Mateus 20.1-16

Caderno de Celebrações 2014/2015 - P. Ricardo Brosowski

01/09/2014

CULTO PARA SETEMBRO 2014
Departamento de Música e Liturgia do Sínodo da Amazônia
Leitura Bíblica: Sl 145.1-8; Jn 3.10-4.11; Pregação: Mt 20.1-16.
P. Ricardo Brosowski – Vale do Juruena/MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
É com profunda gratidão a Deus e alegria que podemos nos reunir. Conosco trazemos tudo o que nos incomoda e recebemos de Deus o conforto e alívio. Aqui recebemos de Deus o perdão e somos convocados/as a falar desse amor, que perdoa, salva e acompanha a todos/as nós no caminho de nossa vida.
Quero saudar a todos/as com as palavras do apóstolo Paulo em Filipenses 1.7, onde diz: “Eu trago vocês no coração, seja nas minhas algemas, seja na defesa e confirmação do evangelho, pois todos vocês são participantes da graça comigo”.

Acolher os/as visitantes.

CANTO DE ENTRADA
207 – Entre Nós Está (ENE) – Jesus, Pastor Amado.

Ou: Nº ____________________________________________________
SAUDAÇÃO
Estamos reunidos/as aqui em nome de Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. O Pai, Criador e doador da vida; O Filho, Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador; O Espírito Santo que nos anima e nos congrega como comunidade Cristã.

CANTO DE INVOCAÇÃO
49 – ENE – Quando o Espírito de Deus Soprou.

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Pai celeste: Deus onipotente e Pai de misericordioso. Tu nos dás tão grande amor, que até podemos ser chamados de teus filhos e tuas filhas, e temos comunhão contigo. Sabemos de teus cuidados e tua graça, mas não a merecemos, pois temos pecado através de nossas palavras, através de nossos pensamentos e através de nossas atitudes. Temos pecado contra ti e teu mandamentos.
Temos errado, e assim prejudicamos a nós mesmos e aos nossos irmãos e irmãs. Temos nos afastado de teus ensinos e caminhos. Temos seguido por demais nossos próprios caprichos e os desejos de nosso coração. Senhor, não há nada em nós que seja bom. Tu, porém, Senhor, tens demonstrado a nós cuidado, compaixão e misericórdia. A vida que estava contigo, enviastes a nós, para que em Jesus Cristo tivéssemos perdão, esperança e vida completa, vida eterna. Perdoa, ó Deus, aos que agora confessam sua culpa. Perdoa-nos e salva-nos segundo a tua promessa. Concede-nos tua graça, por Cristo, para que tenhamos uma nova vida e nela vivamos segundo a tua magna vontade. Tem piedade de nós. Em nome de Jesus Cristo, que deu sua vida, para que em seu sangue fossemos limpos e salvos. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
O apóstolo Paulo escreve “Em Cristo não havia pecado, mas Deus colocou sobre Cristo a culpa de nossos pecados para que nós, em união com Ele, vivamos de acordo com a vontade de Deus” (2Co 5.21). Que através da palavra de Deus possamos receber o consolo e fortalecimento que o próprio Deus concede. Assim anuncio que somos perdoados de nossos pecados em nome de Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

KYRIE
Quando olhamos ao nosso redor, nos deparamos com uma realidade de dor, angústia, guerra e sofrimento. Como cristãos e cristãs, temos a tarefa de clamar a Deus pedindo piedade. Fazemos isso cantando:
Pelas dores deste mundo, ó Senhor, imploramos piedade.
A um só tempo geme a criação.
Teus ouvidos se inclinem ao clamor desta gente oprimida.
Apressa-te com tua salvação.
A tua paz, bendita irmanada co’a justiça.
Abrace o mundo inteiro. Tem compaixão!
O teu poder sustente o testemunho do teu povo.
Teu reino venha a nós!
Kyrie Eleison!

GLÓRIA IN EXCELSIS
Queridos irmãos e irmãs, não precisamos ter medo pelo que precisamos passar. O nosso Senhor nos promete a sua companhia e ajuda, ele diz “Eu sou o Senhor, o Deus de vocês; eu os seguro pela mão direita e lhes digo: não fiquem com medo, pois eu os ajudo” (Is 41.13). Por isso rendamos glória a Deus cantando:
“Glória, glória, glória a Deus nas alturas.
Glória, glória, paz entre nós, paz entre nós” (140 – Entre nós Está – Glória).

ORAÇÃO DO DIA
Amado Pai, te agradecemos pela oportunidade que temos de nos reunirmos em culto. Concede que nosso coração e nossa mente estejam abertos à tua palavra. Permita que sejamos desafiados a te servir em todos os momentos da nossa vida, em palavras e atitudes. Que teu Espírito Santo possa agir em nossas vidas por meio da tua palavra. Assim estamos diante de ti, em nome de Jesus, que é a Palavra Viva. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Sl 145.1-8

2ª Leitura Bíblica: Jn 3.10-4.11

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
192 – ENE – Fonte da Celeste Vida.

PREGAÇÃO
Mateus 20.1-16
O texto bíblico para a pregação de hoje é um dos mais conhecidos de toda a Escritura. Lemos o texto do Evangelho de Mateus 20.1-16.
O texto bíblico reflete o Reino de Deus, partindo de algo que dignifica o ser humano: o trabalho. Isso através da relação existente entre os diaristas de uma vinha e o seu empregador.
Conta-nos o texto que um homem saiu a buscar pessoas dispostas a trabalhar em sua vinha. Como precisava de muitos trabalhadores saiu várias vezes para chamar pessoas a se juntarem a ele na labuta.
A parábola contada por Jesus desenvolve-se tranquilamente quase até o final, quando chega a hora de se efetuar o pagamento aos contratados. Uma pequena discussão começou a tomar forma quando os que foram contratados primeiro viram que os últimos, que trabalharam apenas uma hora, receberam o mesmo que eles.
Assim chegamos ao primeiro ensinamento que esse texto pode nos trazer:
1º - Todos são chamados ao trabalho.
A praça, antigamente, era como um escritório de Recursos Humanos. As pessoas iam lá para que pudessem ser chamadas ao trabalho por alguém. Os empregadores recrutavam essas pessoas ali mesmo e os enviavam ao serviço. Muitos ficavam o dia inteiro ali, não por serem preguiçosos, mas sim, por lhes faltar a oportunidade de serem chamados por alguém.
Porém, a introdução desta parábola diz assim “Porque o Reino dos Céus é semelhante...”. O proprietário das terras aqui não é um ser humano, mas o próprio Deus. É ele quem chama as pessoas a fazerem parte do seu reino. Lutero, ao explicar essa parábola, diz que “Os trabalhadores não entraram na vinha do patrão, antes deste os ter contratado e lhes ter mandado ir”. É Deus quem sai à procura das pessoas, é ele que vem ao encontro e oferece uma nova oportunidade.
Interessante é notar também que o dono da vinha, em vários momentos, vai buscar novos trabalhadores, até o momento em que todos estão empregados. Bem assim é a forma com que Deus age. Ele chama todos, convida todos a se integrarem ao seu Reino.
2º - No trabalho pode haver problemas.
Embora Deus seja o dono da vinha, nós somos seus “trabalhadores”. O reino de Deus é formado por pessoas, que apesar da fé, continuam sendo falhas, pecadoras, tendo problemas e angústias, muitas vezes não fazendo o que deveriam fazer e em outras fazendo o que não deveriam fazer. E isso ocasiona, como revela o texto bíblico, alguns problemas de convivência dentro desse Reino, ao qual todos fomos convidados. E em grande parte esses problemas acontecem por não entendermos a forma com que cada um de nós foi convidado a adentrar nele. E assim chegamos ao terceiro ensinamento que podemos tirar dessa parábola.
3º - No Reino Deus se vive pela misericórdia e graça.
Conta uma lenda que um jovem no exército de Napoleão Bonaparte cometeu algo tão terrível que chegou a ser condenado à morte. No dia anterior ao seu fuzilamento sua mãe foi falar com Napoleão, implorando que ele tivesse misericórdia de seu filho. Napoleão disse: “-Mulher, seu filho não merece misericórdia”. Nisso ela replicou: “-Eu sei, se ele merecesse, não seria misericórdia”.
Misericórdia é aquilo que recebemos sem que sejamos merecedores, é amor que nos vem em meio a toda nossa dificuldade, e vida que nos é dada em meio a tantos sinais de morte que estão ao nosso redor. E presente que vem de graça, dado por Deus.
É isso o que chamamos de Evangelho – Boa nova. A boa notícia de que não fomos abandonados e abandonadas na praça da vida esperando por algo que nossas forças não conseguiriam fazer. Mas que alguém, por se importar conosco, veio e nos ofereceu o convite para nos integrar ao seu Reino. Falar em misericórdia e graça significa dizer que Deus nos viu em nossa miséria, em meio a nossos problemas, erros, angústias, pecados, dores e veio nos ajudar.
Ninguém foi convidado por ser bom ou bonito, mas porque sem esse chamado não teria chances de perdão e salvação. A ira dos primeiros trabalhadores reflete justamente a ideia de alguém que ainda não entendeu a graça e a misericórdia de Deus.
Saber-se agraciado pela misericórdia de Deus é saber-se devedor, mais do que credor. Embora não seja uma autorização para que realizemos boas obras é saber que, boas obras não são suficientes para que possamos entrar no Reino de Deus sozinhos. Como diz um hino de nosso cancioneiro, “a minha força nada faz, sozinho estou perdido”.
Que possamos lembrar sempre disso: é Deus que vem até nós, por misericórdia e graça. Nós não merecíamos essa preocupação de Deus por nós, mas por seu amor incondicional, ele nos oferece vida no seu Reino a partir de Cristo. E isso, em hipótese nenhuma, é obra nossa, é realmente graça.
Essa graça alcança todas as pessoas, todos são convidados a fazer parte desse Reino. Deus convida, Deus chama, Deus envia também ao trabalho. Que a partir disso possamos testemunhar o amor de Deus em palavra e ação, amando a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. E lembrando em tudo o que fazemos que, somente o fazemos porque Deus nos concedeu por graça o seu amor. Amém.

HINO
218 – ENE – Vamos Nós Trabalhar.

CONFISSÃO DE FÉ
Em resposta à pregação, unidos com cristãos e cristãs em todos os quatro cantos do mundo, devemos confessar a nossa fé publicamente. Fazemos isso com as palavras do Credo Apostólico...

Creio em Deus...

CANTO PÓS-CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
63 – ENE – Em Nada Ponho A Minha Fé.

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Nos te agradecemos, ó Pai do céu, por podermos levantar as nossas mãos a ti com súplicas, intercessões e agradecimentos.
Nós te agradecemos, ó Pai, por permitir que vivamos em comunidade. E que, mesmo com nossos erros, falhas e pecados, tu nos envolve em tua missão neste mundo. Assim fortalece-nos, para que possamos nos deixar apaixonar por esse teu movimento em prol da cura e da salvação humana.
Oramos Senhor, pelos povos, nações, pela igreja e suas angústias em todo o mundo, por todos os que sofrem perseguição por causa do teu nome, pela direção da Igreja, que é tua; pela pregação correta e fiel da sua palavra. Levanta entre nós mais trabalhadores para a tua seara, dispostos a pregar e viver o teu reino.
Pedimos-te pela nossa pátria, por nossas autoridades. Por nossa comunidade e todos os seus membros e visitantes. Por todo o trabalho honesto e pelo pão de cada dia. Por nossos matrimônios, pela nossa juventude, por nossas crianças. Te pedimos que todos nós sejamos livrados do mal e apreendamos a testemunhar Cristo como único e suficiente Senhor e Salvador dos seres humanos.
Pedimos-te pelos adoentados nos hospitais e em casa, pelos que sofrem a dor do luto, pelas viúvas e órfãos, pelos abandonados e desprezados. Pedimos-te pelos que tem dificuldade de crer e pelos que andam à tua procura. Pedimos-te também pelos nossos motivos específicos que são (elencar os motivos comunitários nesse instante):
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________
Guarda-nos em tua graça, salva-nos e ampara-nos. Em nome de Jesus Cristo, teu filho, que ensinou a todos nós, orando assim:

PAI NOSSO
Pai nosso...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___h___.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
BÊNÇÃO
Que o Senhor te cerque por todos os lados, proteja, ampare, fortaleça e conceda entendimento e paz. Amém.

ENVIO
Vamos em paz e sirvamos a Deus com alegria.

CANTO FINAL
165 – ENE – Bendirei ao Senhor.
 


Autor(a): P. Ricardo Brosowski
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 20 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 16
Título da publicação: Caderno de Celebrações - Sínodo da Amazônia / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 26477
REDE DE RECURSOS
+
Mal tenho começado a crer. Em coisas de fé, vou ter que ser aprendiz até morrer.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br