Missão a partir da IECLB: um olhar para a história recente

14/07/2006

Na segunda parte da tarde o pastor Günter Wehrmann e a díacona Ingrit Vogt apresentaram o primeiro bloco do Fórum, fazendo um resgate sobre a história recente da missão e apresentando um panorama do contexto atual da missão. A plenária foi coordenada pelo pastor Roberto Zwetsch, integrante do grupo assessor de missão da presidência.

“A IECLB é a minha igreja”- foi com esta declaração que o pastor emérito Günter Wehrmann, formado e enviado pela igreja da Alemanha e tendo exercido mais de 30 aos de ministério no Brasil, iniciou sua palestra no Fórum nacional de Missão, na tarde desta quinta-feira, em Florianópolis. Wehrmann, que participou da elaboração do Plano de Ação Missionária da IECLB (PAMI), apresentou um resgate da história recente de nossa igreja, destacando perguntas e respostas para refletir a missão.

Apresentando a missão como a necessidade de abraçar a fé, Wehrmann resgatou diversas tentativas de prestar testemunho: crianças, serviço diaconal, construção de escolas, hospitais, ou mesmo documentos com o do Catecumenato Permanente (formação contínua), surgimento do Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor, do comprometimento público, com a adoção do Tema do Ano “Terra de Deus- Terra para todos”, entre tantos outros exemplos. Engajamento missionáriofaz parte da caminhada de nossa Igreja, destacou Wehrmann, lembrando ao mesmo tempo que isso não significa que foi uma caminhada sem conflitos. Conquistas como a decisão de avançar em busca nas novas áreas de colonização, acompanhando a migração para o centro-oeste do país, ou o reconhecimento do ministério compartilhado e dos ministérios específicos, que têm em comum, a busca da honra e glória de Deus e bênção de muitos, com destacou o obreiro.

Também a partir de experiências práticas, olha para o contexto de nossa Igreja e de mais alguns meses trabalho surgiu o PAMI - documento orientador e motivador no qual é claro que Jesus Cristo deve ser sempre o ponto de partida e de chegada.Segundo Wehrmann, reflexos do PAMI foram sentidos, mas o aumento das parcerias internas ainda deixa muito a desejar. Lembrando que muitas discusões não são novas, destacou alguns estudos importantes com o documento IECLB na pluralidade religiosa e um caderno que já em 1985 trazia a temática da Fé, gratidão, e compromisso. Ao final de sua exposição ele lançou algumas perguntas desafiadoras como, por exemplo, quais modelos capazes de oferecer mais mobilidade as comunidades ou maior acompanhamento ao ministério de leigos e também quais devem ser os critérios norteadores paradireceionar os recursos - cada vez mais escassos aos projetos missionários em nossa igreja.

Leia também:

Documento de Campeche: o rosto da IECLB esta mudando
Um olhar sobre o Fórum Nacional de Missão
Ser sal da terra e luz do mundo: o compromisso do Fórum Nacional de Missão
Eixos temáticos dão pistas para a caminhada missionária
Fórum: abordagem bíblica da missão
Compartilhar de experiências: finita mostra do infinito amor
Fórum: grupos refletem carne e cultura
Contexto sociocultural e religioso: paixão e carne
Fórum Nacional de Missão: entusiasmo para ouvir e participar marca o primeiro dia
Missão a partir da IECLB: um olhar para a história recente
Fórum: Ingrit Vogt desenha contexto atual da missão na IECLB
Fórum Nacional de Missão: Missão é essência, não acessório
 

COMUNICAÇÃO
+
Arrisco e coloco a minha confiança somente no único Deus, invisível e incompreensível, o que criou o céu e a terra.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br