Mensagem da Presidência - Pentecostes 2012

27/05/2012

 Meus irmãos e minhas irmãs da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil!

Quero destacar nesta mensagem um aspecto fundamental de Pentecostes: o ser testemunha! Igreja viva é uma Igreja que dá testemunho! Tem algo a dizer a partir da confiança e esperança na ação consoladora do Espírito Santo.

Em Atos dos Apóstolos capítulo 1, versículo 8, lemos: Porém, quando o Espírito Santo descer sobre vocês, vocês receberão poder e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria e até nos lugares mais distantes da terra.

Nestes últimos meses, tenho viajado bastante: participei de cultos de ordenação, encontros com Ministros e Ministras, reuniões com Pastores Sinodais, Assembleias Sinodais, reuniões com lideranças, encontro com empresários, com senhoras da OASE, Fórum da Mulher Luterana, LELUT, encontros e acampamento de jovens, cultos e celebrações de 90, 100, 150 anos de vida comunitária e de construção de templos.

Estas viagens me proporcionaram uma visão muito interessante da IECLB. Sou categórico: há muita coisa bonita acontecendo nas nossas Comunidades! Muitos irmãos e muitas irmãs estão envolvidos e envolvidas nas mais diferentes atividades. Na Sede Nacional da IECLB, em Porto Alegre, sobre a minha mesa de trabalho, normalmente se acumulam questões a serem resolvidas, por isso é muito grande o perigo que eu permita que essas questões, que precisam ser cuidadas, tomem uma proporção maior que lhes cabe e as experiências bonitas que brotam da ação do Espírito Santo de Deus fiquem sufocadas e não apareçam.

Em muitos momentos, perguntei para as pessoas com as quais estava reunido por que não divulgavam o seu trabalho? Por que não compartilhavam a experiência que estavam fazendo? Por que não usavam o jornal e o Portal da IECLB para testemunhar as bênçãos, as alegrias, o crescimento, a diferença que o viver a fé em Cristo na sua Comunidade, no seu grupo, estava lhes proporcionando?! Por que não divulgavam as ações diaconais, de ajuda, a preocupação com o meio ambiente, com as drogas, com a formação na fé, com a vida familiar, matrimonial? Afinal, este testemunho não faria diferença na vida de outras pessoas? É claro que faria e fará!

O que dizer da Rede de Oração, o compartilhar de situações de doença, sofrimentos, preocupações, vitórias, o testemunho solidário, a palavra amiga, o apoio em momentos de fragilidade, doença, luto, perdas? Não nos sentimos muito mais próximos com esse compartilhar? Fortalecidos? Apoiados? Amparadas? Este testemunho faz diferença em nossas vidas? É claro que faz!

Uma Igreja que testemunha, que fala sobre o agir de Deus e corresponde aos valores do seu Reino é uma Igreja que faz história e tem uma história! Igreja assim não deixará de convidar outras pessoas, não deixará de falar, de compartilhar, de testemunhar!

Fazer história é muito mais do que apenas recontar um fato do passado ou narrar algo de forma imparcial, descompromissada, indiferente. Fazer história é permitir que Deus atue em nossas vidas através do Espírito Santo e nos ajude a vencer a timidez, a aperfeiçoar os dons que nos concede, a termos a coragem para arriscar mais. Trata-se de andar no Espírito, em oposição ao que é velho e não edifica a Igreja (1Coríntios, capítulo 14), como escreve o apóstolo Paulo aos Gálatas no capítulo 5:

16 Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana.

17 Porque o que a nossa natureza humana quer é contra o que o Espírito quer, e o que o Espírito quer é contra o que a natureza humana quer. Os dois são inimigos, e por isso vocês não podem fazer o que vocês querem.

22 Mas o Espírito de Deus produz o amor, a alegria, a paz, a paciência, a delicadeza, a bondade, a fidelidade, 23 a humildade e o domínio próprio.

As palavras do apóstolo Paulo são extremamente realistas! A sua mensagem nos mostra que testemunhar a fé em nosso mundo não é tarefa fácil! O livro de Atos dos Apóstolos é evidência suficiente dessa realidade! Onde o Espírito de Deus age, há oposição, resistência, pessoas são intimidadas! O que dizer de Estevão, Pedro, Paulo, suas prisões, seus apedrejamentos? Ainda assim, o seu testemunho foi fundamental e marcou, transformou e ainda marca e transforma a história da humanidade!

Há um hino de Pentecostes no HPD 1, o hino 76, que gosto muito. Ele diz o seguinte:

No tempo em que vivemos,
imprescindível é
que sempre confessemos
bem claro a nossa fé.
Ainda que soframos
perseguição e dor,
que sempre enalteçamos
o teu eterno amor!

Eu quero convidar a todos e todas vocês, lideranças, membros, Comunidades: vamos exercitar de forma intencional esse mandato que Cristo nos legou em Pentecostes: ser testemunha! Vamos repartir, compartilhar acerca da mensagem do Evangelho, que salva, que nos sustenta na dor, que transforma vidas e nos abre novos horizontes?

Um exemplo desse ser testemunha, fazer história, é o que vejo na proposta dos jovens para o próximo Congrenaje, o vigésimo primeiro Congresso Nacional da Juventude Evangélica, a ser realizado em Pelotas/RS, e que também será o tema do próximo Concílio da Igreja, que ocorrerá na cidade de Chapecó, no Sínodo Uruguai: Conectad@s com Deus: protagonistas no mundo! É isso mesmo: fazer história, ser testemunha de Jesus Cristo é ser protagonista!

Os primeiros cristãos e as primeiras cristãs foram testemunhas, protagonistas, isto é, pessoas que viveram intensamente a sua fé – em palavras, gestos, oração, comunhão, firmeza, vigor e paciência! A fé em Cristo lhes abriu um novo horizonte, lhes deu novas perspectivas, superou o medo, a desesperança, a morte e deu coragem, esperança e uma nova perspectiva de vida. Enfim, marcou os seus corações e a sua fé!

O seu protagonismo estava construído sobre uma convicção - a mensagem da Páscoa, a promessa de Jesus: E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século! Mateus 28.20.

Irmãos e Irmãs, que Deus abençoe a vida de vocês, a sua caminhada. Permita, a cada um e a cada uma, que o Espirito Santo atue em sua vida e o encoraje a dar um testemunho evangélico vibrante como o fez o apóstolo Paulo ao afirmar Não me envergonho do Evangelho porque é o poder de Deus (Romanos 1.16).

Vamos arriscar mais? Ao mais uma vez celebrarmos Pentecostes, que o Espirito Santo nos capacite e encoraje para o testemunho transformador e renovador! Amém!

Pastor Nestor Friedrich
Pastor Presidente da IECLB 


Autor(a): Nestor Paulo Friedrich
Âmbito: IECLB / Instância Nacional: Presidência
ID: 26399
MÍDIATECA
REDE DE RECURSOS
+
O meu Deus é a minha força.
Isaias 49.5
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br