No sertão nordestino, Jesus é como a chuva

Testemunho

26/04/2009

O município de Araripina-PE possui grande escassez de água, devido à falta de chuvas, situação que dura mais de oito meses. Nesse período, a vegetação fica marrom, as plantas começam a perder as folhas, num esforço para sobreviver. Assim, observa-se um cenário de morte. Mas, quando vêm as primeiras chuvas tudo muda! A vida está de volta, são plantas verdes, com flores e frutos! A esperança retorna para o Sertanejo.

Assim como a chuva que chega, Jesus traz vida e esperança através do Projeto Vida Plena para muitas crianças da “Vila Bringel”, no município de Araripina-Pe. Esse projeto atende cerca de 50 crianças e adolescentes com aulas de reforço escolar, violão, ensino cristão, artes, e alimentação.

A vida para as crianças atendidas, assim como para a grande maioria de nossa região, não é fácil. Muitos deles convivem em seus lares com o desemprego, o alcoolismo e as drogas. Contudo, vejo em seus rostos que algumas coisas começam a mudar. Agora podem rir, brincar e sonhar com um futuro, sentindo-se aceitas e amadas.

Nesse contexto ouvimos muitas histórias de vida. Lembro-me, em especial, de Francisca, 12 anos, criança de olhos tristes, semblante carregado de dificuldades, devido aos problemas enfrentados em sua vida. Filha de mãe solteira foi abandonada em casa com seu irmão de seis anos. Eles permaneceram sozinhos por um mês, contando apenas com a ajuda de alguns vizinhos que doavam alimentos.

No mês de Julho de 2008, Francisca foi morar com uma senhora na Vila Bringel e o irmão com uma família na zona rural do município. Assim, Francisca chegou ao projeto Vida Plena. Inicialmente mostrava-se muito triste, não brincava com as outras crianças; contudo, depois de algum tempo, quando percebeu que era amada, seu semblante transformou-se. Atualmente, mostra disposição nas atividades e diz: “Amo estar no projeto”.

As histórias de vida destas crianças nos comovem. Vejamos o exemplo de Daniel, 13 anos, menino tímido de sorriso amoroso, jeito atencioso de falar e de se expressar. Ele, como muitas crianças da Vila Bringel, têm problemas no lar. Sua família tem cinco membros, o pai é alcoólatra, a mãe está desempregada, o irmão está preso - deixou um filho pequeno e sua companheira grávida. Todos residem em condições de completa miséria.

Entretanto, Daniel tem superado as adversidades com determinação. Foi uma das primeiras crianças a serem beneficiadas pelo projeto e desde então muitas transformações ocorreram com ele. Seu rendimento escolar aumentou e é sempre elogiado pelos professores, ajuda como monitor dos mais novos; é exemplo para as outras crianças, participa das atividades da igreja, mesmo tendo de caminhar mais de dois quilômetros. Lembro-me de Daniel sendo indagado sobre o que queria ser no futuro. Respondeu: “não sei, não tenho futuro”. Hoje entusiasmado diz: “Advogado”.

Outro projeto desenvolvido é na área da agricultura, um setor pouco explorado pelos moradores da zona rural. O principal plantio na região é o da mandioca, sendo que o ciclo da planta é muito longo devido à estiagem, gerando assim muita pobreza.

O Projeto Sítio Modelo beneficia cinco famílias que possuem fonte de água, doando um sistema de irrigação completo e prestando assistência técnica. Os beneficiados estão produzindo hortaliças e frutas e comercializando na feira da cidade. Sua renda mensal aumentou de R$ 150,00 para R$ 430,00 no primeiro mês. A expectativa é alcançar R$ 600,00 mensais. Toda terça-feira ocorre um culto nas residências dos beneficiários.

Deus tem mudado muitas vidas no sertão nordestino, vidas que tinham perdido a esperança e hoje acreditam num futuro digno.

Por tudo isso, assim como o sertão muda da morte para a vida pela chuva, Jesus através da sua Igreja demonstra seu imenso amor, dando a vidas sem expectativas um futuro de esperança e sonhos. “Eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente”. (João 10.10b.)

Assim é a diaconia, servimos ao próximo motivados pelo amor de Deus por nós, é isso que nos move em direção ao nosso próximo.

 

Sugestão de atividade prática:

Dividir o grupo em pequenos grupos.

Leitura do texto.

Discussão do texto, com as seguintes questões:

• Quais são as ações diaconais possíveis de identificar no texto?

• As ações diaconais identificadas geram transformação na vida das pessoas? Que tipo de transformação?

• Podemos identificar ações diaconais em nossa comunidade? Que tipo de transformação elas produzem?

• Identificamos alguma ação diaconal que ainda não existe em nossa comunidade?

• Em que ponto este relato de experiência está interligado com o Tema do Ano e Lema da IECLB 2009?


Mauro Westphal é Engenheiro Agrônomo e Coordenador do Projeto Vida Plena, da
Missão Zero, em Araripina/PE
 


Autor(a): Mauro Westphal
Âmbito: IECLB
ID: 13679
REDE DE RECURSOS
+
É dever de pai e mãe ensinar os filhos, as filhas e guiá-los, guiá-las a Deus, não segundo a sua própria imaginação ou devoção, mas conforme o mandamento de Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br