, um canto para que todos nos demos as mãos.

Em 1979 (no mesmo ano em que compôs as músicas da “Missa da Terra sem Males”), ele lançou um disco LP com músicas latino-americanas, intitulado “Hermano Americano” (CID, 8029, 1979), produzido por Mário Alberto Machado, com direção artística do próprio Coplas, contendo composições próprias e canções de outros autoras argentinos.

Desde a 1ª edição da Coxilha Nativista em Cruz Alta, RS, em 1981, Martin Coplas participa com shows deste festival sulriograndense de canções nativas.

Entre as obras sacras de Martin Coplas conta um Oratório de Natal “E o Verbo se fez Índio”, com texto de Dom Pedro Casaldáliga e um arranjo coral do músico uruguaio José Cabrera. (producción: Verbo Films, São Paulo 1985).
Martin Coplas também já participou (em 2003) como personagem de “Gabriel “ do elenco dum filme, cujo título original é “Concerto Campestre”. Esse filme retrata de maneira extraordinária a vida nas Estâncias Gaúchas por volta de 1850, e o desejo do dono de uma charqueada em formar uma Orquestra com músicos não muito afinados

Em 2010 participa do Comitê America Latina, com sede em Porto Alegre, que se propõe a ser um pequeno espaço de integração cultural entre os diversos povos de nosso continente. Atividades culturais, música, livros, documentários, debates, artesanato, livros farão parte da agenda do Comitê.

Fontes: 
http://www.millarch.org/artigo/latinidade .
http://www.dhnet.org.br/direitos/militantes/casaldaliga/casaldaliga_missa.
html http://www.paginadogaucho.com.br/california/2001-z.php .
http://www.musicexpress.com.br/Artista.asp?Artista=372
http://www.guiadigital.info/index.php?not=1&pesq_not=1&&mostra=10375

Notas:

1 Talvez este seja um nome artístico. “Coplas” são estrofes, ou quadras para cantar. E o bispo Casaldaliga, ao referir-se a Matin Coplas, fala de “pseudônimo com sabor de alma musical popular”.
2  O quíchua, também chamado de quechua ou quéchua, é uma língua indígena da América do Sul, ainda hoje falada por cerca de dez milhões de pessoas da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru.
3 Aimará (ou: aymará) é o nome de um povo, e respectiva língua, estabelecido desde a época pré-colombiana no sul do Peru, na Bolívia, na Argentina e no Chile.


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Autor Melodia
ID: 18109
REDE DE RECURSOS
+
Devemos orar com tanto vigor como se tudo dependesse de Deus e trabalhar com tanta dedicação como se tudo dependesse de nosso esforço.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br