O poder de perdoar - João 20.23

01/12/2014

O PODER DE PERDOAR – “Se vocês perdoarem os pecados de alguém, esses pecados serão perdoados...” (João 20.23).

A tarefa da Comunidade Cristã é mostrar para a humanidade, pela Palavra de Deus, que quem se fechar ao projeto de Deus, ou for contrário a ele permanece em pecado. E quem permanece em pecado está fora do reino de Deus. Perdoar pelo poder do Espírito Santo é a ordem regeneradora e reintegradora de Jesus. Ele diz: “Eu vim para que todos tenham vida em abundância” (João 10.10). O perdão de pecados, não só tem uma conotação espiritual, mas também social. O reino de Deus está entre nós e tem a ver com os nossos relacionamentos.

Numa família onde as pessoas não se perdoam, reina o ódio, a vingança, a tristeza e a exclusão. Ali os problemas de convivência afetam os relacionamentos. Isso também vale para qualquer grupo social. A falta do perdão ocasiona a impossibilidade do crescimento de nossas condições humanas.

Não perdoar faz mal tanto a quem errou e necessita do perdão, quanto a quem nega o mesmo. Quem não perdoa é como alguém que toma veneno pensando que o outro vai morrer.

O perdão transforma os sentimentos maus e de angústia em confiança e alegria. Ele restabelece a vontade de viver, de participar, de trabalhar e de continuar dando tudo de si para realizar-se na vida.

Todos somos falhos. Sem o perdão nenhum relacionamento é saudável. Jesus sabia disso. Ele dá o poder de perdoar aos discípulos através do Espírito Santo, para que o mundo se renove espiritualmente.

Quando estudei em um internato, certa vez esqueci-me de devolver um livro que havia retirado da biblioteca. Isto acarretou em multa. Eu não tinha dinheiro para pagá-la. Poderia ser expulso do internado e perder a oportunidade de continuar os estudos. Recebi o perdão. Decidi não mais ser relapso. Aprendi e me senti feliz e valorizado. Quanta felicidade e renovação pode haver na vida das pessoas quando elas exercitam o poder de perdoar.

Se as pessoas se perdoassem mais, sofreriam menos; haveria menos ódio e violência no mundo; haveria mais felicidade e o mundo se tornaria um exemplo de amor a Deus e ao próximo.

Jesus nos deu esse poder. Que tal assumirmos essa atitude em nossa família, em nossos grupos e em nossa comunidade, proporcionando um mundo mais justo, inclusivo e feliz.

Pastor Jorge Antônio Signorini


Oração:

Obrigado Senhor, por nos reconduzir ao teu encontro através do perdão. Ajuda-nos a cumprirmos a tua vontade, perdoando-nos uns aos outros. Em nome de Jesus Cristo, Amém!


Voltar para índice Anuário Evangélico 2015


Autor(a): Jorge Antônio Signorini
Âmbito: IECLB
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 20 / Versículo Inicial: 23
Título da publicação: Anuário Evangélico - 2015 / Editora: Editora Otto Kuhr / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 35002
REDE DE RECURSOS
+
Arrisco e coloco a minha confiança somente no único Deus, invisível e incompreensível, o que criou o céu e a terra.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br